A vizinhança de Daechi-dong, no influente distrito de Gangnam, ao sul do rio Han, é uma vila onde um ecossistema bizarro se formou em torno das escolas privadas preparatórias para exames (chamadas de hagwon, em coreano) que enchem a área. As mães sabem exatamente qual estudante está no topo de sua classe e uma ordem hierárquica se desenvolveu entre os pais de acordo com a suposta excelência acadêmica de seus filhos. Os pais cujos filhos estão no topo de sua classe são tratados como realeza.

Diferentemente das escolas públicas, cujos rankings dos estudantes são determinados por testes padronizados, as escolas privadas determinam os alunos que se destacam no ranking de suas escolas. É por isso que os melhores alunos em Daechi-dong geralmente são determinados bem cedo. Os alunos que têm a reputação de serem os melhores do jardim de infância de língua inglesa acabam sendo selecionados para as classes avançadas de inglês e matemática quando começam a escola primária e imediatamente aparecem no radar hiper-sensível das mães da vizinhança.

Foto: Lee Jae Won / Reuters / The Star
Foto: Lee Jae Won / Reuters / The Star

As mães de Daechi-dong geralmente fazem parte de quatro ou cinco grupos de pais diferentes, como comitês de aconselhamento escolar, grupos das escolas privadas que seus filhos frequentam e vários clubes esportivos. O objetivo principal desses grupos é manter-se informado sobre as últimas informações sobre escolas, academias privadas e vestibulares. As mães dos melhores alunos são tratadas como rainhas e seus filhos como príncipes ou princesas. As mamães competem para convidar os melhores alunos para grupos de discussão e estudo com seus próprios filhos, na esperança de que o estrelato seja compartilhado.

Muitas das escolas privadas oferecem descontos para os melhores alunos para atraírem mais estudantes. Mas, ser um estudante de alto nível implica em muito estresse, já que eles sentem que estão sendo observados por todos. Os pais dos melhores alunos dizem que frequentemente checam os espelhos retrovisores de seus carros para ver se estão sendo seguidos enquanto dirigem seus filhos para as escolas privadas, já que seus rivais estão ansiosos para descobrir onde a mágica acontece.

Quantas horas são passadas estudando? Quais materiais de estudo os melhores estudantes usam? De quais atividades extracurriculares eles participam? Estas são as perguntas que mantêm as mães Daechi-dong acordadas à noite. Os números de telefone de professores particulares com o toque de ouro são segredos bem guardados.

Um estudante de Daechi-dong disse: “Não é fácil manter as informações acadêmicas em segredo até mesmo de seus amigos mais próximos”.

Contudo, este ambiente extremamente competitivo tem o seu lado nefasto. Alguns dos melhores alunos frequentemente se sentem mal, sucumbindo a doenças, normalmente psicossomáticas. Além disso, eventualmente, ocorrem brigas terríveis entre alunos e seus pais quando as notas começam a cair. Enquanto isso, o debate sobre a real forma de educação adequada, fica em segundo plano.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



2 COMENTÁRIOS

  1. Um dos motivos que levam as crianças crescerem tão traumáticas. Uma vez assisti um dorama que mostrava a lista dos 50 melhores alunos, um quadro de porcentagem de notas bases e aqueles que tinham as piores notas praticamente era exposto pelo diretor do colegio, confesso que fiquei com dó dos alunos, mesmo sendo algo fictício sei que tem uma realidade por trás.
    É lindo ver uma criança inteligente, mas o que esses colégios fazem é horrível, a criança não aproveita nada de sua infância, por que a competição é influenciada dos próprios pais.
    Espero que um dia mude, para que elas possam aproveitar mais essa passagem maravilhosa da vida.

    Amo ler as notícias do site. Parabéns

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.