O SarangInGayo é a maior comunidade de cultura “hallyu” no Brasil. Começou pequeno e foi fazendo sucesso na mesma velocidade que os grupos de k-pop e os dramas e hoje o seu site tem mais de 9.500 visualizações por dia, um feito e tanto! Dirigido pela jovem Natália Pak com a ajuda de 20 membros voluntários, o “SiG”, como também é conhecido, é feito com muita dedicação e carinho pelos seus colaboradores.

KOREAPOST: Olá Natália, você pode se apresentar para os nossos leitores?
NATÁLIA PAK: Meu nome é Natália Pak e tenho 28 anos. Minha família é constituída pelos meus pais e minha irmã. Meus pais vieram ao Brasil em 1969 e eu minha irmã nascemos no Brasil.

KOREAPOST: Você pode nos falar um pouco do seu trabalho com o SarangInGayo?
NATÁLIA PAK: O SarangInGayo era um blog onde eu postava sobre diversos estilos de músicas como pop, gospel, underground e notícias relacionadas à Coreia, e tudo começou em 2008. Dois anos depois, foi transformado em site e começamos a escrever sobre a cultura coreana focada em músicas. O SarangInGayo começou com 300 visualizações por dia e em 2010 atingiu 2.000 visualizações. Este ano, após oito anos de trabalho está atingindo de 3 mil à 10 mil visualizações por dia! Hoje em dia, o Sarangingayo é considerado o maior site de cultura coreana. O nosso trabalho é reconhecido e temos parcerias com várias empresas internacionais ligados ao “hallyu” e temos 50 mil seguidores em mídias sociais (Facebook, Twitter, YouTube, Instagram) em todo o Brasil. E o site provavelmente o mais conhecido entre os fãs brasileiros entre os diversos sites do nosso segmento.

sarangingayo 4
Foto: Érica Imenes

KOREAPOST: Fale mais um pouco do início do site, da sua motivação em escrever.
NATÁLIA PAK: O SarangInGayo começou pelo meu grande interesse em k-pop e webdesign. Naquela época, gostava de criar blogs, sites e fóruns. E foi uma época também quando vi que haviam fãs brasileiros de cantores e grupos como DBSK, Boa, BigBang, Super Junior e entre outros. Em 2008, quando percebi que a cada dia aumentava o número de fãs brasileiros, reuni alguns amigos na ideia de escrever sobre esses artistas coreanos. E assim, começamos a traduzir as notícias da Coreia em português, trabalhanado com mais seriedade no conteúdo do site.

KOREAPOST: E como é administrado o SaranginGayo?
NATÁLIA PAK: Acredito que sou abençoada, pois conheci muitas pessoas que me ajudaram nessa jornada. Começamos em quatro pessoas e hoje temos uma equipe de 30, todos brasileiros. E hoje o SaranginGayo não é somente um site, temos uma loja física que está situada na Liberdade onde vendemos produtos oficiais de k-pop e onde oferecemos serviços que permitem a interação dos interessados em eventos de cultura asiática, em parceria com várias empresas. Temos colaboradores que cobrem diversas áreas de interesse: dorama, cultura, política, esporte, etc. Temos também a Henna Cho (coreana que vive em Curitiba) que ensina o hangul de forma simples e divertida com o seu quadro “Hey Unnie”. Outra parceira é a Babi Dewet, escritora, apresentadora e blogger que colabora com uma coluna em nosso site. Outro parceiro e patrocinador de muitos eventos é o site Drama Fever, que que faz o streaming de doramas e filmes coreanos com um aplicativo que fornece legendas em português. Além disso, temos parceiros como a Far Music Entertainment, Yamato Corporation e Highway Eventos que são empresas que organizam vários eventos de k-pop. E nesses eventos, o SarangInGayo as cobre com exclusividade como mídia oficial.

sarangingayo 9
Foto: Érica Imenes

KOREAPOST: Sabemos que o SarangInGayo está se dedicando para expandir o k-pop em todo o Brasil. Qual é a reação dos seus seguidores e fãs de hallyu?
NATÁLIA PAK: Na verdade, nós não somos o primeiro site de kpop. Antes de nós, já havia sites que publicavam notícias traduzidas de k-pop e hoje também estão surgindo novos sites. A onda do hallyu estourou em 2010, quando o MBLAQ e a Cube Entertainment vieram para o Brasil e apresentaram shows de artistas como 4MINUTE, BEAST e Gina aqui no Brasil. Após esses shows, o número de fãs brasileiros cresceu e o interesse das agências coreanas aumentou. Hoje, acredito que temos aproximadamente 60 mil fãs de k-pop em todo o Brasil e é um grupo bastante interessado e ativo e que cresce a cada dia. Contudo, o mais gratificante é o fato de que esses fãs são totalmente abertos  a culturas não-brasileiras, ou seja, tem uma propensão maior a aceitar a multiculturalidade. Posso dizer que estou muito orgulhosa por isso e isso me dá forças para continuar o meu trabalho! Quem conhece o k-pop – e as pessoas dizem que a música é uma linguagem mundial – acaba absorvendo coisas de outras áreas também. Quando me cumprimentam com “annyeong haseyo” ou quanto eu escuto um “aigo” ou “aish”, eu acho fofinho demais (risos)!

