Anyeong pessoas! Eu finalmente estou na Coreia, depois de 38 horas de avião e chá de cadeira em aeroportos e viagens de trem, eu finalmente cheguei!

Mas como eu quero compartilhar cada momento com vocês, vou contar desde o começo como foi a viagem. Só que, vou ter que dividir em mais de um post, afinal, são muitas aventuras… Mas, vamos lá!

Aeroporto de Guarulhos

Primeiro vamos deixar claro que eu quase não dormi na noite anterior à viagem, uma hora e meia no máximo!! Me arrumei e como coloquei roupas “quentes”, eu já comecei a passar calor. Quando eu saí na rua, estava tudo escuro ainda, e pegamos aquele transito típico de São Paulo (lembre-se que eu moro em Santos, no Litoral Paulista).

Eu E A Minha Avó, À Caminho Do Aeroporto
Eu e a minha avó, no aeroporto de guarulhos

Chegando no aeroporto o meu coração já estava à mil, eu não conseguia parar, parecia que eu ia ter um ataque cardíaco no meio do terminal, mas como eu comecei a ouvir música, melhorou um pouco… Ainda assim…

Fomos para a fila de check-in – duas malas pesadísssimas, que eu não sabia se ia ter que tirar coisas de dentro na hora “h” por sobrepeso. Mas no final deu tudo certo! Uma mala com 28Kg e a outra com 23Kg (o limite é 32Kg por mala). Tomamos café da manhã e ficamos, eu e minha família (meus pais e meus avós que também fizeram questão de ir se despedir de mim), batendo perna no aeroporto e eu, mais nervosa do que nunca! Quando chegou a hora de me despedir dos meus pais é claro que eu chorei, afinal, além de ser a realização de um sonho, eu sou muito próxima deles, então, não foi fácil, mas é claro que teve aquele “Hwaiting” por parte deles no final, pois eles estão muito felizes por mim e me dão a maior força!

No avião de São Paulo para Los Angeles

Eu viajei de Korean Air mesmo (Coreia na cabeça, desde o início). O avião em si já é lindo, mas o serviço, esse sim é de primeira! Na cadeira quando você chega já tem travesseiro, cobertor e água (da ilha de Jeju!). Os comissários de bordo são as pessoas mais fofas que você vai conhecer nessa vida, eles vem perguntar se você está bem, te oferecem um monte de coisinhas pra você não ficar com fome, fora o kit com escova de dente, uma pasta tamanho bebê e um chinelo de quarto só pra ficar no avião (infelizmente tem que devolver…). Achei tudo de bom!!!

Chinelinhos De Avião!
Chinelinhos de avião!

Falando sobre comida – Meu Deus, o almoço: Bibimbap, uma delicia e a gojuchang (pasta de pimenta) vem separada pra você colocar o quanto você quiser. Também tem suco, ou refri, salada de fruta, tudo muito bom. Depois que eu acabei de comer, uma das comissárias veio perguntar se eu tinha gostado da comida e eu respondi em coreano pra treinar, né? Ela elogiou e falou que minha pronúncia estava ótima! Eu nem gostei do elogio né?

B612_20160225_120051Então, até aí, tudo é lindo maravilhoso – até a quinta hora de vôo. Depois tudo se torna maçante e chato e eu não conseguia dormir nem pagando! Se fechei os olhos por meia hora foi muito! Tinha muitos filmes novos disposníveis, mas nenhum que eu quisesse assistir particularmente. Comecei então à explorar o painel à minha frente (nas costas do assento da frente). Tem câmera, pra você ver o que tem na frente do avião e em baixo. Claro que depois de um tempo você só vê nunvens, mas na decolagem é demais! Escutei musica, tinha todos os últimos álbuns de kpop – SHINee, 2NE1, EXO, CNBlue, Xiah Junsu e até G.O.D. Fiquei passada, nem precisei usar meu iPod!

De filmes acabei vendo Alice no País das Maravilhas (do Tim Burton) e Hotel Transilvania 2. É, sou uma criança, eu sei….

Aeroporto de Los Angeles

Juro, se não der nada errado não sou eu, né??? Meu condicionador explodiu na necessaire e quase não consigo wi-fi pra falar com a minha mãe!! Na imigração americana, pelo menos, deu tudo certo! Voltei para o gate da Korean Air e novamente sem Wi-fi… Seriously? Qual é a dificuldade de ter uma wi-fi que preste aeroporto de LA?

No avião de Los Angeles para Incheon

Desta vez o assento ao meu lado não seguiu vazio como na vinda do Brasil. Conheci uma menina mexicana muito legal, que estava indo pra Coreia pra estudar Direito. Conversamos bastante, e o mais engraçado era que as vezes eu escorregava e falava português mas ela me entendia, assim como eu a entendia quando ela sem querer falava espanhol.

