No início deste mês, o artista de webtoon Lee Moo-ki, 38, recebeu o grande prêmio no Bucheon Comics Awards deste ano, uma das maiores honras da Coreia para os criadores de quadrinhos ou webtoon, por seu trabalho “Uma criança mimada“.

A história em quadrinhos foi publicada no portal Daum e também foi impressa em forma de livro.

O título “Uma criança mimada” é irônico, pois o webtoon conta a história de uma pequena garota da aldeia, Gannanyi, sua família e amigos durante a era colonial japonesa de 1910-45. O webtoon retrata muitas questões trágicas e espinhosas, como o trabalho forçado em tempo de guerra e a escravidão sexual pelos militares japoneses.

Durante uma entrevista recente ao The Korea Times, Lee contou que experimentou muita pressão nos últimos cinco anos, enquanto trabalhava no webtoon, que era exigente tanto física quanto mentalmente.

Como esse trabalho aborda muitos tópicos dolorosos, sérios e sensíveis da história, eu passava muito tempo pesquisando registros e dados históricos. Por causa do significado do tópico, eu estava sob pressão constante e até medo, porque eu queria trazer apenas o melhor para os leitores. Até parei de beber e de todos os outros divertimentos bobos para me concentrar no trabalho “, disse Lee.

Na verdade, esse tópico era algo em que eu queria trabalhar muito mais tarde, no futuro, quando me sentisse suficientemente bom e sábio. Eu esperava que o fizesse em algum momento nos meus 40 anos, mas, no começo dos 30 senti que realmente precisava de uma grande mudança. Senti uma crise de que esse trabalho poderia ser meu último quadrinho, então decidi fazer o que realmente queria. Acabei terminando a série inteira aos 30 anos “, disse ele.

Devido à sua extensa pesquisa, o webcomic levou muito mais tempo do que ele pensava inicialmente; de 2013 a 2018. Ele disse que é grato a todos os seus leitores que o aplaudiram e o apoiaram durante esse período.

Foi realmente desafiador desde o início, por causa do tópico difícil. Mas, em vez de abordar toda a história do governo colonial japonês na Coreia de um ponto de vista acadêmico, tentei me concentrar em uma história de pessoas em uma pequena vila. É principalmente uma história de sobrevivência: sobrevivência do povo da vila em tempos difíceis, sem nenhuma discussão de ideologias ou outros grandes problemas “, disse Lee.

Imagem: “A Spoiled Child” (Korea Times)

O foco simples, porém poderoso, nos meios de subsistência das pessoas comuns tornou o webcomic mais próximo dos leitores.

Eu acho que o foco em uma escala menor da história da época ajudou as pessoas a ler os quadrinhos. Ainda assim, eu sempre senti que estava andando na corda bamba; sempre que adicionava algumas cenas engraçadas, revisava muitas vezes, para não machucar alguém “, disse ele.

Crescendo em uma pequena vila rural na região sudoeste de Jeolla, ele pôde observar de perto e o modo de vida da geração mais velha, a cultura coreana tradicional e os dialetos regionais vívidos. Todos esses elementos da cultura e vitalidade populares se misturaram bem na história contada no início do século XX.

Quando trabalhei nele, não usei dialetos nas conversas dos personagens; tudo foi feito com o sotaque de Seul. Mas depois me senti estranho. Quando comecei a fazer os personagens falarem no dialeto local da minha cidade natal, que eu estava tão acostumado com minha mãe e meus avós é que a história se tornou mais real e viva. Também me concentrei em desenhos detalhados, para que os leitores que não conhecem o dialeto ainda possam entender a história “, disse Lee.

Lee estreou como artista de webtoon em 2009; ele tinha talento para desenhar quando criança, mas não achava que poderia ser um criador de quadrinhos.

Até me tornar um artista de webtoon, trabalhei em muitos empregos, incluindo construção, vendas e escritório. Mas não tive nenhuma visão para minha vida. Também me casei cedo. E foi quando meu primeiro filho nasceu que eu decidi me tornar um artista de quadrinhos. Eu não queria ser um pai envergonhado, e estava determinado a me tornar um bom artista como Hur Young-man. Eu o admiro muito “, contou Lee.

Seu próximo trabalho será publicado no Naver ainda este ano. Ele disse que seu novo webcomic não será nada como seu trabalho anterior.

“Comecei a pensar nesse novo projeto a partir do ano passado. Agora que me esvaziei da carga e pressão que senti durante ‘Uma criança mimada’ e quero fazê-lo com facilidade e diversão.“, disse o artista.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.