Filmes coreanos atraíram a atenção dos espectadores no Festival de Cinema de Sydney (Sydney Film Festival – SFF), que foi até dia 19 de Junho, e ofereceu um programa especial intitulado “Coreia no Limite: Divisões Sociais no Cinema Coreano“.

Cinco filmes coreanos dirigidos por cineastas independentes foram exibidos na programação do dia 15 de Junho, apoiada pelo governo Australiano através da Fundação Austrália-Coreia do Departamento de Relações Exteriores e Comércio.

Poster De &Quot;Alice In Earnestland&Quot; E Poster De &Quot;Non Fiction Diary&Quot;. Foto: Korea Times.
Poster de “alice in earnestland” e poster de “non fiction diary”. Foto: korea times.

Os cinco filmes são “Alice in Earnestland“, dirigido por Ahn Gooc-Jin, “Non Fiction Diary” por Jung Yoon-Suk, “A Fish” por Park Hong-Min, “Stateless Thing” por Kim Kyung-Mook, e “Love and…“, de Zhang Lu.

O programador e curador convidado, Tony Rayns, disse que os cinco foram selecionados por suas estórias que exploram escândalos políticos, injustiças sociais, desvios sexuais e tradições reexaminadas.

O cinema coreano permanece em muitos aspectos o mais vivo no Leste da Ásia, mas atualmente tem ido um pouco além do tradicional“, disse Rayns. “Esses filmes nervosos e combativos, feitos por destemidos cineastas independentes, não tem o papel de encobrir as divisões na sociedade coreana, mas expandi-las para todas as divisões sociais.”

Poster De &Quot;A Fish&Quot; E Poster De &Quot;Love And...&Quot;. Foto: Korea Times.
Poster de “a fish” e poster de “love and…”. Foto: korea times.

A sátira política “Alice in Earnestland“, que ganhou o prêmio de Melhor Longa-metragem Coreano no Festival Internacional de Filmes de Jeonju no ano passado, é sobre uma mulher endividada lutando para pagar as despesas dos cuidados com seu marido em estado vegetativo.

O filme em estilo documentário do diretor JungNon Fiction Diary” examina a liberdade e o controle social na década de 1990, capturando vários casos desse período, incluindo os assassinatos em série notórios, cometidos pela quadrilha Jijon em 1994, o colapso da Ponte Sungsoo em 1994 e o colapso da loja de departamentos Sampoong em 1995.

O filme em 3D “A Fish” retrata um homem a procura de sua esposa, que se torna um xamã, enquanto o filme do diretor sino-coreano ZhangLove and…” é um filme que abrange as varias percepções e definições de amor.

Stateless Thing“, convidado ao Festival de Filmes de Veneza em 2011, mostra um desertor norte-coreano encontrando um criminoso sexual.

Poster De &Quot;Stateless Thing&Quot;. Foto: Korea Times.
Poster de “stateless thing”. Foto: korea times.

O festival apresentou 244 filmes de 60 países, e teve sua abertura com o filme “Gold Stone” do diretor australiano, Ivan Sen.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.