A comida, mais uma vez, deliciosa… Acho que não dá pra enjoar de Bibimbap. Mas o mais importante, eu dormi. Dormi mesmo, tipo 5 horas seguidas! Fiquei muito feliz, porque além de ficar mais descansada eu nem vi o tempo passar, pegamos um pouco de turbulência, mas nada muito sério. Então resolvi não assistir a nenhum filme no segundo vôo, e simplesmente aproveitar as musicas do meu iPod.

Chegando em Incheon

Okay! Chegando em Incheon, o frio já bateu na minha pessoa – 3 graus!!!! Mas dentro do aeroporto é bem quentinho… Na imigração deu tudo certo e foi muito rápido. Fiquei impressionada com o fato de, dependendo do seu passaporte, o programa fala com você na sua língua, por exemplo, falou português comigo e espanhol com a minha amiga mexicana.

Eu E A Verônica, Do México, No Aeroporto De Incheon
Eu e a verônica, do méxico, no aeroporto de incheon

Saindo da imigração fomos pegar as malas e a minha foi a última a chegar! Mas isso foi um detalhe porque, pensa num aeroporto muito bem equipado!! Na teoria teria até chuveiros de graça pra todos os passageiros. Só que não. Esta informação não estava totalmente correta – o banho grátis é somente para os passageiros em transito (entre aviões, porque eu estava em trânsito, mas ia pegar trem!!) então, eu não podia tomar banho depois de 30 horas de viagem, fiquei meio brava!! Neste ínterim a minha mais nova amiga já tinha que pegar seu ônibus para uma cidade não muito longe de Incheon, então, nos despedimos, desejando muita sorte uma à outra!

Já sozinha, e ainda querendo tomar aquele banho, eu descobri o lugar mais maravilhoso de todos os tempos: Jinjibang! É uma espécie de mini-spa que você paga por hora ou por serviço e pode passar um tempo muito agradável… Além do banho ser relativamente barato e extremamente relaxante, ninguém estranha o fato de estarem todos pelados (bom, só tinha mulheres né??). No começo eu fiquei com um pouco de receio de tirar a roupa antes de entrar (era obrigatório) mas ninguém nem olhou pra mim! Eu até esperava que olhassem já que sou estrangeira, mas não, nem uma olhadinha de canto de olho.

Depois de todo esse “processo de renovação” nas águas do JJimjilbang, eu peguei minhas malas e desci para a estação de trem para esperar o horário do meu. Ah e finalmente comi, após 10 horas. E qual foi minha primeira refeição na Coreia? Burger King. Mas eu vou explicar – todos os cafés ali perto eram muito caros então a opção mais em conta era o BK. Nunca comi um hambúrguer tão bom, sério, muito gostoso!!

Andei muito pela estação de trem, vi lojas de todas as coisas possíveis, inclusive a Etude House (loja de cosméticos famosa pelos anúncios com k-idols) quando quase tive uma sincope!!

Bom, no próximo texto vou contar como foi minha ida de trem até Sunchon e os primeiros dias na Universidade. Valeu gente!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

8 COMENTÁRIOS

  1. O importante de um relato é te fazer sentir tão confortável entendendo o que se passa como se estivesse junto de quem está contando. Foi assim que me senti. No bolso da minha sobrinha, “ouvindo” seus espantos, seus risos e tensões rápidas. Torcendo a cada dia por você. Arrebenta! A Coréia já passou tempo demais sem você!

  2. Sensacional!
    Me senti nas minhas viagens no nordeste. ..
    Trocando aviões por ônibus e caminhões e anos 2015 por 80’s…Não difere muito..
    Curioso é que nesta época, viagens de avião com mais de 2 horas, mesmo domésticas, o serviço era tal qual você descreve na Korean…
    Tempos de varig e transbrasil…..

  3. Duda, eu também me senti bem perto de você ao ler o post. Caramba, que demais essa tua desenvoltura, esse sentimento de quem já pertence a um lugar, mesmo sendo tão distante, tão diferente! Quero ler mais e acompanhar toda a aventura assim, bem de perto, mesmo longe. Bj grande!

  4. Oi Duda,
    Uma delícia ler seus relatos sobre a viagem, então não é só no Aeroporto de Guarulhos que o wi-fi não pega?
    Estou esperando para ler o término da viagem.
    Bjs
    Débora

  5. Já fiz essa viagem de avião para a Coreia muitas vezes, mas é muito bacana ouvir de uma pessoa que foi pela primeira vez. Gostei demais do relato e foi como seu eu estivesse ao seu lado apreciando cada detalhe contado. Boa sorte Duda, espero que tudo corra às mil maravilhas na Coreia! 화이팅!

  6. Incrível como nos sentimos seguindo viagem também, assim como já disseram. Muito bom texto! Já tem alguns anos que aflorou em mim a vontade de conhecer a Coreia, mas mal sei falar inglês, imagine 🙁
    Vou voltar aqui pra ver os próximos relatos! Ansiosa desde já

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.