Lojas e restaurantes próximos à avenida Gwanghamum, que foi o centro dos protestos iluminados à luz de velas nos últimos dois meses, viram suas vendas aumentarem significativamente após a onda de insatisfação popular em relação ao governo federal sul-coreano.

De acordo com a companhia administradora de cartões de crédito KB Koomin Card, o número de transações realizadas via cartão de crédito cresceram em 24% este ano, para 1. 806, quando grandes protestos movimentaram a área, comparado ao período dos mesmos “seis sábados” (dia 29 de Outubro ao dia 3 de Dezembro) do ano passado.

As redes de fast-food viram a sua demanda aumentar rapidamente, chegando ao total de 49,994 transações realizadas, e um aumento de 65,1% em suas vendas. O número médio para todas as redes de fast-food em todo o país foi de 18, 2% durante o mesmo período.

Outra performance observada foi a das salas de exposições, que viram um crescimento de 64,9 %, comparado ao número médio nacional de 32,9 %, seguido pelas lojas de conveniência com 50, 6% e dos hotéis com 39,2% – ambos que tinham um número médio maior que a média de aumento nacional de 13 e 33,1 %, respectivamente.

Foto: Yonhap
Foto: Yonhap

Um número massivo de pessoas reunidas em um mesmo lugar, naturalmente leva os números das vendas de restaurantes fast-food e de lojas de conveniência a crescer rapidamente“, disse um executivo da KB. “Sobre as boates e as salas de exposições, nós acreditamos que as pessoas se juntaram aos protestos depois de visitarem estes lugares“.

Em termos de números de transações realizadas com cartões de crédito, as cafeterias tiveram o maior crescimento no período dos “seis sábados” (238,222), seguidas pelas lojas de conveniência (164,594), restaurantes de comida coreana (126,393) e pelos restaurantes de fast-food (49,994).

Em contrapartida, os restaurantes familiares da área viram seus números de transação com cartões de crédito caírem para 35,9%. Enquanto a média nacional sofreu queda de apenas 0,9%. Cinemas (-23, 5 %), e lugares para hospedagem como motéis e hotéis (-14, 3%) também experimentaram queda, em comparação com as médias nacionais de –0,5% e 2,9%, respectivamente.

Neste meio tempo, os jovens na faixa etária dos 20 anos foram os maiores responsáveis pela maioria das transações feitas com cartão de crédito durante o mesmo período com um total de 382,382, seguidos pelos que estão na faixa dos 30 (267,977), e 40 anos (212,132).

O maior número de transações realizadas em um único dia aconteceu durante o terceiro protesto no Sábado, dia 12 de Novembro com 195,983 transações realizadas naquela área, seguido pelo sexto protesto nacional no Sábado, dia 3 de Dezembro com 187, 348 transações realizadas.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.