Olá leitores do Koreapost! Meu nome é Eduarda (mas pode me chamar de Duda) e logo estarei embarcando para Coreia do Sul. Essa coluna será “como que” meu diário e minha forma de compartilhar com as pessoas a incrível experiencia que eu vou viver. Mas você deve estar se perguntando – “ Mas como ela conseguiu essa oportunidade?”. Bom vamos do começo então…

tumblr_nh22ud890y1tsrfhco1_500

Há 4 anos atrás minha melhor amiga me apresentou o K-POP. Claro que eu me apaixonei por tudo né? Amo dançar, então pra mim foi um prato cheio (fora os meninos lindos, não vou mentir né)!? Mas isso foi apenas o começo. Curiosa do jeito que sou, não aguentei ficar só nas músicas – comecei a pesquisar todo tipo de coisa sobre a Coreia – descobri os dramas, a moda, e cultura. Achei tudo muito maravilhoso e me joguei de cabeça.

Muitas pessoas me perguntam no que esse meu gosto peculiar sobre a Coreia mudou a minha vida. Eu apenas respondo: “ TUDO”. Meu modo de ver as coisas, minha maneira de encarar a vida, tudo ficou diferente. Eu também mudei fisicamente, a cultura e a moda coreana começaram a se impregnar em mim: o corte de cabelo, o formato dos óculos, o estilo da maquiagem e das roupas. Eu era uma “tomboy“, eu não ligava muito pro meu corpo ou pro meu rosto, depois que comecei a surfar na onda Hallyu eu me tornei muito mais feminina, o que hoje eu vejo foi um grande avanço! Eu agradeço pelo empurrãozinho que as meninas dos videos de K-POP me deram pra que eu me cuidasse mais.

tumblr_n28yyp6lCA1sz8ro8o2_400

Mas deixando a parte estética de lado, depois de aprender muito sobre a cultura e o comportamento dos coreanos em relação à escola, e à família, eu comecei a levar isso em conta pra minha vida, me tornando uma estudante melhor e até uma filha melhor para os meus pais. Abri a mente para culturas do mundo todo, culinária diferente e todo tipo de costumes diferentes. Claro, no começo, eu estranhava muitas coisas como: “Por que eles tiram os sapatos quando chegam em casa?” “Nossa coreano é uma língua muito estranha, quero aprender”, “Por que Noona? e Oppa? e Unnie? e Hyung? Porque tantos títulos??? Aaahhh”. Mas isso está no passado, já fazem 4 anos que estou nessa, e todas essas duvidas sumiram, mas é claro que novas surgiram, e está na hora de achar as respostas direto na fonte.

Isso foi apenas uma pequena introdução da minha pessoa, no próximo post, vou contar como consegui a bolsa de estudos do curso de coreano na universidade de Sunchon, que é a razão pela qual eu já já estarei na Coreia.

tumblr_nkp9s6HgRW1qedkp1o1_500


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



7 COMENTÁRIOS

  1. Bacana demais esta nova coluna do Koreapost! Não só porque conheço a autora (rsrsrs), mas porque é uma oportunidade para os que desejam acompanhar a experiência de uma estudante brasileira em terras coreanas! Irei acompanhar os textos com muita curiosidade e interesse! 🙂

  2. oiew eu so vi aagora este site e fiquei super curiosa…como conseguiste? como foi? e que eu tambem sou uma grande fã de k-pop , doramas e a cultura etc…se puderes responder-me vou deixarte aqui o meu insta pra falarmos se aceitares responder a todas as minhas perguntas
    #beatrizinocenciio

    • Olá Beatriz, tudo bem? Obrigada pelo seu comentário. A Duda fez a primeira parte desta coluna em 2016, quando ela esteve pela primeira vez na Coreia. Hoje em dia ela está lá novamente com outra bolsa. Você pode conseguir muitas informações apenas lendo todos os textos da coluna dela, pois, em vários deles, ela fala em como obter bolsas para a Coreia. Porém se quiser falar diretamente com ela, pode adicioná-la no Instagram – @umadudanacoreia. Continue acompanhando o Koreapost. Obrigada e Um Abraço!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.