As máscaras faciais desempenham um papel vital no enfrentamento da pandemia COVID-19. Custando cerca de 900 won (aproximadamente 74 centavos de dólar) antes da pandemia, as máscaras chegaram ao valor de 1.500 won nas farmácias, sob uma política de racionamento do governo. Em outros locais, elas podem custar até 4 mil won.


Embora existam reclamações de que mesmo as máscaras racionadas são caras, há também aqueles que estão dispostos a gastar mais em uma máscara facial. O termo “coronavirus couture” virou uma tendência em todo o mundo, e a Coreia não é exceção.

Coleção-cápsula Tie Dye da Le Maska. Foto: Instagram @ lemaska_original/

Pessoas passaram a usar máscaras estampadas em metrôs e ônibus, bem como nas ruas de bairros descolados em Seul.

“Para mim, máscaras faciais eram um item de moda antes mesmo do COVID-19. É uma maneira de me expressar”, disse Seo Han-hun, um funcionário de escritório na casa dos 20 anos em Seul.

Seo costuma usar máscaras faciais desde seus anos de faculdade. “Com o COVID-19, agora tenho que usá-la o tempo todo. Então, estou explorando mais opções”, disse ele.

Modelo Le Maska. Foto: Korea Herald/Le Maska

Para atender as necessidades de consumidores como Seo, há marcas como a Le Maska. Lançada pela ex-modelo Lee Sarah em 2017, a Le Maska é uma marca líder de máscaras de moda no país, disponível nas lojas de departamento e em outros pontos de venda.

A marca apresenta cerca de 50 designs que incluem cores vivas, estampas de tartan e muito mais, promovendo este estilo de máscaras como uma nova tendência. Embora as máscaras tenham sido lançadas originalmente para fornecer proteção contra poeira fina, as vendas subiram em meio ao Coronavírus.

Segundo a marca, suas vendas aumentaram 900% no primeiro trimestre do ano em relação ao mesmo período do ano passado. Com preços de 13.000 won a 23.000 won, as máscaras são laváveis e vêm com filtros substituíveis.

Breathesuit fabrica máscaras que combinam com os ternos. Foto: Korea Herald.

Outra marca, BreaTheSuit, lançada em janeiro, apresenta máscaras de moda desenhadas por Kim Seo-ryong. Kim é o designer e lidera a marca de ternos masculinos. BreaTheSuit elabora suas máscaras como itens de moda de luxo, que combinam com os ternos sob medida.

A marca lançou novos modelos de máscaras para roupas casuais neste verão para o público masculino e feminino, com cores e estampas variadas.

Modelos usam a coleção de verão das máscaras BreaTheSuit. Foto: breathesuit.com

Apresentadas ao público através de pop-ups em lojas de departamentos locais, as máscaras BreaTheSuit são laváveis, vem com filtros substituíveis, podem ser lavadas até 40 vezes e possuem uma função inteligente de temperatura. Do estampado ao monocromático, elas estão disponíveis nas lojas de departamento locais e custam aproximadamente 69.000 won.

Modelo estampado Breathesuit. Foto: breathesuit.com

De acordo com a marca, a procura no exterior têm aumentado. No entanto, como o governo impôs restrições à exportação de máscaras faciais, as vendas ainda são estritamente para o mercado interno.

Embora Le Maska e BreaTheSuit não tenham lançado suas máscaras especificamente para proteger contra o COVID-19, mais estilistas se aproximaram do mercado como fornecedores de máscaras.

A designer Park Youn-hee com o ator Lee Si-eon, usando a máscara Greedilous. Foto: Korea Herald/Instagram

Greedilous, uma marca casual de moda feminina liderada pela estilista Park Youn-hee, fabricou sua própria linha de máscaras de moda em março. Park projetou as estampas em linha com o conceito de outono-inverno 2020 da marca. A marca é bem conhecida por famosos locais e internacionais, como Paris Hilton e Beyoncé.

Modelo usa T-shirt e bolsa combinando com a máscara. Foto: Instagram @greedilous_official

“Depois que a Coleção de Seul foi cancelada, resolvi costurar uma máscara com o restos de tecidos”, escreveu Park na conta do Instagram da marca. Com a icônica impressão Greedilous, cada máscara custa 59.000 won.

De acordo com a marca, as máscaras são “máscaras de identidade”, o que significa que podem não ser suficientes para proteção médica contra o vírus por conta própria. Embora as máscaras sejam equipadas com um filtro básico, os clientes devem aumentar a proteção adicionando uma máscara de filtro médico por baixo.

Designer Park Youn-hee usando a máscara de sua marca Greedilous. Foto: Korea Herald/Instagram

Parte dos lucros das vendas das máscaras é doada para a caridade. Apesar do preço relativamente alto, as máscaras são atualmente as mais vendidas da marca, com vendas chegando a 30 milhões de won.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.