A patinadora Kim Yuna

A Coreia do Sul surpreendeu o mundo ao ficar em 5º lugar na tabela de medalhas (ouro, prata e bronze) nos Jogos Olímpicos de Londres de 2012. É importante notar também que a equipe ganhou a medalha de bronze no futebol, nesses jogos. O potencial do futebol do país é explicado pela presença de vários jogadores sul-coreanos nas ligas do continente europeu. Além disso, nas Olimpíadas de Pequim de 2008, a equipe sul-coreana conquistou a medalha de ouro do beisebol, e atualmente vários jogadores sul-coreanos desfrutam de grande popularidade entre os torcedores nos Estados Unidos e no Japão, como membros de equipes locais.

A golfista Park In Bee participou participou das Olimpíadas Rio 2016. Foto: Ajudaily
A golfista Park In Bee participou participou das Olimpíadas Rio 2016. Foto: Ajudaily

Os asiáticos costumavam a não ter bons resultados na patinação artística, mas Yuna Kim, uma sul-coreana, mudou isso quebrando recordes mundiais. Na esgrima, que costumava ser considerada um esporte dos nobres ocidentais, a Coreia do Sul passou a conquistar muitas medalhas. É de amplo conhecimento que muitos sul-coreanos venceram campeonatos da Professional Golfers Association (PGA) e da Ladies Professional Golf Association (LPGA). É também digno de nota que três ou quatro coreanos classificam-se continuamente entre os dez primeiros em cada campeonato da LPGA. O país também sediou o evento da Fórmula 1, entre 2010 e 2013, com o Grande Prêmio da Coreia, em Yeongam, Jeollanam-do. Outro evento esportivo internacional realizado em território sul-creano foi o Tour of Korea, uma corrida profissional anual de ciclismo de estrada.

Os fatores mais importantes por trás da transformação da Coreia do Sul em uma potência esportiva são o grande número de amantes do esporte no país e o investimento eficiente. O país esforça-se para encontrar jovens atletas promissores, treiná-los de forma eficiente e ajudá-los a desenvolver suas habilidades, acumulando uma vasta experiência em competições domésticas. Há também instalações esportivas profissionais dedicadas exclusivamente ao treinamento de atletas selecionados para eventos internacionais, como os Jogos Olímpicos ou os Jogos Asiáticos.

Infraestrutura Nacional de Esportes

A infra-estrutura esportiva do país é sólida e abrangente. A partir de 2013, o número de clubes amantes dos esportes comuns chegou a 4,13 milhões, ou seja, 8,1% de toda a população. O número de adeptos de futebol que aderiram a clubes (590.000) está no topo da lista, seguido do número de membros do tênis, badminton, tênis de mesa, gate ball e clubes de ginástica calistênica.

O governo incentiva as pessoas a envolverem-se em atividades físicas, fornecendo apoio para os clubes esportivos. A maioria dos clubes esportivos realiza eventos de tempos em tempos.

Maratona Internacional de Seul. Foto: My Best Runs
Maratona Internacional de Seul. Foto: My Best Runs

Nos últimos anos, o número de maratonas aumentou drasticamente. Na primavera e no outono, competições de maratonas são realizadas todo fim de semana em todo o país. Uma competição de maratona amadora atrai milhares ou até dezenas de milhares de participantes. Uma organização relevante estima que o número de pessoas envolvidas em eventos de corrida e maratona é algo entre 800.000 e 4 milhões. Mais de 20.000 pessoas, profissionais e amadores participaram de uma maratona realizada recentemente.

Como um país montanhoso, a Coreia do Sul tem um ambiente ideal para alpinistas. Há muitas montanhas perto de grandes cidades, permitindo que os moradores locais desfrutem de escaladas e caminhadas convenientemente. O país também tem muitos pontos de escalada populares. Nos últimos anos, as trilhas montanhosas da Ilha de Jeju surgiram como um destino favorito para os praticantes desta modalidade. Em meio ao novo boom das caminhadas, os governos locais competiram entre si em seus esforços para estabelecer boas trilhas aos amantes deste esporte. O ciclismo também se tornou o foco de atenção como uma atividade ecologicamente correta, aumentando o número de clubes de ciclismo. Uma vasta rede de ciclovias foi estabelecida em todo o país, e muitas pessoas agora gostam de pedalar ao longo dos principais rios, durante os finais de semana.

O time de Baseball Lotte Giants. Foto: Korea Herald
O time de Baseball Lotte Giants. Foto: Korea Herald

Um grande número de pessoas é atraído pelos jogos profissionais de beisebol, futebol e vôlei. Torcer pelo time favorito é um passatempo divertido. Os jogos profissionais de beisebol e futebol são assistidos por um público de 3 a 8 milhões de pessoas, respectivamente, a cada ano.

Colaboração de Esporte e Ciência

Nos Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres, um sul-coreano ganhou a medalha de ouro na final do Tiro com Arco. Essa conquista foi o resultado da colaboração entre ciência e esportes. Os cientistas estudaram quais deveriam ser as condições ideais para superar as habilidades mais difíceis. Eles chegaram à conclusão de que o intervalo de tempo ideal para um atleta atingir o alvo era de 0,15 segundo e que o ângulo ideal entre o braço e o corpo era de 22 graus para permanecer mais tempo no ar e fazer curvas mais rápidas. O atleta sul-coreano foi capaz de ganhar a medalha de ouro como resultado de treinamento baseado em condições ideais adequadas à sua estrutura corporal.

A equipe de Tiro com Arco, Medalha de Ouro nas Olímpiadas do Rio de Janeiro em 2016: Chang Hye-jin, Choi Mi-sun e Ki Bo-bae. Foto: AP Photo/Alessandra Tarantino
A equipe de Tiro com Arco, Medalha de Ouro nas Olímpiadas do Rio de Janeiro em 2016: Chang Hye-jin, Choi Mi-sun e Ki Bo-bae. Foto: AP Photo/Alessandra Tarantino

O Instituto Coreano de Ciências do Esporte (KISS) emprega especialistas em dinâmica esportiva, psicologia, fisiologia e assim por diante. Esses especialistas ajudam os atletas a obter os melhores resultados possíveis em competições. Cinco especialistas acompanharam a equipe nacional durante os Jogos Olímpicos de Verão de 2012 em Londres. Há dezesseis sociedades relacionadas a esportes no país, todas trocando informações por meio de um sistema integrado de computadores.

A Coreia tem muitas instalações de treinamento e prática, incluindo o Centro de Treinamento de Taereung, em Seul. Este está equipado com instalações de treinamento, pistas de corrida, quadras cobertas e ao ar livre, uma piscina coberta que atende aos padrões internacionais e um dormitório para 300 atletas. Em 2011, o país construiu uma nova instalação de treinamento em Jincheon, Chungcheongbuk-do, para atletas selecionados para eventos internacionais.

Entre aqueles que lá praticaram, haviam vencedores de medalhas de ouro e prata no atletismo, natação e tiro ao alvo nos jogos de Londres. A instalação em Jincheon será ampliada para acomodar até 800 atletas em 25 esportes. Outra instalação especializada no aprimoramento das funções cardiopulmonares dos atletas está na Montanha Hambaeksan, perto de Taebaek.

A partir deste mês o Koreapost passará à postar informações detalhadas sobre cada esporte em evidência na Coreia do Sul. Você que é fã de esportes, não pode perder!!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.