O Korean Music Awards (KMA) anunciou os nomeados para o 16º KMA. Nada surpreendente, BTS domina, com sete indicações em cinco categorias. Mas aos seus calcanhares, vem o grupo indie Say Sue Me, de Busan, com cinco indicações em cinco categorias. Os dois se enfrentam em três categorias – Álbum do Ano, Canção do Ano e Artista do Ano.

Foto: Billboard, BTS
Foto: Ramsgate Music Hall, Say Sue Me

Os dois grupos musicais não poderiam estar mais distantes um do outro, mas ambos estão estabelecendo novos patamares na divulgação da música coreana globalmente.

BTS tem pouco para se preocupar e nada mais para provar. O grupo já ganhou o prêmio de Melhor Artista Social no Billboard Music Awards em 2017 e 2018, recebendo elogios do Presidente Moon Jae In, e foi vencedor na categoria Músicos do Ano no Korean Music Awards em 2018.

 

Foto: Hollywood Reporter, BTS discurso no Billboard Music Awards 2018

“O envolvimento pessoal do BTS em sua música, em um aspecto mais acessível, desempenha um papel importante na contribuição para o sucesso deles”, disse Hope Nadezhda, diretora da Hallyu Magazine. “O BTS pode realmente ser um ótimo exemplo para os outros na indústria do K-pop analisarem e experimentarem audiências globais, não terem medo de expandirem para lugares que outros não tentaram. Não existe um padrão global para o K-pop, você mesmo define o padrão, e é exatamente isso o que BTS fez”.

“Eles parecem estar inspirando as gerações mais jovens a se sentirem confortáveis em quem são e a serem felizes consigo mesmos”, disse Philip Brett, fundador da Angle Magazine, que cobre música e cultura no sul da Coreia. “Se isso leva os fãs a explorarem mais a sua própria criatividade, ótimo. O sucesso deles aumentará o poder do selo K-pop e, como resultado, aumentará o interesse pela música coreana em geral, tanto do público global quanto da indústria musical”.

O grupo de sete integrantes progrediu onde outras boy bands anteriores falharam. Os fãs do mundo todo responderam à sua autenticidade tanto nas mídias sociais quanto em suas músicas. De certa forma, por causa disso, eles compartilham um terreno comum com bandas indie, também conhecidas por sua acessibilidade e experiência real, comparadas à típicos grupos idol.

“O BTS, as bandas indie e, digamos, o hip-hop de rua e muitos músicos ocidentais em todo o espectro buscam, em geral, transmitir uma sensação de autenticidade”, disse Stephen Epstein, diretor de Línguas e Culturas Asiáticas da Universidade Victoria de Wellington, na Nova Zelândia e co-produtor de dois documentários sobre música indie coreana.

“O BTS faz um ótimo trabalho ao se conectar com sua base de fãs e tentar manter tudo o mais real possível. Suas letras abordam problemas como na música IDOL, que tem letras que definitivamente ressoam como várias bandas punk coreanas. Quero dizer, estruturalmente não é tão diferente das letras de Rux: “Eu sou quem eu sou, e vou ficar assim até o fim, e se você não gostar ou quiser me desanimar, bem, você pode simplesmente se f***”Confira abaixo a música IDOL do BTS, que está nas categorias Melhor Canção do Ano e Melhor Canção Pop:

Say Sue Me está o mais longe possível do BTS, tanto estilisticamente quanto geograficamente – o quarteto está localizado em Busan, longe do epicentro da cena musical coreana e sua música é discordante, um rock indie com ressonância.

“Eles podem muito bem ser minha banda coreana favorita”, disse Epstein sobre Say Sue Me. “Enquanto suas influências são óbvias, também são bem impecáveis – mais notavelmente Yo La Tengo, mas com claras referências de Velvet Underground e Pavement, entre outras, consegue misturar as coisas de uma forma que soam originais. Eu também gosto do jeito eles trazem uma sensação muito forte do lugar local – Busan – à sua música “.

