Cartaz para o 10º Festival Internacional de Escritores de Seul Imagem: SIWF

A pandemia persistente trouxe incertezas sobre como dialogar com os outros, mas a comunicação entre escritores e leitores continuará no 10º Festival Internacional de Escritores de Seul, marcado para acontecer de 8 a 24 de outubro.

Um total de 33 escritores — sendo 16 escritores coreanos — e outros representando 16 países diferentes, se juntarão ao festival deste ano para partilhar os suas opiniões sobre o papel e os deveres que a literatura irá servir na era pós-pandêmica, sob o tema geral “Despertar”.

Ao contrário do evento do ano passado, o qual teve de ser realizado exclusivamente online, o festival deste ano deverá acontecer parcialmente de forma presencial, no local do evento, anunciou o Instituto de Tradução da Literatura da Coreia.

O festival, patrocinado pelo Ministério da Cultura, é organizado conjuntamente pelo LTI Korea, Fundação de Seul para Artes e Cultura, Fundação Seul Design e Corporação do Aeroporto Internacional de Incheon. O Sistema de Radiodifusão Educativa apoiou a produção global do conteúdo do festival.

Festival em Seul destaca importância da literatura na era pós-pandêmica
Cena de um filme do diretor Goong Yu-jeong, baseado no conto do escritor Kim Kyung-uk, “Big Brother”
Imagem: SIWF

Ao longo dos 17 dias, serão realizadas exibições especiais de filmes, uma sessão de rádio chamada “sótão dos escritores”, uma série de sessões de leituramultilingue‘, além de discussões e debates com escritores, críticos e leitores do círculo literário. Uma vasta gama de tópicos tais como ambiente, gênero, ficção de gênero, ficção científica e literatura juvenil será coberta.

Para assinalar o dia de abertura do festival, a romancista Han Kang, que ganhou o Prêmio Internacional Man Booker em 2016 por “The Vegetarian”, falará com Mariana Enriquez, uma romancista e jornalista argentina cujo trabalho duro lançou luz sobre o feminismo latino-americano.

Quanto à sessão de encerramento do evento, Choi Yoon, autora de “Skinship” — uma coleção de contos sobre a dinâmica e as lutas das famílias coreanas americanas —, terá a companhia de David Grossman, um escritor israelita que recebeu o Prêmio Internacional Man Booker em 2017 e teve as suas obras traduzidas em 30 idiomas diferentes.

Festival em Seul destaca importância da literatura na era pós-pandêmica
Escritora Hang Kang e seu livro “A Vegetariana”
Imagem: Leon NEAL/AFP

Além disso, escritores influentes na cena literária mundial, tais como Ken Liu, um autor americano de ficção científica e fantasia, vencedor do Prêmio Hugo; Yun Ko-eun, vencedor do Prêmio Adaga 2021; e Max Porter, escritor, bookseller e editor inglês, também participarão no festival.

Em comemoração do 10º ano do festival, os organizadores produziram quatro curtas-metragens baseados em obras de escritores nacionais. Os filmes serão exibidos na Dongdaemun Design Plaza, de 9 a 10 de outubro.

O Festival Internacional de Escritores de Seul, criado em 2006, foi um festival bianual até se expandir para um evento anual no ano passado.

Para saber a programação do festival, incluindo as projeções dos curtas-metragens, bem como formas de participar, entre no site oficial: www.siwf.or.kr.

Festival em Seul destaca importância da literatura na era pós-pandêmica
Cartaz para o 10º Festival Internacional de Escritores de Seul. Imagem: SIWF

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

um × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.