Gritos de paixão sacudiram o estádio, com 70 corações jovens de todo o mundo ficando sob os holofotes. Na chuva fria, os covers  finalistas  em canto e dança irradiavam suor e paixão, rodeados por caixas de som enormes e ofuscantes efeitos especiais. Cerca de 20 mil espectadores invadiram o maior evento de competição cover de K-pop do mundo, com capas de chuva e fanlights.

Competidores de todo o mundo se apresentam no evento anual K-pop World Festival em Changwon, ao sudeste de Seul, no dia 30 de Setembro de 2016.

Na competição final de 200 minutos no dia 30 de setembro, um total de 15 equipes internacionais disputavam a coroa na sexta rodada do evento anual K-pop World Festival, em Changwon, 398 quilômetros ao sudeste de Seul. A competição deste ano foi muito feroz, se assemelhando à votação “Weekly No. 1” um show de música da televisão local para ídolos de K-pop.

Os prêmios de melhor desempenho, prêmios de excelência e prêmios da escolha do público são dados em duas categorias, apresentação vocal e apresentação de dança, mas a mais alta distinção, o Grande Prêmio, é dado para somente uma equipe. Em uma escala de 100%, a avaliação do juiz conta como 70%,  500 pessoas da plateia escolhidas aleatoriamente contam como 20% e as votações pelo celular contam 10%. Aqueles com a maior soma de pontuação ficam no topo da competição.

A equipe dos EUA  ganhou o primeiro lugar na parte vocal depois de uma rivalidade acirrada contra a equipe da Nigéria que participou com seu cover de dança, e foi o vencedor do ano passado.

É louco, sinto um mix de emoções nesse momento“, disse Britaney Chanel, uma das vencedoras, de 26 anos de idade, de Los Angeles. A jovem concorrente fez uma performance solo explosiva de R&B pop, “U & I”, da diva do K-pop, Ailee. Os juízes de K-pop deram um crédito para sua apresentação equilibrada em todos os aspectos, incluindo habilidades vocais, entrega, presença de palco, coreografia e pontos técnicos.

Apesar do mau tempo ter borrado sua maquiagem, Chanel ficou triunfante na cerimônia de premiação para sua apresentação. O evento de K-pop trouxe-a um passo mais perto de seu sonho de se tornar uma compositora mundialmente conhecida. “Para mim, K-pop é amor e linguagem. Eu amo isso“, disse ela no final da competição. Além disso, ela fez um agradecimento especial à sua família e seu chefe que lhe permitiu tirar duas semanas de férias para o evento. “Ele disse: ‘É muito tempo, mas vamos te deixar ir’“, Chanel recordou, visivelmente emocionada.

Britaney Chanel dos EUA, se apresentando no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

A norte-americana, amante de K-pop, disse que começou a conhecer o gênero na sua adolescência com o grupo Wonder Girls. Em 2008, ela foi a um concerto dos Jonas Brothers e viu o grupo feminino de K-pop se apresentar na abertura do show. Depois do concerto, ela procurou artigos sobre as Wonder Girls e começou a ler mais artigos sobre outros grupos pertencentes à JYP Entertainment, seguidos por aqueles de outras agências de K-pop, S.M. Entertainment e YG Entertainment.

Por causa da diversificação de notícias de K-pop ea quantidade de informação relacionada ao gênero, Chanel tornou-se uma leitora apaixonada de artigos sobre K-pop, de canais  e meios de comunicação social da mídia coreana em inglês. Atualmente, Ailee está entre seus artistas de K-pop favoritos. “Eu amo a Ailee. Ela é definitivamente incrível“, disse ela.

Competidores no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

O prêmio de melhor desempenho foi da equipe da Nigéria, e o prêmio de melhor vocalista foi para a equipe da Itália. “K-pop é paixão“, disse um dos membros da equipe da Nigéria no final da cerimônia de premiação, somando-se ao clima festivo do evento.

A equipe da Nigéria apresentou a música “FIRE” do grupo de K-pop, Bangtan Boys (BTS), um dos grupos masculinos sul-coreanos mais ativos no reino da música internacional. BTS é um grupo de grande intensidade em seu desempenho, com batidas fortes de hip-hop e um estilo rebelde.

