Da esquerda para a direita: Prof. PhD. Geun Lee, da Seoul National University, Marcelle Torres, organizadora da Mostra Coreana do Rio de Janeiro, e Hak You Kim, Cônsul-Geral do Consulado Geral da República da Coreia em São Paulo. | From left to right: Prof. PhD. Geun Lee, from Seoul National University, Marcelle Torres, organizer of the Korean Exhibition of Rio de Janeiro, and Hak You Kim, Consul General of the Republic of Korea in Sao Paulo.

O recente anúncio sobre o novo encontro dos líderes de ambas as Coreias a ser realizado em setembro deste ano, na capital Pyongyang, é mais uma oportunidade única para refletir sobre esta questão histórica que, apesar de, territorialmente, estar distante do Brasil, afeta-nos como país membro da comunidade internacional. Semana passada, o Rio de Janeiro teve sua 1ª Mostra Coreana, uma iniciativa da AsiaColors em parceria com a Hyundai e co-organização do Consulado Geral da República da Coreia em São Paulo, cujo tema principal enfocou a longa luta do povo coreano em prol de um processo de reunificação pacífico, enfatizando o lado humano, muitas vezes esquecido em meio a inúmeras análises geopolíticas.

The recent announcement on the new meeting of leaders of both Koreas to be held in September this year in Pyongyang is another unique opportunity to reflect on this historical issue that, although territorially being far from Brazil, affects us as a member of the international community. Last week, Rio de Janeiro had its 1st Korean Exhibition, an initiative of AsiaColors in partnership with Hyundai and co-organized by the Consulate General of the Republic of Korea in Sao Paulo, whose central theme focused on the long struggle of the Korean people for a process of peaceful reunification, emphasizing the human side, often forgotten amidst numerous geopolitical analyzes.

Contudo, o evento não ignorou a importância de compreender o complexo contexto político da península coreana. Assim, trouxe o professor de Relações Internacionais da Seoul National University e membro do Conselho Regional de Governança do Fórum Econômico Mundial Geun Lee para explanar ao público presente detalhes do processo histórico e seus atuais acontecimentos. A palestra, realizada no Centro Cultural Justiça Federal, contou com a presença do Cônsul-Geral da Coreia do Sul em São Paulo Hak You Kim, o desembargador federal André Fontes, o juiz federal Osair de Oliveira Jr e a organizadora do evento Marcelle Torres. O mediador e professor de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) Maurício Cardoso salientou a importância de Brasil e Coreia terem mais diálogos diretos, sem a mediação de países terceiros. Já com relação ao país sul-americano, o professor Lee destacou que, mesmo geograficamente distantes, o Brasil tem grande importância para que o processo de paz na região seja realmente efetivado.

 

However, the event did not ignore the importance of understanding the complex political context of the Korean peninsula. Therefore, it brought from Seoul National University the professor of International Relations and member of the Regional Governance Council of the World Economic Forum, Geun Lee, to explain to the audience details of the historical process and its current events. The lecture, held at the Federal Justice Cultural Center, was attended by the South Korea Consul General in Sao Paulo Hak You Kim, federal judge André Fontes, federal judge Osair de Oliveira Jr, and the organizer of the event Marcelle Torres. The mediator and professor of International Relations of the University of the State of Rio de Janeiro (UERJ) Mauricio Cardoso stressed the importance of Brazil and Korea having more direct dialogues, without the mediation of third countries. Regarding the South American country, Professor Lee pointed out that, even geographically distant, Brazil has great importance for the peace process in the region to be truly effective.

Professor e mediador Maurício Cardoso da UERJ e o professor Geun Lee da Seoul University.
Professor e mediador Maurício Cardoso da UERJ (centro) e o professor Geun Lee (direita) da Seoul National University. Foto: Vitor Delgado | Professor and mediator Maurício Cardoso from UERJ (center) and Professor Geun Lee (right) from Seoul National University. Photo: Vitor Delgado

Em sua palestra “Desnuclearização da Coreia do Norte e a Paz na Ásia do Leste”, após explicar as origens do conflito e suas consequentes crises nucleares, o acadêmico salientou que, apesar de os veículos de comunicação mundiais sempre enfatizarem o perigo que o armamento nuclear norte-coreano representa, na realidade, a balança de poder militar pende para o lado do aliado histórico sul-coreano, os Estados Unidos. Os números de ogivas nucleares que os norte-americanos têm gira em torno de 6.800; já a Coreia do Norte teria entre 15, conforme dados do Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI). Apenas a Rússia apresenta maior poder militar que os EUA, tendo em torno de 7.000 ogivas nucleares.

In his lecture on “Denuclearization of North Korea and Peace in East Asia,” after explaining the origins of the conflict and its consequent nuclear crises, the scholar stressed that although global media outlets always emphasize the danger that North Korean nuclear weapons represent, in fact, the balance of military power leans toward the side of the historic South Korean ally, the United States. The numbers of nuclear warheads that the North Americans have revolves around 6,800; North Korea would have 15, according to the Stockholm International Peace Research Institute (SIPRI). Russia alone has more military power than the United States, with around 7,000 nuclear warheads.

