Tteok-guk (sopa de bolo de arroz) é a primeira refeição do dia na celebração de ano novo na esperança de longevidade e boa saúde Foto: Imagine Your Korea
Tteok-guk (sopa de bolo de arroz) é a primeira refeição do dia na celebração de ano novo, na esperança de longevidade e boa saúde Foto: Imagine Your Korea

O Seollal (Ano Novo Lunar) é um dos feriados nacionais mais importantes na Coreia. Mesmo que muitos coreanos celebrem também o Sinjeong (Ano Novo Solar) do calendário gregoriano/ocidental, uma esmagadora maioria comemora o Seollal, que normalmente tem a duração de três dias. Este ano, o Seollal cai em 8 de fevereiro do nosso calendário.

Mais do que apenas um feriado para marcar o início de um novo ano, o Seollal é mesmo uma data especial para o povo coreano. Não é só um momento para prestar respeito aos antepassados, mas também é uma oportunidade para interagir com toda família. Durante o Seollal, os coreanos costumam usar o hanbok (roupa tradicional), realizar ritos ancestrais, praticar jogos populares, comer alimentos tradicionais, ouvir histórias e ficar conversando até tarde da noite.

Preparação do Charye (esquerda)/Pessoas esperando em uma estação de trem prontos para visitar suas cidades natais (à direita). Fotos: Imagine Your Korea
Preparação do Charye (esquerda)/Pessoas esperando em uma estação de trem prontos para visitar suas cidades natais (à direita). Fotos: Imagine Your Korea

O Seollal exige muita preparação (este ritual ou o processo de preparação é chamado de ‘charye‘ em coreano) especialmente em termos de presentes, viagens, e obviamente a festa do feriado em si! Como existem muitas coisas para comprar para os ritos ancestrais e presentear a família, as lojas de departamento e os mercados estão geralmente muito cheios durante os dias que antecedem o Seollal.

Os alimentos para os ritos ancestrais são preparados com uma variedade de ervas aromáticas, carne, peixe e frutas, tudo escolhido com grande atenção com relação à qualidade, forma, cor e frescor. A diversidade e quantidade na preparação são enormes, e, em grande parte, o suficiente para alimentar e ser compartilhado até com pessoas que normalmente não comemoram o dia como um costume cultural.

Outra parte crucial da preparação para Seollal, especialmente para aqueles que vivem longe de sua terra natal, é a organização de viagens. Muitas pessoas vivem longe de suas famílias por causa do trabalho, casamento ou estudo, e, portanto, viajam para celebrar o Seollal com suas famílias. Então, há uma corrida louca para reservar ônibus, trens ou passagens de avião antes que acabem! Viajar de carro durante o feriado pode levar mais de duas a quatro vezes o tempo de viagem normal devido ao tráfego pesado. Por esta razão, relatórios em tempo real das condições de tráfego nas estradas durante o Seollal são transmitidos nas rádios e outros canais de mídia.

Os presentes ofertados no Seollal variam a cada ano, dependendo da situação econômica e as tendências atuias, mas os mais populares são os cartões-presente de lojas de departamento e dinheiro. Presentes populares para os pais incluem ginseng, mel, produtos de saúde e cadeiras de massagem. Outros presentes comuns incluem produtos de higiene pessoal, como xampu, sabonete, pasta de dentes, etc., e cestas de presentes/conjuntos compostos com peixe e outras iguarias e hangwa (doces e biscoitos tradicionais), frutos do mar frescos ou secos, Hanu (carne coreana), e frutas.

Ritual do Charye (esquerda)/Sebaetdon (saquinhos de dinheiro) que são dados como presente no Seollal (à direita). Foto: Imagine Your Korea
Ritual do Charye (esquerda)/Sebaetdon (saquinhos de dinheiro) que são dados como presente no Seollal (à direita). Foto: Imagine Your Korea

A manhã do do dia do Seollal começa com um rito ancestral. Os membros da família, vestidos em suas melhores roupas (tradicionalmente de hanbok, mas muitas vezes em traje formal ocidental, de hoje em dia), reúnem-se em frente à uma mesa especialmente posta para a ocisião, de acordo com as regras dos ritos ancestrais. O ritual começa com saudações aos espíritos ancestrais (na forma de reverências) e prossegue com oferendas e orações antes de terminar com a despedida aos espíritos. O ritual é realizado para expressar respeito e gratidão para com os ancestrais e para orar pelo bem-estar da família durante todo o ano. Embora muitos prefiram comemorar os dias excluindo o ritual do charye, ele ainda é considerado como uma parte imporatnte das tradições da cultura coreana.

Na sequencia, todos se reúnem e comem das comidas preparadas especilamente para o ritual. O prato principal do dia é Tteok-guk, uma sopa tradicional confeccionada com bolos de arroz, carne, ovos, legumes e outros ingredientes. Na Coreia, acredita-se que comer Tteok-guk no dia de ano novo acrescenta sempre mais um ano à sua vida. As pessoas muitas vezes perguntam uns aos outros: “Quantas porções de Tteok-guk você já comeu?”, como uma forma divertida de perguntar a idade de cada um.

Após a refeição, as gerações mais jovens da família prestam respeito aos mais velhos, fazendo reverências (o chamado sebae) e ofertam-lhes presentes. Os anciãos então, dão suas bênçãos e votos de um próspero ano novo. As crianças muitas vezes recebem um “sebaetdon” (saquinho de dinheiro) como presente de Seollal. No resto do dia, os membros da família brincam juntos com jogos populares tradicionais, comem e compartilham histórias.

O Yutnori é um jogo popular para jogar em Seollal. Foto: Imagine Your Korea
O Yutnori é um jogo popular para jogar no Seollal. Foto: Imagine Your Korea

O Seollal é uma oportunidade para toda a família se envolver em atividades divertidas juntos. A atividade mais comum é yutnori, um jogo de tabuleiro que envolve quatro varas de madeira. Este jogo é tão fácil de aprender que todos os membros da família, independentemente da idade, podem participar, jogando em equipe e fazendo apostas divertidas.

Além do yutnori, outros jogos tradicionais, como jegi-chagi (um jogo parecido com os de saquinhos de areia do Três Marias), Neol-twiggi (gangorra), tuho (dardos) e yeon-naligi (soltar pipas) são amplamente praticados em lugares como parques ou áreas abertas em palácios e santuários. Por fim, as famílias terminam o dia, indo ver um filme ou especiais de Seollal na TV.

Porque é que 2016 é o Ano do Macaco Vermelho?
Cada ano é representado por um dos 12 signos do zodíaco, que assumem a forma de divindades animais ou os doze guardiões, conhecidos coletivamente como Sibijisin, que literalmente significa “doze (Sibi) deuses da terra (jisin)”.

Os signos mudam a cada novo ano, em um ciclo de 12 anos. As vezes por brincadeira, muitas pessoas, especialmente os idosos, analisam a relação entre o seu signo do zodíaco, o ano de nascimento e signo do ano novo para saber a sua sorte!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.