KOREAPOST: E de todos os eventos, qual é o mais marcante que vocês realizaram?
NATÁLIA PAK: Sentimos uma grande felicidade em todos os eventos que organizamos ou participamos, não tem como destacar somente um evento. O mais comum em todos os eventos é que conhecemos fãs de várias faixas etárias influenciados pelo hallyu. Muitas pessoas podem dizer que é algo com que não vale a pena perder tempo ou estranhar alguém que goste do idioma e dos artistas coreanos. Mas, conheci muitas pessoas que (algumas delas) sofriam de depressão, distúrbio emocional e até pacientes de câncer que conseguiram encontrar a felicidade através do k-pop. Os conhecimentos da cultura coreana lhes deram forças e um assunto de interesse. Mesmo os pais de fãs, graças à boa imagem do hallyu, também estão se adaptando e aprendendo a cultura coreana juntos com os filhos. Alguns pais são gratos que seus filhos ouvem o k-pop e assistem k-doramas ao invés de escutar músicas obscenas ou usar drogas. Claro, não existe nada perfeito e também não podemos aceitar tudo que a Coreia nos mostra, mas eu estou orgulhosa pelo fato de que as pessoas estão absorvendo as coisas boas.

sarangingayo 2
Foto: Sarangingayo

KOREAPOST: Nos fale de eventos que os fãs brasileiros de k-pop gostam.
NATÁLIA PAK: No Brasil, ainda não há eventos exclusivos. Temos K-pop Cover Challenge e K-Pop Dance Tournament que são concursos de cover. Nessa área, podemos dizer que são os maiores concursos. Além disso, temos o Anime Friends (São Paulo), Expo Geek (Rio de Janeiro), SANA (Fortaleza) que são outros grandes eventos.

KOREAPOST: O que você deseja para o futuro do Sarangingayo?
NATÁLIA PAK: Felizmente, estamos com vários projetos e estamos executando cada um deles. Um deles é a loja física. E o próximo passo, é poder amadurecer e realizar sonhos dos fãs brasileiros. Não posso contar os detalhes (risos). Não é pelo dinheiro e nem pela fama. É algo que não posso explicar. Até pensei em desistir, mas, não posso. Cheguei até aqui, estou crescendo e aprendi muito. Peço que nos acompanhem na realização de cada sonho.

sarangingayo 7
Foto: SIG FAM STORE

KOREAPOST: Mande uma mensagem para os jovens e para a comunidade coreana.
NATÁLIA PAK: Conto com o interesse pela cultura coreana. Ainda não posso falar dos planos futuros mas, espero dividir com todos a realização dos sonhos e sucesso do SarangInGayo. E agradeço as pessoas que confiam e está sempre torcendo pela gente. Estarei sempre me esforçando.

E para aqueles que tem interesse em conhecer um pouco mais do trabalho do SarangInGayo, alguns vídeos com programas com a participação do site em emissoras brasileiras:
SarangInGayo na MTV Coletivation: https://youtu.be/IKlhH8NwOXs
SarangInGayo e os covers/KPOP BRASIL Gilberto Barros: https://youtu.be/D0pyhr8vo0s
Idol MR.MR – SBT viver: https://youtu.be/hNGrOkTb9QY
Idol Biggs Agora É Tarde de radiodifusão: https://youtu.be/sRvO2bYAIBs
Idol Boy Friendo PONTO POP: https://youtu.be/jNCvDQQVRy8
Fãs de Hallyu em Mais Você: https://youtu.be/80zn2Xskhj8


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



1 COMENTÁRIO

  1. Eu devo muito ao SarangInGayo!! Foi através do SIG, nomeadamente da Natália Pak e da Érica Imenes que a Duda, minha filha, que hoje estuda na Coreia, pode realizar os maiores sonhos de sua vida como fã de Kpop e foi com elas que eu aprendi a amar a cultura coreana, ter vontade de me juntar a equipe e aprender cada vez mais, o que me ajudou e continua me ajudando muito na minha coluna e em todo o trabalho que estou desenvolvendo no Koreapost!! O trabalho que desenvolvo para o SIG e para o KP são no momento, a parte mais feliz da minha vida!!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.