Em novembro de 2018, o famoso coreógrafo japonês Rikimaru, que tem no currículo trabalhos para idols como BoA e Shinee, veio ao Brasil para uma série de workshops e nos dias 10 e 11, esteve na cidade de São Paulo, para ensinar três de suas populares coreografias feitas com o funk brasileiro, além de um fanmeeting para aqueles que não quiseram se arriscar na dança!

Os workshops em São Paulo foram realizados pela Storyvent, que antes já trouxe o também famoso coreógrafo Jay Kim, e tivemos a oportunidade de participar da coletiva de imprensa que encerrou as atividades do Rikimaru na capital paulista.

 

Rikimaru começou a fazer muito sucesso com o público brasileiro ao começar a coreografar em cima de músicas famosas do funk brasileiro e esse foi um dos temas mais discutidos durante a coletiva.

Além disso, Rikimaru também deu uma dica para quem gostaria de se tornar um dançarino profissional; muito estudo sobre diversos estilos de dança. O coreógrafo frisou que o conhecimento sobre ballet clássico é essencial!

O coreógrafo contou sobre como conheceu a música brasileira, da simplicidade do ritmo do funk e sobre procurar saber a tradução das músicas que estão em idiomas que não conhece. Porém, quem acompanha o Rikimaru nas redes sociais, sabe que ele tem um bom conhecimento do português, para a alegria dos fãs brasileiros!

O Koreapost teve a oportunidade de fazer três perguntas e traduzimos a entrevista, feita em inglês, para vocês! Confira abaixo!

KP: Você esperava uma reação tão grande dos brasileiros quando começou a criar coreografias para o funk?
R: Na verdade eu não esperava que os brasileiros fossem amar minha coreografia. Eu fiz as coreografias com músicas brasileiras porque elas são realmente simples, sempre repetem as mesmas palavras e ficam na cabeça. Eu só sigo a batida e faço o que quero. 

KP: Você procura saber o significado das letras enquanto cria as coreografias?
R: Sim, eu sempre procuro no Google (risos). 

KP: Com quem você gostaria de trabalhar no futuro?
R: MC Kevinho (risos). Ele é diferente, tem voz e estilos diferentes e tem swag. 

Gostaríamos de agradecer mais uma vez a Storyvent pela oportunidade e fiquem ligados na página do Koreapost no Facebook para mais fotos e o vídeo da entrevista!


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



1 COMENTÁRIO

  1. Amo as coreografias do Rikimaru. Mesmo não sendo fão de funk, ele manda muito bem e consegue nos fazer escutar essas batidas e acompanhar com queixo caído todos seus movimentos. Muito amor por esse moço por que ele merece. haha

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.