The Villainess | A Vilã | Hangul: 악녀 | Diretor: Jung Byung Gil | Ano: 2017 | Classificação Indicativa: +18 | Duração: 123 minutos | Disponível na Amazon Prime Video

Inspirando-se em tragédias Gregas, Shakespeare criou seu próprio estilo de tragédias, com características semelhantes e opostas, das que foram estabelecidas por Aristóteles. As tragédias Shakespearianas apresentam heróis trágicos e anti-heróis, personagens inesquecíveis, cheios de falhas e conflitos internos, com os quais o público pode se relacionar. Shakespeare criou personagens femininas fortes, de atitude, que fazem o que querem, lidam com as consequências, que enfrentam seus destinos de frente e no fim buscam apenas continuar vivendo.

Outras características importantíssimas em tragédias Shakespearianas é a vingança e a traição, como em Hamlet, Júlio César e Titus Andronicus. Essas peças trazem personagens que foram traídos por aqueles ao seu redor e que buscam vingança. E é dessa fonte, que ‘A Vilã’, pega sua inspiração.

A Vilã, Um Filme De Ação, Com Características Típicas De Uma Tragédia Shakespeariana
The villainess, foto: kim newman

A vilã conta a história de Sook-hee que foi treinada desde a infância para ser uma assassina. Ela aceita um acordo de trabalho que a libertará depois de dez anos de serviço. Mas mesmo depois dos 10 anos e de começar a viver uma rotina normal, seu passado até então resolvido volta para assombrá-la. Dirigido por Jung Byung Gil, e com Kim Ok-Bin (conhecida por Arthdal Chronicles, Thirst), no papel principal, interpretando a Sook-Hee/Chae Yun Sun, que invade um prédio cheio de mafiosos, e começa uma longa sequência de lutas, quase impossíveis e muito sangue.

Logo de início, temos uma das melhores sequências de luta dos últimos tempos, usando técnicas de filmagem que mostram a perspectiva do protagonista/personagem, bem na pegada de FPS (First Person Shooter), gênero de jogos em primeira pessoa.

O telespectador acompanha Sook-Hee adentrar em diversos quartos do prédio, enfrentando dezenas de homens, inacreditavelmente, armados apenas com facas, e temos a bela cena do corredor onde, ela sozinha, consegue matar diversos homens.

A Vilã, Um Filme De Ação, Com Características Típicas De Uma Tragédia Shakespeariana
A vilã; old boy; demolidor; operação invasão

Sequência de lutas em corredores e escadas estão sendo bem utilizadas, em séries da Netflix como, Demolidor, Os Defensores, além de filmes como Old Boy, Missão Impossível, Operação Invasão, Atômica e Expresso do Amanhã.

Após a sequência de luta frenética e muito sangue, a câmera colide com um espelho, revelando a aparência e o sexo da personagem, além de mudar de primeira pessoa para filmagem em câmera subjetiva, como se o telespectador estivesse acompanhando de perto toda a cena.

Sook-Hee acaba com todos os oponentes do prédio e acaba por ser presa. A agência de inteligência Sul Coreana vê um potencial nela e oferece um acordo, 10 anos da vida dela trabalhando para agência em troca de sua liberdade e uma vida normal ao lado de sua filha. Após ser treinada, ela assume a identidade de Chae Yun-Sun, uma atriz.

Muito foi falado sobre a cena inicial do filme, por ser o ápice logo de cara. O diretor Jung Byung-Gil, tirou a inspiração dos jogos que jogava em sua infância, porém, diferentemente dos jogos, Byung-Gil achou mais interessante usar facas. “No início, na sequência de abertura, senti que usar essa perspectiva narrativa em primeira pessoa seria uma boa maneira de chamar a atenção do espectador desde o início e dar a sensação de que você está com o protagonista. Eu também pensei que isso iria despertar a curiosidade do público sobre quem era o protagonista.”, disse o diretor ao Screen Anarchy.

Assista a cena de abertura do filme.

O longa gira em torno de vingança, ao longo do filme, Sook-Hee busca vingança por diversos motivos diferentes. Assim como, na peça de Shakespeare, Hamlet, a protagonista busca vingança pelo assassinato do pai.