Foto: Bandcamp Daily, Say Sue Me

Eles assinaram contrato com a gravadora indie do Reino Unido, Damnably, e se apresentaram no prestigiado festival South by Southwest (SXSW) de Austin no ano passado e voltarão novamente este ano. Eles também fizeram uma tour pela Europa no ano passado e estão retornando ao Reino Unido novamente este ano.

Confira a música intimista do Say Sue Me:

“O otimista em mim gostaria de pensar que eles foram indicados por causa de seu trabalho duro, ótima composição, show ao vivo maravilhoso e persistência em tempos difíceis”, disse Brett. “Por outro lado, há uma linha cínica de pensamento de que as produções coreanas que não se encaixam na categorização padrão ou nas tendências atuais da música em Hongdae precisam ter sucesso no exterior antes de serem apreciados em casa”.

Esse confronto improvável entre a BTS e o Say Sue Me se tornou possível nos KMAs, a principal cerimônia de premiação da Coreia que considera o mérito em relação às vendas. Os vencedores são determinados por um painel de críticos de música e especialistas do setor, estreitando o campo entre os grandes negócios K-pop e outros gêneros, como indie, metal, folk e jazz.

“É ótimo que tantas produções independentes possam ser nomeadas ao lado de grupos pop com enorme popularidade em todo o mundo pelos mesmos prêmios”, disse Brett. “Prêmios na América ou em outros países ocidentais raramente incluem produções que o público em geral não tenha ouvido falar. Se ele atrair mais atenção ou fãs que pagam para produções independentes, isso só pode ser uma coisa boa”.

Todos os três entrevistados concordam que o BTS provavelmente irá varrer os prêmios.
“Eu acho que BTS pode aproveitar os prêmios agora, eles os mereceu”, disse Brett.

“Mesmo assim, vimos como grupos de K-pop circulam e são substituídos por versões mais recentes, enquanto a abordagem de Say Sue Me potencialmente lhes trouxe longevidade. Quando se trata de prêmios, são bons, mas ganhar a vida da sua música é a melhor coisa para músicos “.

Sua observação parece referir-se ao discurso de aceitação de Lee Lang no KMA em 2017, no qual ela disse que teria que vender seu troféu por renda.

BTS é o único ídolo do K-pop indicado para Canção do Ano e Artista do Ano.

Outros notáveis nomeados incluem Jang Pil Soon, de 55 anos, indicado em quatro categorias, e a banda vintage de rock-indie Kiha and the Faces, o nominado KMA Músico do Ano de 2012, vencedor de sete KMAs anteriores, que foi anunciado pela última vez em outubro que o grupo se desintegraria depois de lançar seu quinto álbum completo. Esse ano o prêmio Lifetime Achievement Award foi concedido a Yang Hee-eun, de 66 anos.

Os únicos outros dois grupos K-pop nomeados são BoA e Red Velvet.

Foto: Pinterest, BoA
Foto: pousta.com, Red Velvet

“Na verdade, parece estranho que outros artistas de grande nome sejam excluídos”, disse Nadezhda. “Se o julgamento é mais focado nas contribuições pessoais do grupo para fazer as músicas e conteúdo criativo, então eu sinto que grupos menos populares de K-pop, os underdogs, por assim dizer, estão sendo despercebidos e excluídos da categoria pop onde o BTS é colocado”.

“Seria mais correto nomear grupos ídolos menos populares, é uma batalha muito mais igualitária e justa entre os artistas indie e os pequenos grupos de K-pop, que colocam muito esforço e trabalho pessoal em cada música que eles produzem. Ou talvez criar uma categoria separada para os melhores artistas do K-pop, já que esses caras também são talentosos, mas em um nível diferente”.

A cerimônia de premiação acontecerá no dia 26 de fevereiro no Teatro Guro Arts Valley.

Confira a lista de nomeados do 16° Korean Music Awards 2019 no site oficial do Billboard.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.