Toda semana eu faço pesquisas para encontrar um texto bacana para traduzir ou usar como inspiração para a minha coluna. Na verdade eu praticamente criei uma base de dados no meu pen drive e estou sempre salvando textos que acredito ser de interesse dos leitores.

Esta semana eu já estava trabalhando num texto quando me deparei com outro, muito interessante e decidi compartilhar com vocês nesta e nas próximas semanas. Digo isso porque trata-se de um texto longuíssimo mas, com muita informação interessante.

Por causa de um post da Comunidade de Brasileiros na Coreia, esbarrei num site chamado RAMDOM FACTS (ou fatos aleatórios) cuja premissa é divulgar “fatos aleatórios e interessantes para a mente curiosa” e um de seus posts é justamente este – 80 fatos interessantes sobre a Coreia.

Vou aproveitar e lançar um desafio aos nossos leitores. Deixe nos comentários, a sua opinião sobre quais destes “fatos interessantes” eu deveria discorrer mais em minha coluna, ok? Lembrando que a brincadeira fica valendo para as próximas semanas também, uma vez que eu não vou listar os 80 fatos, todos de uma vez.

Então, aí vão alguns dos quais já garimpei. Espero que gostem!!

O nome “Coreia” vem de Goryeo, que foi o nome dado à dinastia fundada pelo general Wang Geon no ano 918 DC. Goryeo significa “alta e clara”. Algumas interpretações poéticas do nome Coreia são “terra de altas montanhas e rios espumantes” e “Terra da Manhã Calma”.

Um dos apelidos para o povo sul-coreano é “pessoas que usam branco”. Esta expressão remete aos graciosos hanboks brancos que as pessoas comuns usavam durante os primeiros reinos. O hanbok ainda é usado hoje em dia, principalmente em cerimoniais, e é considerado como um tesouro cultural.

Observatório De Cheomseongdae
Observatório de cheomseongdae

A Coreia do Sul é o lar do Observatório de  Cheomseongdae, o primeiro laboratório astronômico do mundo, construído em meados dos anos 600s em Gyeongju.

A arte marcial sul-coreana Taekwondo é o esporte mais famoso do país. Literalmente, significa “o caminho dos punhos e pés” e começou provavelmente por volta de 2.000 anos atrás, quando um guerreiro coreano desenvolveu um estilo de luta que usou as mãos e os pés descalços em vez de armas. É praticado em todo o mundo hoje e tornou-se um esporte olímpico oficial em 2002. É o único esporte olímpico originado na Coreia.

80 Facts - 001

A Ssireum, ou luta livre coreana, remonta a 37 AC. Começou como uma competição entre os aldeões antes de se tornar uma arte marcial. Hoje, é um esporte televisionado com competições realizadas em estádios. Dois lutadores agarram a faixa da cintura um do outro e tentam empurrar o adversário para fora um anel de areia.

Lydia Ko
Lydia ko

As mulheres sul-coreanas são boas em golfe. Trinta e oito das 100 melhores golfistas do sexo feminino do mundo, e 9 das 25 melhores da atualidade, são sul-coreanas. Lydia Ko estabeleceu o recorde mundial da mulher mais jovem a ganhar um torneio profissional, em 2013, aos 14 anos. Ela também foi a jogadora mais jovem de ambos os sexos a ser classificada # 1 do mundo e, em setembro de 2015, tornou-se a jogadora mais jovem a vencer um grande torneio profissional de golfe, o Campeonato Evian, na França.

Os nomes de família mais comuns na Coreia do Sul são Kim, Lee (que também escreve-se Yi ou Ree) e Park. Mais de 20% dos sul-coreanos têm o sobrenome Kim.

O Dia dos Namorados na Coreia do Sul é comemorado de uma forma diferente. É um dia em que as mulheres mostram seu amor por seus pares, dando chocolates e presentes para seus maridos ou namorados. Em 14 de março, é celebrado o Dia Branco, quando os homens compram presentes para seus pares mas, supostamente devem dar algo três vezes melhor do que receberam no Dia dos Namorados. Na verdade, o dia 14 de cada mês é um feriado romanticamente temático no país, que inclui o Dia do Beijo (junho) e o Dia do Abraço (dezembro). O mais triste de todos os dias é 14 de abril, que é conhecido como o Dia Preto! Neste dia, os solteiros coreanos lamentam sua falta de sorte no amor comendo um macarrão pegajoso e preto chamado jajangmyeon.

Ban Ki-Moon
Ban ki-moon

O atual secretário-geral das Nações Unidas, é o sul-coreano Ban Ki-Moon. Em 2013, a revista Forbes listou-o como 32º na lista das pessoas mais poderosas do mundo.

Tiger

Tanto o tigre quanto o coelho são importantes símbolos populares coreanos. Alguns dizem que a Península Coreana tem a forma de um tigre e outros, de um coelho. Ambos os animais são encontrados em contos folclóricos coreanos e na arte popular.

A Zona Desmilitarizada (DMZ) foi construída no topo da vila demolida de Panmunjom durante a Guerra da Coreia. Ela divide a Coreia do Norte e do Sul e é uma das fronteiras mais fortemente militarizadas do mundo. Tem 4 km de largura e se estende por 245 km a partir do Mar do Leste até o Mar Amarelo.

80 Facts - 004O grupo automotivo Hyundai KIA é a maior montadora da Coréia do Sul e a segunda maior da Ásia. Em 2013, ela foi classificada como a quinta maior montadora do mundo, fabricando cerca de 7,5 milhões de novos carros e caminhões. É também um chamado  “chaebol” – um negócio de dinastia ou conglomerado.

Empinar pipa é um passatempo popular na Coreia do Sul, principalmente no último dia da lua nova durante o Ano Novo Lunar. As pessoas tradicionalmente soltam suas pipas esperando que a má sorte voe para longe delas.

Para melhor organizar o tráfego de pessoas nas manhãs movimentadas de Seul, a cidade contrata “empurradores porfissionais” nas plataformas do metrô. Estas pessoas usam uniformes e luvas brancas e literalmente empurram tantas pessoas quanto possível para dentro dos trens.

Ao tirar uma foto, os sul-coreanos dizem “kimchi” em vez de “xis”.

80 Facts - 005

Na ilha sul-coreana de Jeju, tradicionalmente as mulheres saem para trabalhar, enquanto seus maridos ficam em casa. Estas mulheres são chamados haenyeo (“mulheres do mar”) e elas mergulham em busca de ouriços do mar, abalones e polvo, dando continuidade a uma tradição que remonta a 1.500 anos e é transmitida de mãe para filha.

Durante três semanas após o nascimento de um bebê na Coreia do Sul, uma corda de palha de pimenta ou fiapos de pinheiro, conhecida como Kumpul, é pendurada do outro lado da porta da casa para espantar os maus espíritos e advertir as pessoas para não entrarem. Uma sopa de algas e arroz também são oferecidos ao Samsin Halmeoni, o espírito dos avós, todas as manhãs e à noite por uma semana. Estes alimentos são também dados para a nova mãe para acelerar a sua recuperação.

A Mugunghwa
A mugunghwa

A Mugunghwa (Rosa de Saron) é flor nacional da Coreia do Sul. É um tipo de hibisco e é representado no hino nacional. É um símbolo das glórias e adversidades de passado do país.

Gostaram? Semana que vem, tem mais!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

3 COMENTÁRIOS

  1. Incrível como você conseguiu nos dar tanta informação em um texto simples, mas cheio de riquezas. É muito bom saber dos tesouros e fatos que tornam a nossa amada Coréia mais interessante. 🙂 Já virei sua fã Simone. Bjim

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.