Embora Goryeo tenha sido fundada pelos militares, a sua autoridade estava em declínio. Em 1014, ocorreu um grande golpe de Estado, mas os efeitos da rebelião não durou muito tempo, fazendo somente generais descontentes com a atual supremacia dos oficiais civis.

Além disso, sob o reinado do Rei Ui Jong, os policiais militares foram proibidos de entrar no Conselho de Segurança, e até mesmo em momentos de emergência do Estado, eles não foram autorizados a assumir os comandos. Depois do caos político, Ui Jong começou se interessar por viagens para templos locais e em estudar sutra, enquanto ele estava quase sempre acompanhado por um grande grupo de oficiais civis. Os oficiais militares foram amplamente ignorados e foram ainda mobilizados para construir templos e lagoas.

Em 1170, um grupo de oficiais do exército liderado por Jeong Jung Bu, Yi Ui Bang e Yi Go lançou um golpe de Estado. O Rei Ui Jong foi para o exílio e Rei Myeong Jong colocado no trono. O poder efetivo, no entanto, estabeleceu juntamente com uma sucessão de generais que usaram uma unidade de guarda de elite conhecido como o Tobang para controlar o trono: o regime militar de Goryeo havia começado. Em 1179, o jovem general Gyeong Dae Seung ficou no poder e começou uma tentativa de restaurar o poder do monarca e purgar a corrupção do Estado.

No entanto, ele morreu em 1183 e foi sucedido por Yi Ui Min, que era considerado um escravo. mas sua crueldade e corrupção levou a outro golpe liderado pelo general Choe Chung Heon  que assassinou Yu Ui Min e garantiu seu poder em 1197. Para os próximos 61 anos, a família Choe governou como ditadores militares, mantendo os Reis como monarcas fantoches; Choe Chung Heon foi sucedido em transformar seu filho Choe U, seu neto Choe Hang e seu bisneto Choe Ui, em ditadores.

Quando ele assumiu o controle, Choe Chung Heon forçando a renúncia do Rei Myeong Jong que foi substituído pelo Rei Sin Jong. Diferente de outros líderes militares estava em atividade vigorosa para promover estudiosos e entre estes, nomeadamente o primeiro-ministro Yi Gyu Bo. Depois Sin Jong morreu e seu filho Hui Jong foi coroado, e em seus 6 anos de reinado ordenou a rebelião mas acabou derrotado. Em seguida, Go Jong assumiu o papel da família real. Embora Choe tenha estabelecido forças armadas privadas, uma série de invasões mongóis e kitanes despovoou grande parte do território coreano. Finalmente o general Choe foi assassinado por um vassalo, estabelecendo com isso, a restauração da monarquia na família real.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.