Fonte: Kissasian

O grupo de K-pop BTS não estará isento do serviço militar, disse o governo na quinta-feira dia 21, anunciando uma nova emenda à lei do serviço militar.

Todos os jovens coreanos são obrigados a servir nas forças armadas por cerca de dois anos. Porém, a atual lei prevê isenções limitadas, oferecidas àqueles com realizações notáveis ​​em esportes e artes que “elevam o perfil nacional”.

Houve críticas de que o sistema de isenção é injusto ao excluir músicos pop, como os integrantes do BTS, que lideraram o ranking de álbuns da Billboard 200 mais de uma vez.

Ao anunciar uma revisão na lei do serviço militar, o governo reiterou sua posição de que o BTS e outras estrelas pop ainda estarão sujeitas ao serviço militar, pois o governo precisa reduzir o sistema de isenção devido à escassez de pessoas qualificadas para o serviço nacional.

Decidimos a lei, justamente para reduzir o número de isenções em primeiro lugar, por isso não consideramos a possibilidade abri exceções“, disse Lee Nam-woo, chefe do escritório de bem-estar do Ministério da Defesa, em comunicado conjunto por um número de ministérios na quinta-feira.

Acreditamos também que o dever militar não prejudicará os talentos de artistas populares de forma tão crítica que eles não poderão mais se apresentar“.

No anúncio, Lee disse que o governo reduziria a cota para o sistema de isenção e aplicaria condições mais estritas para o pessoal qualificado de esportes e artes.

Antes do coletiva conjunta, o primeiro-ministro Lee Nak-yon explicou que era “inevitável” reduzir o sistema de isenção.

Houve muitas controvérsias sobre o sistema de isenção“, disse o primeiro-ministro Lee após uma reunião do gabinete onde o plano de revisão foi aprovado. “Não podíamos mais ignorar esse problema e achamos inevitável reduzir o sistema de isenção“.

As controvérsias que ele citou dizem respeito à questão de saber se o governo pode manter a política à luz de uma baixa taxa de natalidade que reduz a população elegível para serviço militar, a justiça do sistema e se o pessoal especializado que é colocado em serviço alternativo está servindo em locais apropriados para produzir os resultados esperados.

A Lei do Serviço Militar permite deveres especiais para permitir que pessoas qualificadas continuem suas carreiras enquanto prestam serviço militar, como pesquisadores e técnicos especializados.

As isenções do serviço militar são concedidas a atletas e artistas qualificados: que ganham uma medalha de ouro nos Jogos Asiáticos ou medalhas de qualquer tipo nas Olimpíadas, artistas que conquistaram o segundo lugar ou mais em certas competições internacionais de arte e os melhores colocados em uma competição de artes no sul da Coreia.

Os jogadores de futebol podem ganhar uma liberação especial em caso de uma conquista expressiva para o país, estabelecida pelo governo como terminar entre os três primeiros colocados de uma Copa do Mundo ou Olimpíada ou conquistar os Jogos Asiáticos. Foi o que aconteceu com Son Heung Min, de 26 anos, atualmente considerado o melhor jogador da Coreia de todos os tempos. Foto: Sky Sports

Segundo a emenda, o governo reduzirá gradualmente o número de pessoas elegíveis à isenção – não incluindo atletas e artistas – de 2022 a 2026, quando as que receberão isenções serão reduzidas em 20%, dos atuais 7.500 para 6.200.

A cota para atletas e artistas não será reduzida, pois apenas uma média de 45 recebe isenções anualmente, disse o governo. Em vez disso, criará condições mais rigorosas, reduzindo o número de competições ou jogos que se qualificam para isenções.

Para os atletas, regras mais rígidas e transparentes serão aplicadas na seleção de jogadores para as seleções nacionais.

Embora a isenção tenha sido concedida até agora apenas àqueles realmente envolvidos em uma competição, todos os membros de uma equipe vencedora terão direito à isenção de acordo com a lei revisada.

Não é incomum que as equipes nacionais coreanas participem de um jogo vencedor até por um minuto, pois isso qualificaria o jogador à isenção do serviço militar.

Em alguns casos, as pessoas brincavam sobre ‘jogo de 1 minuto para isenção militar’, e todo o sistema de isenção e os jogadores da equipe nacional seriam ridicularizados. Procuramos evitar isso”, disse uma autoridade do Ministério da Defesa.

O governo formou uma força-tarefa de ministérios relacionados para a revisão da Lei do Serviço Militar em dezembro do ano passado. É a primeira vez que um acordo é alcançado desde o início das discussões em 2002, segundo Lee.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.