As Coreias do Sul e do Norte trocaram os resultados de suas pesquisas relacionadas às famílias separadas pela Guerra das Coreias que ocorreu em 1950-53, afim de facilitarem o próximo evento de reencontro, segundo o ministério da unificação.

As duas Coreias vão realizar o encontro dos familiares de 20 a 26 de agosto no resort Mount Kumgang, na costa leste da Coreia do Norte. Esta é a continuação do compromisso feito na cúpula, encontro entre os líderes dos dois países, que ocorreu em abril, com o acordo de trabalharem juntos na abordagem de questões humanitárias.

A troca aconteceu três semanas depois que eles pediram um ao outro para localizar famílias separadas do outro lado. A Coreia do Sul queria verificar se 250 pessoas ficaram no Norte, enquanto o Norte pediu ao sul para confirmar se 200 pessoas estavam morando do seu lado do pais.

Das pessoas listadas, 122 foram confirmadas como vivas no Sul e outras 122 no norte, disse o ministério.

Com base nos resultados da pesquisa, em 4 de agosto, os dois realizarão suas listas com as pessoas autorizadas a participar das reuniões de família . Eles concordaram anteriormente em realizar o evento envolvendo 100 pessoas de cada lado.

A Coreia do Sul selecionou pela primeira vez um total de 500 candidatos de modo aleatório. Esse número foi reduzido para 250, considerando fatores como idade e saúde.

Foto: Koreatimes
Foto: Koreatimes

O próximo evento de reencontro será o primeiro deste tipo desde outubro de 2015. As duas Coreias realizaram 20 rodadas de reuniões de família face a face desde a primeira cúpula intercoreana em 2000.

Os números do governo mostram que o número de sul-coreanos que já manifestaram a intenção de encontrar suas famílias ou parentes no Norte foi de 132.124 até o final de maio, dos quais 57.000 permanecem vivos, com a maioria deles com 70 anos ou mais.

As duas Coreias tecnicamente permanecem em guerra, desde que a “Guerra da Coréia” terminou apenas com um acordo de cessar fogo foi assinado, porém não um tratado de paz.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.