Imagem mostra personagens da série original Netflix "Hellbound" Imagem: Festival Internacional de Cinema de Busan

O Festival Internacional de Cinema de Busan (BIFF), um dos maiores festivais de cinema da Ásia, disse em agosto que neste ano o evento contará com a seção inédita “On Screen”, dedicada à exibição de novas séries dramáticas que serão lançadas em plataformas de streaming, como a Netflix. A 26ª edição do festival está prevista para acontecer do dia 6 ao dia 15 de outubro, na cidade portuária de Busan, no sul da Coreia.

“A seção tem por objetivo refletir com precisão o atual cenário do mercado, que está se expandindo de diversos sentidos, ao mesmo tempo que abraça o valor e o fluxo expandido do cinema”, divulgou o festival.

Alguns festivais de cinema famosos, como o Festival Internacional de Cinema de Veneza e de Toronto também estão realizando programações semelhantes com as séries de TV ou filmes que são produzidos por plataformas de streaming.

Três séries dramáticas — “Hellbound” e “My Name”, da Netflix, e “Forbidden”, série original da HBO asiática — foram convidadas para a inauguração da seção “On Screen”, presente neste ano.

“Hellbound”, dirigito por Yeon Sang-ho, de “Train to Busan” (2016), é baseado em um webtoon homônimo, que traz a história de um mundo no qual pessoas são arrastadas para o inferno por criaturas sobrenaturais.

Estrelando Yoo An-in e Park Jung-min, o thriller fantástico contará com seis episódios e terá sua premiere na ásia pelo BIFF, após suas primeira exibição mundial no Festival Internacional de Cinema de Toronto, entre os dias 10 a 18 de setembro.

Plataformas De Streaming Ganham Espaço No Festival Internacional De Cinema De Busan
Cenas das produções “my name” e “forbidden”
imagem: festival internacional de cinema de busan

“My Name” é o mais recente trabalho do direitor Kim Jin-min, após seu drama teen criminal, “Extracurricular” (2020), da Netflix. A produção narra a história de uma mulher que se infiltra na polícia para revelar os segredos por trás da morte de seu pai, enquanto busca por vingança.

Já o filme de terror “Forbidden”, é co-dirigido pelo diretor coreano-americano Josh Kim e pelo diretor tailandês Anucha Boonyawatana, que venceu o Prêmio Kim Jiseok no BIFF 2017. O filme conta a história de quatro amigos que viajam de Bangkok até um vilarejo montanhoso, para o funeral do pai de um deles.

O BIFF tem sido receptivo com lançamentos de fora dos cinemas nos últimos anos. O festival convidou diversos filmes originais Netflix para suas seções não competitivas, como “The King”, de David Michod”, e “História de um Casamento”, de Noah Baumbach, em 2019.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.