Num dia comum, um vendedor qualquer de carros fica preso sozinho em seu carro, dentro de um túnel que acaba de desmoronar, quando está voltando para casa. Tudo o que ele tem é um celular, duas garrafas de água e um bolo de aniversário para sua filha. Conforme seus recursos para livrar-se daquela situação vão diminuindo, mais o público parece indiferente ao seu sofrimento.

Este é o enredo do próximo filme catástrofe coreano, entitulado “Tunnel“, e estrelado por Ha Jung-Woo, Bae Doona e Oh Dal-Su.

Ha Jung-Woo, que interpreta o personagem principal Lee Jung-Su, disse que o roteiro do filme, que mostra a importância da vida humana, o intrigou.

À partir da esquerda: Oh Dal-Su, Bae Doona, Kim Seong-Hun e Ha Jung-Woo posam para uma foto durante uma conferência para promover o filme “Tunnel” no Teatro de Seul, no dia 7 de Julho de 2016. O drama está previsto para estrear em cinemas locais em Agosto. Foto: Yonhap.
À partir da esquerda: Oh Dal-Su, Bae Doona, Kim Seong-Hun e Ha Jung-Woo posam para uma foto durante uma conferência para promover o filme “Tunnel” no Teatro de Seul, no dia 7 de Julho de 2016. O drama está previsto para estrear em cinemas locais em Agosto. Foto: Yonhap.

Há uma ironia nessa história: fora do túnel, toda a nação se esforça para salvar o homem, mas lá dentro ele rapidamente aceita a realidade e se adapta a isso. Por vezes, encontra a felicidade nas pequenas coisas. Achei o cenário impressionante“, disse ele durante uma conferência de imprensa para promover o filme em um cinema no sul de Seul.

Baseado em um romance homônimo do autor So Jae-Won, o filme foi dirigido por Kim Seong-Hun, que foi convidado para a semana dos diretores do 67º Festival de Cannes por “The Hard Day” (2013).

Ha Jung-Woo descreveu Jung-Su como um homem cheio de curiosidade e espírito positivo. “Ele se esforça para se adaptar à situação e sobreviver através de qualquer meio possível. Ele é pessoa comum, como um vizinho que mora ao lado.

Mesmo para o ator veterano que apareceu em muitos filmes coreanos, tais como “The Chaser“, “Nameless Gangster: Rules of the Time“, “Assassination” e “The Handmaiden“, passar a maior parte das filmagens ao longo de dois meses dentro da estrutura que reconstituía a de um túnel desmoronado, foi um grande desafio. “Foi uma luta contra a poeira. Eu tive que inalar poeira inúmeras vezes dentro do cenário estreito e escuro“.

Imagem do filme "Tunnel". Foto: Yonhap.
Imagem do filme “Tunnel”. Foto: Yonhap.

Ha Jung-Woo, brincando, disse que ele realmente odiava o diretor do filme e a equipe, naquela época, porque eles usavam máscaras de duas a três camadas, enquanto ele era a única pessoa lá que não usava máscara  era obrigado à inalar a poeira.

Bae Doona desempenha o papel da esposa Se-Hyeon Lee, que nunca perde a esperança de ver o marido vivo.

Há um tipo de medo que eu sinto sempre que eu passo em um túnel. Trata-se de um incidente que pode acontecer a qualquer um“, disse a atriz mais conhecida dos espectadores ocidentais pelo filme japonês “Air Doll” (2009) e os filmes de ficção científica de Hollywood “Cloud Atlas” (2012), “Jupiter Ascending” (2014) e o seriado da Netflix, Sense 8.

Ela escolheu “Tunnel” para ser seu primeiro trabalho coreano em dois anos, porque não era um filme-catástrofe típico, que geralmente tem um herói ou dois salvando outros personagens durante uma crise. “A história contrastando situações dentro e fora do túnel, é interessante“, disse ela.

Imagem do filme "Tunnel". Foto: Yonhap.
Imagem do filme “Tunnel”. Foto: Yonhap.

Bae Doona disse que “não chorar nunca” era o lema principal de sua personagem. “Eu tentava imaginar o quão difícil seria para um homem ficar preso dentro de um túnel. Eu pensei que a esposa provavelmente faria de tudo para não demonstrar fraqueza para um homem que estava ficando sem água, sem bateria no celular e exposto ao frio“.

Ela não usou maquiagem para parecer exausta. “Eu me esforcei para parecer cansada mesmo que a maquiagem pudesse tornar isso possível. Mas eu geralmente não gosto de usar maquiagem nem nos outros filmes“.

Os atores não tiveram muita chance de conhecer uns aos outros no set, porque eles foram separados fisicamente dentro e fora do túnel. Mas eles tentaram colocar a real emoção, trocando telefonemas quando a cena envolvia conversas telefônicas de um com o outro.

Foi Ha Jung-Woo quem propôs isso primeiro. Recebia seus telefonemas confortavelmente deitado na cama, em casa“, disse rindo Oh Dal Su, que atuou como o chefe da equipe de resgate. “Já que eu era invisível, não importava se eu estava deitado na minha cama ou no meu banheiro. Tentei ajudar”.

Bae Doona disse que ela recebeu ligações de Ha Jung-Woo até durante sua estadia em Berlim enquanto filmava “Sense 8“, uma série original da Netflix. “Eu estava em movimento num daqueles momentos. O motorista ficou surpreso porque eu abruptamente gritei e reclamei no telefone“.

Da mesma forma, ela ligou para Ha Jung-Woo quando foi sua vez de trabalhar sozinha no set. “Eu precisava muito de sua voz para mergulhar na atuação“, lembrou Doona.

Tunnel” está previsto para estrear nos cinemas locais em Agosto.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.