Hologramas interativos e tangíveis dos filmes de ficção científica podem em breve se tornar uma realidade (cena do musical holográfico “School OZ” com a participação de Luna do grupo F(X), Suho e Xiumin do Exo, Max do TVXQ, Key do SHINee, e Seulgi do Red Velvet).

De acordo com o Escritório de Propriedade Intelectual da Coreia (EPIC), o número de patentes relacionadas a hologramas quadruplicou para 343 nos quatro anos desde 2012, em comparação com os quatro anos anteriores, um número crescente de requerentes de patentes provenientes agora vindo de dentro do país e não do exterior.

Das patentes de holograma arquivadas em 2015, 96% eram de empresas nacionais, universidades e institutos de pesquisa, ou individuais. O Instituto de Pesquisas em Eletrônica e Telecomunicações (IPET) foi responsável por 18,4% das patentes, seguido por Samsung (12%), LG (8,7%) e o Instituto de Tecnologia Eletrônica da Coreia (5,2%), disseram funcionários do EPIC.

As tecnologias de holograma podem ser categorizadas em quatro tipos principais – flutuante, holografia tradicional, plasma e háptico.

O método flutuante é, de certa forma, uma forma de “engano”, em que uma imagem ou vídeo é projetado através de um tecido semi-transparente, criando um efeito visual como se as imagens estivessem se movendo em três dimensões. Seus usos comerciais são frequentemente relacionados a exposições e apresentações de concertos.

Show holográfico do grupo TVXQ. Fonte: Cloud Front Net
Show holográfico do grupo TVXQ. Fonte: Cloud Front Net

Por outro lado, holografia tradicional é o que a maioria associa com hologramas de fato.

A holografia tradicional utiliza as propriedades de difração e interferência da luz para exibir uma imagem totalmente tridimensional de um objeto. A tecnologia evoluiu ao longo dos anos da holografia analógica, na qual o padrão de interferência da luz é gravado, para a holografia digital, que é conseguida controlando a luz a partir de um monitor.

Foto: dudeiwantthat
Foto: dudeiwantthat

O IPET possui a patente para a primeira exibição de holograma “colorido” 360 graus do mundo, de acordo com funcionários do EPIC.

O método do plasma toma a vantagem dos fundamentos da formação de uma aurora, igualmente conhecida como as luzes do norte. A imagem 3D é criada pela focagem de raios laser poderosos em uma direção específica para transformar moléculas de oxigênio e nitrogênio no ar em plasma.

A tecnologia introduzida no ano passado por uma equipe científica japonesa, que usou um laser femtosecond (laser que opera em pulsos extremamente rápidos) para criar gráficos aéreos, é um exemplo.

Finalmente, os hologramas hápticos, como o nome sugere, são objetos holográficos tangíveis e interativos.

Cena do Filme "Iron Man" em que o personagem principal "interage" com uma holografia. Foto: Google Images
Cena do Filme “Iron Man” em que o personagem principal “interage” com uma holografia. Foto: Google Images

De acordo com o EPIC, a Samsung desenvolveu uma tecnologia que permite que uma pessoa que pressione uma bola holográfica realmente consiga espremer a bola, enquanto a pessoa pode sentir a pressão e a textura da reação. Esta descoberta particular foi conseguida através do uso de um dispositivo colocado no corpo do usuário que permite que a pessoa sinta certas sensações, como pressão, vibração ou calor.

“A aplicação de hologramas abrange uma ampla gama de indústrias, desde a construção e educação até médicos e videogames”, disse um funcionário do EPIC. “Esperamos um aumento na pesquisa e desenvolvimento, e pedidos de patentes de escolas, empresas e institutos, juntamente com o apoio do governo, com todas as partes competindo por um pedaço da indústria de vários bilhões de dólares”.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.