Em filmes sul-coreanos, é difícil ver uma protagonista forte como a Sook-Hee, Jung explicou em diversas entrevistas que é difícil ver filmes como esse, além de ser muito difícil conseguir financiamento para fazer filmes com protagonistas mulheres, mas de acordo com Jung, o estúdio depositou sua fé nele. O diretor se inspirou em ‘La Femme Nikita’, filme de Luc Besson, para criar a personagem principal e a história, além disso, o filme é uma homenagem ao trabalho do diretor.

A Vilã, Um Filme De Ação, Com Características Típicas De Uma Tragédia Shakespeariana
A vilã; nikita. Fotos: imdb

O filme não tem uma narrativa linear, utiliza de flashbacks para explicar fatos do presente, o que pode confundir alguns telespectadores. Além disso, o roteiro deixa a desejar, tentando trazer várias reviravoltas, que podem cansar quem está assistindo.

O título do filme pode se referir a Sook-Hee, mas de maneira irônica, pois durante o longa, conhecemos a protagonista, seu passado triste e sombrio, os diversos eventos traumatizantes que ocorrem com ela, vemos ela se apaixonar, a criação de sua filha, além de vermos ela sozinha, matar diversas pessoas, usando diversas armas e facas.

O diretor explicou mais sobre o significado por trás do título, em uma entrevista ao Birth. Movies. Death, ele disse, “Eu queria mostrar a história de uma mulher. Uma boa mulher. Uma mulher simpática. Uma mulher que tem que se tornar uma vilã – uma vilã. É o destino que ela mate e se torne uma pessoa má. Mas ela começa como uma boa pessoa. É irônico usar The Villainess como título. Ela queria levar uma vida boa, mas todas as circunstâncias que a cercavam a tornavam uma vilã, e esse é o seu destino. Eu queria mostrar isso.”

A Vilã, Um Filme De Ação, Com Características Típicas De Uma Tragédia Shakespeariana
Foto: kim seo-hyeong, jung byung-gil, kim ok-bin e sung joon.

O filme foi indicado a diversos prêmios e ganhou alguns. O longa foi exibido na 70° edição do Festival de Cannes, no qual foi aplaudido de pé por 4 minutos. O diretor contou ao Screen Anarchy sobre o assunto, “A princípio, pensei que talvez fosse apenas um costume, mas a resposta que tenho recebido da imprensa estrangeira tem sido bastante positiva, e também tive agentes de Hollywood me contatando e tive reuniões com outros agentes potenciais. Então, eu sinto que meu mundo cinematográfico está realmente mudando. É como antes e depois de The Villainess. Eu sinto uma grande mudança na resposta com The Villainess.”

A Vilã, Um Filme De Ação, Com Características Típicas De Uma Tragédia Shakespeariana
A vilã; john wick 3: parabellum.

Durante o filme, o telespectador é prestigiado com outra sequência incrível, envolvendo uma perseguição de motos, muita pancadaria e sangue. É uma sequência muito bem feita, com diferentes técnicas de filmagem, que trouxe a dúvida aos telespectadores de como foi feita. “Eu tentei capturar cenas de ação supostamente impossíveis, usando câmeras menores do que as comumente usadas”, disse o diretor Jung Byung-gil em uma entrevista ao Yonhap News. Ele continua, “Acredito que produzi algo bastante novo em termos de cenas de ação em motocicletas.” Essa sequência inspirou uma parecida feita no filme John Wick 3: Parabellum.

A vilã é um filme de ação frenético, cheio de sangue, com sequências eletrizantes, e com um final trágico. O elenco do filme é composto por Kim Seo Hyung (conhecida por SKY Castle e The Great Seducer), Shin Ha Kyun (conhecido por Mr. Back e Thirst), Sung Joon (conhecido por I Need Romance 3 e Can We Get Married?) e Jo Eun Ji (conhecida por Let’s Eat 2 e Confissão de Assassinato).

A Vilã está disponível na Amazon Prime Video.

Assista ao trailer de ‘A Vilã.’


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.