As pessoas na Coreia do Sul estão explorando lugares nacionais para visitar, uma vez que estão impossibilitados de viajar mundo a fora, por conta da prolongada pandemia do COVID-19.

A pandemia, inclusive, também fez crescer a popularidade das viagens de carro, já que os viajantes poderiam usar seu próprio veículo ao invés de transportes públicos, o que significa zero contato direto durante o percurso.

Além disso, uma viagem estrada à fora é única, pois faz cada jornada criar seu próprio destino.

Turistas podem acabar pegando o caminho errado, mas acabam encontrando lugares com vistas impressionantes. Eventos inesperados durante o trajeto podem acabar adicionando mais diversão e vitalidade à viagem.

Pegar a estrada irá abrir caminhos para a temporada de outono em todos os cantos da Coreia do Sul.

Aproveite a brisa do mar na Rota 7 (National Highway 7)

A nacional rota 7 percorre belas paisagens da cosa leste.

Os viajantes são convidados a começar sua jornada do Pavilhão de Cheongganjeong no Condado de Goseong na província de Gagwon, que tem vista para o Mar do Leste.

Pavilhão Cheongganjeong em Goseong. Foto: Naver/<청간정>

Aqueles que quiserem dar uma chegada na praia, podem parar na Praia de Jangyo em Yangyang. O estacionamento é gratuito no local, portanto é possível passar boas horas aproveitando o mar.

De acordo com o Expedia, é recomendável planejar ficar no Hotel November. Cerca de meia hora dirigindo da Praia Jangyo, a mansão-hotel possui uma atmosfera exótica e um café da manhã bem preparado.

Um viagem de dois dias e três noites é recomendada para aproveitar inteiramente a Rota 7, que tem mais de 500 quilômetros de distância.

Pela manhã do segundo dia, recomenda-se ir ao Parque Samsa Marine, em Yeongdeok.

Os turistas podem caminhar pela praia, fazendo um passeio ou aproveitando para comer o famoso carangueijo das neves local, no especializado Porto de Ganggu.

Além disso, também são convidados a visitar, durante o por do sol, o Palácio de Donggung e o Palácio de Wolji, em Gyeongju, ao norte da província de Gyeongsang. Esses pontos de visitação estão na lista deste ano, dos 100 lugares noturnos para aproveitar uma bela vista, produzido pela Organização de Turismo Coreana.

Palácio Donggung e Palácio Wolji em Gyeongju. Foto: Courtesy of Expedia

A pousada Wiyeonjae Hanok, uma tradicional acomodação coreana próxima a Estação Gyeongju, é o lugar perfeito para relaxar e assistir as estrelas da varanda de madeira.

No terceiro dia, é recomendado que se almoce no Jardim Nacional Taehwagang, em Ulsan, e faça uma refrescante caminhada pela floresta de bamboo.

Em Busan, o final da estrada nacional, o Hotel Lavalse é conhecido pela vista panorâmica para o oceano.

Siga o horizonte pela rota 29 (National Highway 29)

A rota nacional 29 é uma estrada que liga Seosan, ao sul da província Chungcheong, até Boseong, ao sul da província de Jeolla.

Recomenda-se que o tour se inicie no Castelo Haemieupseong em Seosan, com uma vista pitoresca de muros de pedra.

Castelo Haemieupseong em Seosan

Haemihyuanggyo, que fica a três minutos de viagem, é famoso por seu belíssimo cair das folhas de outono.

Começando por Seosan e dirigindo ao longo da rota, os turistas chegarão a Byeokgolje, em Gimje, onde podem ver o horizonte. Durante o por do sol, as grandes planícies e o belo céu carmesim, são de tirar o fôlego.

Ao final do dia, recomenda-se visitar o centro da cidade de Jeongeup, que fica cerca de 30 minutos de carro de Byeokgolje. O Hotel Royal possui alta avaliação entre os visitantes, que apontam para a limpeza do lugar, além de um bom lugar para ficar.

Durante o segundo dia, amantes de caminhada são convidados a visitar a Montanha Naejang, em Jeongeup, para mergulhar em uma atmosfera de outono. É possível também visitar o Templo Naejang, em uma caminhada de duas horas pela natureza.

Montanha Naejang em Jeongeup. Foto: Courtesy of Expedia

Essa rota, que vagueia por altas e baixas montanhas, proporciona uma agradável vista natural.

A próxima parada é Damyang, onde os turistas podem comer deliciosas especialidades regionais, como o tteokgalbi (almôndegas coreanas) e pratos de broto de bambu.

Viaje através do tempo pela rota 48 (National Highway 48)

A rota nacional 48 é um percurso de duas horas de viagem, que vai desde Gwanghwamun, em Seul, até a Ilha Ganghwa em Incheon. É um trajeto bem fácil para viajantes iniciantes.

Os pontos de parada para algumas atrações incluem um dolmen próximo à estrada e um hanok centenário chamado Yeongseobjae, onde os visitantes podem renovar as energias  com uma boa xícara de chá.

Os turistas também podem atravessar a ponte Gyodong, que é localizada ao fim da rota nacional.

A Ilha Gyodong é muito próxima à Coreia do Norte e é uma área de controle de acesso para civis, portanto os visitantes devem possuir um passaporte antes de entrarem.

Gyodonghyanggyo, escola confucionista
Foto: dt20

A ilha possui uma atmosfera única, com um clima semehante ao dos anos 1970s. Os pontos de visitação incluem o Mercado Daeryong, que existe a quase meio século, a Casa de Chá Gyodong, famosa pelo chá de Sssanghwa, e Gyodonghyanggyo, primeiro hyanggyo coreano, que é um tipo de academia confucionista.

E se apenas um dia de viagem não for suficiente, recomenda-se passar a noite na Pensão Healing na rua 11, que fica ao sul da Ilha Ganghwa.

Apenas a 30 minutos de viagem do final da rota 48, a pensão é localizada próxima ao mar e possui uma belíssima vista do pôr do sol. Os convidados ainda podem pedir churrasco do terraço privado, sendo adequado para uma viagem de busca interior, com pouco ou quase nenhum contato com outras pessoas.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.