O Koreapost continua com a série de reportagens sobre os grupos finalistas do KDT. No Especial Vida de Cover vocês irão conhecer um pouco mais destes grupos que nos surpreendem e emocionam a cada evento. Hoje conheceremos o grupo Standout.

A ideia de formar o grupo foi através de um show de talentos da escola de uma das integrantes, em 2009, que juntou um grupo de amigas. Ao descobrir que era uma atividade divertida, o grupo foi continuando as atividades de cover de kpop.

Estas amigas são:

Natalia, de 20 anos, que faz faculdade Pedagogia porque quer ser professora para poder ajudar pelo menos um pouco o futuro do nosso país através das crianças. Ela escolheu esta profissão pelo amor que sente por crianças e sempre querer o bem das mesmas.

Ana, de 19 anos, que faz faculdade de Enfermagem e sonha em trabalhar em um local no qual possa executar seu trabalho ajudando as pessoas de todas as maneiras que estejam ao seu alcance.

Nina, de 26 anos, que faz faculdade de Ciências Contábeis e aspira trabalhar na Controladoria de empresas.

Stephanie, de 26 anos, que é formada em Design Digital e futuramente deseja trabalhar em uma empresa da área para sempre crescer profissionalmente.

E a Vanessa Soares, de 20 anos, que já trabalha como Auxiliar Administrativa e apesar da rotina agitada de trabalho, sempre encontra uma forma de se divertir. Para ela, o cover é isso, a oportunidade de conhecer pessoas novas, estar com os seus amigos e ter novas experiências. Suas aspirações são poder ter orgulho de suas decisões, sejam boas ou ruins – olhar pra trás e ter certeza que está no lugar certo, sendo feliz e com as pessoas que a apoiam e a amam ao seu lado.

O Standout e o Warzone.
O Standout e o Warzone.

Para conciliar a vida normal (estudo, trabalho) com a vida de cover elas reservam o sábado apenas para o cover. E quando estão próximas de concursos estendem para outros dias em que todas podem ensaiar, normalmente domingos, feriados, etc. As famílias às apoiam muito, principalmente as mães, que comparecem nos concursos que participam para torcer pelo grupo.

Todo semestre o grupo tem uma reunião principal no qual decidem as músicas que querem dançar, sendo escolhidas por votação, sempre pensando em qual concurso ou evento irão se apresentar. Com relação aos figurinos muitas vezes mandam fazer através de costureiras, mostrando imagens dos figurinos originais. Quando não mandam fazer o figurino, compram peças iguais ou semelhantes para manter um padrão.

As meninas não tem um grupo principal no qual se inspiram. Elas focam mais no estilo da coreografia e se a mesma combina com o grupo. Mas também tem os momentos em que gostam de estilos novos, como por exemplo, na seletiva do KDT VII quando foram com a primeira coreografia masculina.

A maior dificuldade enfrentada por elas no momento é mais espaço para o ensaiar. Elas ensaiam no Centro Cultural e com o aumento de grupos covers, tem algumas dificuldades em achar um espaço. Mas isso tem mais lados positivos do que negativos, pois saber que sempre tem pessoas novas e grupos novos chegando nesse meio, significa que o kpop está fazendo muito sucesso no Brasil e sempre fazem novas amizades.

Na opinião do grupo, os concursos no Brasil estão cada vez melhores, e quanto mais criativos eles são, mais elas ficam animadas para participar. Uma das melhorias pode ser um espaço reservado para os familiares, pois eles querem ver seus filhos, mas tem uma energia diferente dos fãs de kpop e dos jovens. Separando esses dois nichos ficaria mais agradável para ambas as partes.

003

A maior realização do grupo até momento é a harmonia e a forte amizade que o grupo criou no decorrer dos anos. Elas gostam muito quando ganham uma premiação ou elogios, pois é um combustível para sempre melhorar, mas o laço de amizade foi a sua maior conquista.

Seus planos para o futuro são conseguir participar de concursos de fora e fazer novas amizades, e sempre evoluir nos quesitos de dança.

Texto provido pelo grupo, mediante algumas perguntas enviadas pelo Koreapost.

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.