De “Avatar” de James Cameron à “Ready Player One”, os personagens mercenários fizeram aparições freqüentes em blockbusters de Hollywood. Mas raramente se tornam objeto de um filme coreano.

O próximo thriller de ação “Take Point”, dirigido por Kim Byung-woo, apresenta um grupo de mercenários que opera dentro de uma corporação militar internacional, trabalhando em um enorme projeto com ramificações potencialmente catastróficas.

“Quando pensamos em ação de combate, muitas vezes pensamos em soldados. Eu queria uma nova direção para os personagens e incidentes, e é por isso que pensei em mercenários ou PMCs (empresas militares privadas)”, disse Kim, referindo-se ao título original do filme,“PMC: The Bunker”.

 

Foto: Asian Movie Pulse

Como o título original sugere, a guerra no filme não tem nada a ver com nacionalidade ou honra – é estritamente profissional.

“Combinar as forças armadas com o capitalismo pode criar um filme divertido”, disse Kim.

O filme começa com Ha Jung-woo como Ahab, um homem que sofre de um trauma grave. Ele é um imigrante ilegal nos Estados Unidos que foi desonrosamente dispensado das forças armadas coreanas.

“Ele tem muitas cicatrizes do passado (e está) traumatizado pelo que aconteceu nas forças armadas. Ele acredita que sobreviver no bunker permitirá que ele supere seu trauma passado”, disse Ha.

O fato de que a maioria dos 12 membros da equipe de Ahab são imigrantes ilegais cria um vínculo que torna o grupo ainda mais próximo, acrescentou Ha.

Trabalhando com Kim pela primeira vez desde o premiado “The Terror Live” do diretor, Ha disse que a nova ideia por trás do filme o motivou a participar.

Lee Sun-kyun, famoso por sua voz grave e pela profundidade de suas caracterizações, interpreta um médico norte-coreano de elite. “Ele é uma pessoa completa com uma vontade forte. Ele terá um impacto profundo na operação militar privada”, disse ele sobre seu personagem, Yoon Ji-eui.

Outro elemento incomum do filme são as sequências de ação em primeira pessoa, que são relativamente novas para o cinema coreano.

“O foco do filme está em Ahab, e foi importante para nós deixarmos o público experimentar a mesma coisa (que Ahab faz)”, disse Kim.

Apesar dos aspectos técnicos, o diretor disse que espera que o público se concentre mais na narrativa entre os dois personagens principais. “À medida que as lutas internas de Ahab se intensificam, Yoon contesta um pouco disso. Tentei me concentrar mais na história dos dois.”

O ator veterano norte-americano Jennifer Ehle também fará uma aparição no filme.

“Take Point” estreia nos cinemas coreanos em 26 de dezembro.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.