Os personagens do romance de estreia de Frances Cha, “If I Had Your Face” (“Se eu tivesse seu rosto” em uma tradução livre), a princípio não surpreenderão aqueles que estão familiarizados com a cultura pop sul-coreana, especialmente dramas e filmes, ou que acompanham notícias da Coreia.

A autora Frances Cha. Foto: GoodThreads

Meu livro é sobre um grupo de jovens mulheres na Coreia do Sul – principalmente órfãs que cresceram nas províncias e se mudaram para Seul na primeira chance que tiveram“, disse Frances Cha. “Eles estão se esforçando para se manter em destaque em uma sociedade muito rápida, competitiva e glamourosa, e sem nenhuma conexão ou posição acadêmica, sua moeda é frequentemente a beleza.”

As moças de seu livro variam de uma mulher obcecada por sua aparência a uma mulher de um orfanato que se apaixona por um homem rico. No início do livro, é difícil perder os clichês. Cha, no entanto, não para por aí.

Ela fornece algumas reviravoltas inesperadas na história e nos personagens, refletindo questões em andamento na sociedade coreana contemporânea, como padrões de beleza irrealistas, desigualdade, discriminação de gênero, discriminação contra pessoas com deficiência e desconexão entre vizinhos.

Os quatro personagens principais de “If I Had Your Face” moram no mesmo prédio.

Kyuri, o primeiro personagem que aparece no último livro de Cha, trabalha em um “salão de quartos“, um lugar frequentemente igualado ao lado sombrio da vida noturna coreana, onde os homens pagam para beber com belas jovens anfitriãs. Kyuri, no começo, é descrita como tendo uma beleza improvável, que ganhou através de inúmeras cirurgias plásticas.

À medida que a história se desenvolve, Kyuri se torna uma personagem mais multidimensional, revelando sua insegurança por meio de avaliações constantes dos rostos de outras pessoas. Ela também apresenta em detalhes a vida de uma mulher que trabalha em um salão e o que a mantém lá, mesmo quando lhe são apresentadas outras opções de carreira.

A colega de quarto de Kyuri, Miho, é uma artista talentosa com um namorado rico que conheceu em Nova York. A mãe de seu namorado está descontente com o casal, já que Miho é órfã e pobre. Histórias semelhantes podem ser vistas em vários dramas coreanos. E, como os personagens de tais dramas, Miho se esforça para não tirar proveito de seu namorado e de sua família.

No entanto, Miho muda depois de descobrir um segredo sobre seu namorado bom demais para ser verdade. Ela é a personagem que ilustra a desigualdade entre ricos e pobres, especialmente em uma cena de festa em casa em Nova York com um grupo de estudantes internacionais abastados da Coreia.

Ara, uma cabeleireira muda que mora no fim do corredor com o colega de quarto Sujin, dá aos leitores um vislumbre da cultura de fãs do K-pop.

“If I Had Your Face” de Frances Cha.Através dessa personagem, a autora mostra como os fãs de K-pop idolatram seus idols tanto que ficam obcececados com seu trabalho, suas vidas e até seus escândalos.

Ara se torna mais interessante quando revela seu lado violento e puxa os cabelos de uma mulher que foi desrespeitosa. Ela também conta uma história sobre seu passado trágico, revelando como ela perdeu a voz.

Wonna está em um casamento infeliz e inveja as amizades das outras meninas. A autora retrata realisticamente a solidão que Wonna sente vivendo na Seul contemporânea. Cha também usa a personagem para ilustrar as dificuldades que as mulheres enfrentam no trabalho, especialmente quando engravidam.

Junto com essas personagens interessantes e realistas, Cha também traz conceitos que raramente são introduzidos na literatura inglesa. Por exemplo, ela menciona termos como “iljin“, que se refere a um grupo de delinqüentes juvenis e “jeong“, uma palavra usada para descrever o senso de apego entre pessoas que compartilham um vínculo próximo.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.