Outra questão ressaltada foi que pouco se comenta dos constantes exercícios militares que a Coreia do Sul realizou ao longo dos anos, em conjunto com os Estados Unidos, e de que nada contribuíram para apaziguar os ânimos de Pyongyang. Ao salientar tal questão, Lee conclui que é preciso, antes de mais nada, dar um fim às provocações mútuas, pois além de não auxiliarem no processo de pacificação, financeiramente, custam caro à Coreia do Sul. Para tanto, um entendimento com os Estados Unidos, país com o qual a Coreia do Norte não normalizou suas relações, torna-se a chave para o sucesso dos últimos acontecimentos.

Another point raised was that little mention is made of the constant military exercises that South Korea has carried out over the years, together with the United States, and that they have done nothing to appease Pyongyang’s spirits. In stressing this, Lee concludes that it is necessary, first and foremost, to put an end to mutual provocations, as they do not help the peace process financially and cost South Korea dearly. Therefore, an understanding with the United States, a country with which North Korea has not normalized its relations, becomes the key to the success of recent events.

Da esquerda para a direita: o desembargador federal André Fontes, o juiz federal Osair de Oliveira Jr, o cônsul-geral da Coreia do Sul em São Paulo Hak You Kim e a organizadora da Mostra Coreana Marcelle Torres. Foto: Vitor Delgado. | From left to right: Federal Judge André Fontes, Federal Judge Osair de Oliveira Jr, Consul General of the Republic of Korea in Sao Paulo Hak You Kim, and organizer of the Korean Exhibition Marcelle Torres. Photo: Vitor Delgado.

Lee ainda lembrou o papel do atual presidente sul-coreano Moon Jae-in que ajudou a promover indiretamente o histórico encontro entre Donald Trump e Kim Jong-un em Singapura, em junho deste ano. Precedido por dois governos bastante conservadores e com pouca inclinação a negociar com os norte-coreanos, Moon fez da reunificação meta central de seu governo. Outro ponto digno de nota foi a observação que, apesar de ter mais simpatia do público em geral, a política adotada pelo governo Obama, que aplicou uma espécie de paciência estratégica com a Coreia do Norte, foi pouco efetiva na implementação de soluções práticas para o processo de reunificação.

Lee also recalled the role of current South Korean President Moon Jae-in who helped indirectly promote the historic meeting between Donald Trump and Kim Jong-un in Singapore in June this year. Preceded by two conservative governments with little inclination to negotiate with the North Koreans, Moon has made reunification the central goal of his government. Another noteworthy point was the observation that, despite being more sympathetic to the general public, the policy adopted by the Obama administration, which applied a kind of strategic patience with North Korea, was ineffective in implementing practical solutions for the process of reunification.

No entanto, ainda que seja mais incisiva, as medidas de Trump são um tanto dúbias e podem acabar não aproveitando o momento histórico de aproximação entre ambas as Coreias. Porém, talvez o maior crédito a quem se possa dar com relação aos recentes progressos nas negociações são para Kim Jong-un e Moon Jae-in. Quanto ao primeiro, Lee argumentou que o atual líder norte-coreano, cujos estudos foram realizados na Suíça, parece ter uma perspectiva voltada, acima de tudo, para o desenvolvimento econômico e a modernização do território norte-coreano.

However, even more incisive, Trump’s measures are somewhat dubious and may end up not taking advantage of the historic moment of rapprochement between the two Koreas. But perhaps the greatest credit to recent progress in the negotiations is for Kim Jong-un and Moon Jae-in. Lee argued that the current North Korean leader, whose studies have been conducted in Switzerland, seems to have a perspective aimed above all at the economic development and modernization of the North Korean territory.

Somado a isso, segundo o professor, Kim Jong-un tomou a decisão de desnuclearizar a península coreana, pois este seria o resultado lógico após uma possível normalização das relações com os estadounidenses. Mas os EUA parecem ainda desconfiados em acordar com a assinatura de uma Declaração de Paz, muito em razão da Coreia do Norte não querer fornecer informações estratégicas sobre onde exatamente estão localizados os sítios nucleares, próximos a fronteira com a China. Porém, dificilmente Kim Jong-un estará disposto a fornecer qualquer dado de extrema importância, sem qualquer garantia da parte americana.

In addition, according to the professor, Kim Jong-un made the decision to denuclearize the Korean peninsula, as this would be the logical result after a possible normalization of relations with the Americans. But the United States still seems wary of agreeing to the signing of a Peace Declaration, largely because North Korea does not want to provide strategic information on exactly where nuclear sites are located near the border with China. However, Kim Jong-un will hardly be willing to provide any data of extreme importance without any guarantee from the American side.

Foto: Vitor Delgado
Apresentação do prof. PhD. Geun Lee durante a 1ª Mostra Coreana do Rio de Janeiro. Foto: Vitor Delgado | Presentation of prof. PhD. Geun Lee during the 1st Korean Exhibition of Rio de Janeiro. Photo: Vitor Delgado.

