"Kim Jiyoung, Born 1982" do romancista Cho Nam-joo foi traduzido para 10 idiomas. Foto: Instituto de Tradução de Literatura da Coreia

O romance “Kim Jiyoung, nascida em 1982“, de Cho Nam-joo, é a obra literária coreana mais vendida no exterior nos últimos cinco anos.

O Instituto de Tradução de Literatura da Coreia  divulgou em 18 de janeiro,  dados de vendas no exterior de 492 desses trabalhos publicados em 30 idiomas, de 658 em 37 idiomas, de 2016 a 2020 que foram comercializados com o apoio do instituto.

Mais de 300.000 cópias de “Kim Jiyoung” foram vendidas em 10 idiomas em regiões como China, Vietnã e Espanha. Um best-seller constante no Japão, onde vendeu mais de 200.000 cópias desde sua estréia em 2018, o romance descreve a discriminação de gênero enfrentada pela protagonista feminina do título.

Mais obras literárias coreanas cativam leitores no exterior
Foto: Amazon

Outros romances coreanos que tiveram altos números de vendas no exterior foram “The Vegetarian” de Han Kang, “Almond” de Sohn Won-Pyung e “The Good Son” de Jeong Yu-jeong.

Mais obras literárias coreanas cativam leitores no exterior
Foto: Glamour

The Vegetarian” vendeu mais de 160.000 cópias em 13 idiomas. “Almond“, que ganhou o Japanese Booksellers’ Awards de melhor romance traduzido, vendeu mais de 90.000 exemplares no Japão, e “The Good Son” vendeu mais de 20.000 exemplares no Brasil.

Mais obras literárias coreanas cativam leitores no exterior

Diary of a Murderer” de Kim Young-Ha, teve sua quinta impressão na Alemanha um ano após seu lançamento,  e já vendeu mais de 10.000 cópias lá.

Mais obras literárias coreanas cativam leitores no exterior
Foto: Amazon

Dezesseis obras literárias coreanas desde seu lançamento no exterior em 2020 venderam mais de 5.000 cópias por ano. Por idioma, eles foram distribuídos uniformemente entre inglês, alemão, francês e chinês.

A popularidade do gênero literário difere em cada região linguística. Mistérios e thrillers eram populares na França, enquanto a Alemanha preferia ensaios de cura. Os romances gráficos, considerados o meio termo entre quadrinhos e romances, foram bem recebidos nas regiões de língua inglesa.

O Instituto de Tradução disse: “A literatura coreana se estabeleceu firmemente ao provar sua competitividade independente nos mercados literários e de publicação globais“, acrescentando: “Agora podemos dizer que a literatura coreana está na entrada do ‘Hallyu literário‘”.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.