O desempenho da equipe ultrapassou o BTS em intensidade – o chão do palco, em parte, se quebrou depois da apresentação do grupo – e entrega da coreografia. A precisão de dança do grupo, no entanto, foi a sua única falha. “Seu desempenho foi esmagador, cheio de masculinidade e de energia. Podíamos ouvir o público feminino gritando de espanto. Mas (a precisão) do grupo de dança parece ser sua única fraqueza“, comenta um dos três juízes da competição.

Competidores no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

A equipe da Itália reinou no estádio, tendo apresentado “Mr. Ambiguous” de MAMAMOO, um grupo feminino do K-pop conhecido por seu estilo musical de jazz-pop. Os integrantes da equipe estavam vestidos com roupas listradas em preto-e-branco, ostentando a harmonia de vozes ricas do quarteto.

A expressão do grupo foi excelente – isso me fez sentir como se estivesse assistindo a um musical em um teatro“, disse Seo In-Young, a única juíza mulher na competição de K-popSeo In-Yeong elogiou a excelência da equipe da Itália em sua apresentação com uma mistura de estética individual de cada um dos integrantes. “O desempenho do grupo no palco esteve digno das meninas do MAMAMOO“, acrescentou ela, durante outra rodada de frenesi entre a multidão presente.

Uma mistura de K-pop e jazz tornou-se popular nos últimos anos, como pode ser visto no caso de artistas do sexo feminino, incluindo MAMAMOO, Lee Hi e IU.

Competidores no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

O bronze, ou o prêmio de excelência em dança, foi para a equipe da Suécia e o prêmio de excelência vocal foi para a equipe da Índia. A equipe da Suécia se apresentou com “Cheer Up” do grupo feminino de K-popTWICE. Naquele dia, a TWICE se apresentou com a mesma música como artista convidada, realizando assim uma comparação pitoresca. “Cheer Up” da equipe da Suécia teve grande energia, enquanto o grupo de K-pop realizou sua apresentação de maneira muito mais técnica e refinada.

É exatamente como eu pretendia que os artistas se apresentassem quando eu escrevi ‘Cheer Up“, disse Blackeyed Pilseung, o compositor da música de TWICE. A revelação do compositor foi uma surpresa agradável para a equipe da Suécia, uma vez que a lista de juízes é mantida em segredo até que o evento termine.

A equipe da Índia apelou para o coração dos ouvintes com uma balada sobre o amor maduro, mas faltava confiança – uma qualidade que o resto dos vencedores usavam como seus uniformes. Um juiz disse: “Eu amo a sua voz, mas você precisa de mais confiança. (Falta de confiança) fez seu passo instável em certos pontos. Caso contrário, sua versão teria sido excelente.

Competidores no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

A equipe da Rússia recebeu o prêmio da audiência pela sua apresentação de dança e a equipe da Índia ganhou o mesmo prêmio pela sua apresentação vocal.

A equipe da Rússia dançou “Ringa Linga” do vocalista Taeyang do grupo masculino, Big Bang. A performance ganhou o segundo maior número de votos pelos espectadores, que respondeu por 20% da pontuação total. No entanto, ficou aquém das expectativas dos juízes para um prêmio mais elevado. “Penso que vocês estão se atendo muito aos movimentos (originais) da dança“, completa um dos juízes.

Frzat, um artista russo que dançou a parte de Taeyang, quer voltar para o festival de K-pop no próximo ano para um show melhor. Ele terá que vencer de novo a competição preliminar do próximo ano na Rússia, para ser capaz de estar no mesmo palco no próximo outono.

Todos os anos, o evento de K-pop torna-se mais competitivo, já que esse gênero musical vem ganhando muitos fãs no mercado global de música e mídia. “Foi um evento interessante, especialmente porque mostra uma visão geral de quais grupos de ídolos são populares em quais partes do mundo“, disse um dos convidados do evento, pedindo anonimato.

A competição de K-pop, o maior de seu tipo, é organizado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, pela emissora de televisão KBS e pelo Serviço de Informação e Cultura Coreana para espalhar ainda mais a “hallyu“, ou a onda da cultura pop coreana.

O evento global de K-pop foi transmitido ao vivo em cerca de 100 países pela emissora de televisão KBS, em seu aplicativo de radiodifusão “KBS myK“, bem como através de plataformas de radiodifusão on-line Naver e YouTube.

Competidores no evento anual K-Pop World Festival, em Changwon.

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.