E, mais, conforme o acadêmico há demonstrações por parte do líder norte-coreana na direção de avançar com as negociações. Em maio deste ano, a Coréia do Norte destruiu instalações de testes nucleares, como a do Centro de Punggye-ri, onde foram realizadas seis experiências nos últimos meses. E por este e outros motivos que Lee aponta para a importância de países estratégicos como o Brasil, neste momento específico, que mantém boas relações com ambas as Coreias, os Estados Unidos e outras partes diretamente envolvidas com a questão da paz na península coreana: “é preciso que os brasileiros e a comunidade internacional atuem em conjunto, no intuito de persuadir os Estados Unidos a acordar com a Declaração de Paz, aproveitando o momento especial e único que se apresenta”.

Moreover, according to the academic, there are demonstrations on the part of the North Korean leader in order to move forward with the negotiations. In May of this year, North Korea destroyed nuclear testing facilities, such as the Punggye-ri Center, where six experiments were conducted in recent months. And for this and other reasons that Lee points to the importance of strategic countries such as Brazil, at this particular time, that maintains good relations with both Koreas, the United States and other parties directly involved with the issue of peace on the Korean peninsula: “it is necessary for Brazilians and the international community to work together to persuade the United States to agree to the Declaration of Peace, taking advantage of the special and unique moment that presents itself.”

O evento encerrou com a peça de teatro “Para Além da Fronteira” escrita pela idealizadora e organizadora da Mostra Coreana e pesquisadora em península coreana, Marcelle Torres. Marcelle procurou depoimentos reais para criar as bases de sua trama. O enredo contou a estória de uma família que foi separada pela guerra e tem a chance de se reencontrar, após décadas, com a nova tentativa de reaproximação das Coreias. Além disso, a autora retrata os desafios de um romance entre um professor sul-coreano e uma professora norte-coreana que se conhecem durante um intercâmbio acadêmico na University of British Columbia, em Vancouver, no Canadá.

The event concluded with the play “Beyond the Border”, written by the researcher on the Korean peninsula and Korean Exhibition idealizer and organizer, Marcelle Torres. Marcelle sought real testimonies to create the basis of her plot. The plot told the story of a Korean family that was separated by war and has the chance to re-encounter, after decades, with the new attempt of rapprochement of the Koreas. In addition, the author portrays the challenges of a romance between a South Korean and a North Korean professors who meet during an academic exchange at the University of British Columbia in Vancouver, Canada.

Foto: Vitor Delgado
Atores contracenando no espetáculo teatral Para Além da Fronteira. Foto: Vitor Delgado | Actors performing in the play “Beyond the Border”. Photo: Vitor Delgado.

Com direção de Bruno Petram e produção de Gabriel Cortez, a peça, encenada após a palestra de Geun Lee, foi uma oportunidade para o público poder compreender um pouco das questões humanas que implicam neste longo processo de busca pela reunificação. A exemplo está a impossibilidade de sul e norte coreanos manterem contato.

Directed by Bruno Petram and produced by Gabriel Cortez, the play, staged after Geun Lee’s lecture, provided an opportunity for the public to understand some of the human issues involved in this long search for reunification. For example, the impossibility for South Koreans and North Koreans to maintain contact.

Foto: Vitor Delgado
Atores representando um professor sul-coreano e uma professora norte-coreana que se conheceram durante um intercâmbio acadêmico na University of British Columbia, em Vancouver, no Canadá. Foto: Vitor Delgado| Actors portraying a South Korean and a North Korean teachers who met during an academic exchange at the University of British Columbia, Vancouver, Canada. Photo: Vitor Delgado.

Ela indiretamente expõe informações para uma questão que ainda não é de todo conhecida do público brasileiro, assim como, de forma sutil, expõe um pouco da cultura e dos costumes coreanos. Porém, o seu ponto alto é passar o sofrimento, a dor e a esperança de parentes que ainda sonham um dia voltarem a conviver juntos em família. Para que todas estas atividades chegassem ao público carioca, a mostra ainda contou com o apoio do Centro Cultural Justiça Federal, Instituto Nam Ho Lee, Associação de Imprensa do Estado do Rio de Janeiro, Studio Suzzato, Deise Monteiro Produção, Nova Escola de Teatro, Meet KPop e Centro Cultural Hallyu.

It indirectly exposes information to an issue that is not yet fully known to the Brazilian public, as well as subtly exposes a bit of Korean culture and customs. However, its high point is to pass on the suffering, the pain and the hope of relatives who still dream one day to return to live together as a family. In order for all these activities to reach the Rio de Janeiro audience, the exhibition was also supported by the Federal Justice Cultural Center, Nam Ho Lee Institute, Rio de Janeiro State Press Association, Studio Suzzato, Deise Monteiro Produção, Nova Escola de Teatro, Meet KPop and Hallyu Cultural Center.

English translation by Flávio Carvalho.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.