Capa do livro "Land of Squid Game" de Min Byoung-chul e publicado por BCM Publishing Company.

Para o público global, 2021 pode ter sido o ano de descoberta da Coreia do Sul. Do megahit “Squid Game” da Netflix ao poderoso grupo BTS, os produtos culturais coreanos expandiram seu alcance em todo o mundo.

O novo livro de Min Byoung-chul, “Land of Squid Game”, our “Terra do Squid Game”, chega neste momento oportuno em que parece estar crescendo a curiosidade genuína sobre a Coreia do Sul, um país até pouco tempo atrás apenas mencionado na seção de notícias mundiais devido às questões com a Coreia do Norte.

Livro explica costumes coreanos, como os jogos de Squid Game

Professor da Universidade Chung-Ang, em Seul, amplamente conhecido por sua educação prática em inglês, Min já escreveu livros no passado com o objetivo de unir a Coreia e o mundo, buscando apresentar seu país de origem aos estrangeiros e vice-versa. O livro em questão é uma continuação desses esforços.

“A cultura coreana é diversa e dinâmica, ainda que dando importância a costumes orientados para a família, como respeito pelos idosos e diferentes honoríficos para cada situação social”, escreve ele no último livro.

“Land of Squid Game”, como o título sugere, empresta alguns elementos do drama de sucesso da Netflix.

A primeira das três seções do livro é dedicada aos jogos tradicionais coreanos e atributos culturais relacionados, como “gganbu”, o jogo de luz vermelha e verde, como mostrado em “Squid Game”, bem como outros jogos que muitos coreanos cresceram jogando como como briga de galinha e empilhamento, ou malddukbakgi.

O tópico então passa para a cultura cotidiana na segunda seção, onde o autor tenta dar um contexto cultural ao motivo pelo qual os coreanos fazem certas coisas, como comer sopa de algas marinhas em aniversários ou perguntar a idade de uma pessoa antes de iniciar uma conversa.

Sobre por que rolos de papel higiênico ou sabão em pó são os presentes de festa de inauguração mais comuns na Coreia, sua explicação diz: “O significado por trás de dar papel higiênico é que o doador deseja ao destinatário sucesso contínuo e boa saúde, que tudo desenrole tão facilmente quanto o rolo de papel. (…) Já o significado por trás de dar detergente é que as bolhas simbolizam prosperidade, riqueza e estabilidade.”

A última seção tem um tom mais leve, cobrindo “fatos interessantes, porém bem-humorados, sobre a K-land”.

Os fatos incluem por que alguns edifícios coreanos não têm o quarto andar, por que os coreanos não escrevem seus nomes em vermelho e por que algumas mulheres coreanas chamam seus parceiros de “oppa”.

“Land of Squid Game” pode ser um bom livro didático para quem está aprendendo coreano ou inglês, pois está escrito nos dois idiomas, acompanhado de ilustrações simples, mas úteis.

Ele também contém ddakji destacável que os leitores podem usar para jogar o jogo ddakji flip, conforme mostrado em “Squid Game”.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.