A Coreia do Sul vem investindo de modo pesado em educação, mas a qualidade do ensino ainda fica atrás de países desenvolvidos no quesito incentivo ao talento por meio do desenvolvimento de habilidades, de acordo com um relatório publicado no dia 2 de maio.

De acordo com o relatório do Instituto de Pesquisa Hyundai (HRI), uma entidade de pesquisa privada, o país gastou 5,9 por cento de seu produto interno bruto em educação em 2013. O gasto foi 0,7 por cento maior do que a média dos países da Organização de Cooperação Econômica e Desenvolvimento.

TALENTO INNER 1

Citando o relatório do Fórum Econômico Mundial, o HRI informou, no entanto, que a qualidade da educação na Coreia do Sul ficou em 75o no ranking mundial. A qualidade do ensino de matemática e ciência no país ficou em 36o. No quesito capacidade de desenvolver pessoas talentosas, a Coreia do sul ficou em 29o, se comparado com os Estados Unidos, em 2o lugar, e a Alemanha, em 17o lugar.

Lee Boo-hyeong, chefe da divisão de pesquisa do Noroeste Asiático, chamou a atenção para a necessidade de mais medidas governamentais para nutrir o talento por meio da educação.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.