Cerca de 100 metros de passarela em volta do famoso muro de pedra no palácio Deoksugung, em Seul, foram restaurados e abertos ao público em Agosto passado.

A seção faz parte dos 170 metros da parede de 1,1 km que foi ocupada pela embaixada britânica por quase 60 anos. Cerca de 70 metros da passarela, que é a propriedade legal da embaixada, permanecerão fora dos limites para os pedestres.

A estrada, ao longo do muro de pedra. Foto: Korea Herald
A estrada, ao longo do muro de pedra. Foto: Korea Herald

O prefeito de Seul, Park Won-soon, fez a primeira abordagem às autoridades do Reino Unido para a cooperação em restaurar e retornar para o público da Coreia do Sul, o histórico Deoksugung Stonewall Walkway, em outubro de 2014. No seguinte, em maio, os dois lados assinaram um memorando de entendimento e desde então estão trabalhando juntos para a restauração.

A pitoresca estrada que permeia o muro de pedra de Deoksugung é um ímã para turistas locais e estrangeiros, mais popular durante a temporada da folhagem de outono. Está entre as 100 estradas mais bonitas da Coreia, escolhidas pelo governo central, e foi designada como visita obrigatória pelo governo de Seul.

Vista frontal do Palácio Deoksusung. Foto: Korea Herald
Vista frontal do Palácio Deoksugung. Foto: Korea Herald

A administração estatal do patrimônio cultural disse que incluirá a parte recuperada do muro em um programa de turismo histórico realizado pela cidade, previsto para o final do ano.

O prefeito Park, que participou da cerimônia do corte da fita inaugural, disse que continuaria os esforços para restaurar a seção restante de 70 metros ao longo do muro de pedra. O evento também contou com a presença do embaixador britânico na Coreia, Charles Hay.

Troca da Guarda no Palácio Deoksugung. Foto: Korea Herald
Troca da Guarda no Palácio Deoksugung. Foto: Korea Herald

Com o significado de “Palácio da Longevidade Virtuosa”, Deoksugung é um dos cinco grandes palácios de Seul construídos durante a era Joseon (1392-1910).


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.