O governo da cidade de Seul disse que mais do que quadruplicará o número de beneficiários de seu subsídio mensal de promoção de emprego para jovens e criará um novo subsídio de aluguel de moradias para jovens no próximo ano.

Sob a nova política de bem-estar anunciada pelo prefeito Park Won – em uma reunião na prefeitura, o número de jovens candidatos a emprego que recebem um subsídio mensal de promoção trabalho de 500.000 won (426 dólares) por até seis meses aumentará de cerca de 7.000 este ano para 30.000 no próximo ano e 35.000 em 2021 e 2022.

No total, cerca de 100.000 jovens candidatos a trabalhos na capital receberão o subsídio de promoção do emprego pelos próximos três anos, observou.

O governo da cidade espera que os benefícios ampliados abranjam quase todos os jovens cidadãos de Seul elegíveis ao subsídio de promoção do emprego, já que 100.000 representam 70% dos moradores da cidade com idades entre 19 e 34 anos, excluindo os empregados.

Além disso, as famílias compostas por apenas um jovem receberão um subsídio mensal de 200.000 won por até 10 meses, de acordo com a nova política de apoio à juventude do governo municipal.

Um total de 45.000 jovens – 5.000 em 2020 e 20.000 em 2021 e 2022 – receberão o subsídio de habitação pelos próximos três anos.

O governo da cidade de Seul planeja gastar 430 bilhões de won nos próximos três anos na promoção do emprego dos jovens e subsídios à moradia.

Espera-se que a despesa maciça em dinheiro para os jovens desencadeie uma controvérsia sobre o populismo pelo prefeito liberal.

Mas as autoridades municipais disseram que os novos programas de subsídios visam eliminar as desigualdades enfrentadas pelos jovens no emprego e na habitação.

Eles explicaram que os cidadãos de Seul, de 19 a 39 anos, que estão desempregados mais de dois anos após a graduação na escola e pertencem a famílias que ganham menos de 150% do nível médio de renda da cidade, serão elegíveis para o subsídio à promoção de emprego. 

O subsídio de moradia para jovens será pago a famílias de pessoas solteiras entre 19 e 39 anos que ganham menos de 120% da renda mediana.

O governo de Seul lançou o programa de subsídios à promoção do emprego dos jovens em 2016.

No ano passado, quase metade dos 3.151 jovens beneficiários do subsídio de trabalho conseguiu um emprego, de acordo com uma pesquisa do governo da cidade.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.