Membros do corpo diplomático participam do “Great Melody in the Forest”, um concerto de músicos com deficiências de desenvolvimento organizado pela SK Innovation e Korea JoongAng Daily, com o apoio da Heart to Heart Foundation, em uma floresta no Monte Indeung, Chungju, Norte Chungcheong, na sexta-feira. Os países representados por embaixadores e diplomatas foram, em ordem alfabética: Bielorrússia, Brunei Darussalam, Camboja, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estônia, Finlândia, Letônia, Paquistão, Filipinas, Sérvia, Tadjiquistão, Turquia e Uzbequistão. [PARK SANG-MOON]

Mantendo contato visual próximo durante todo o show, e às vezes até sincronizando suas respirações, os artistas da “Great Melody in the Forest (Grande Melodia na Floresta)” no Monte Indeung em Chungju, mostraram a força dos artistas, que praticaram incansavelmente.

Não sentimos que é um fardo praticar o tempo todo porque há muita alegria em tocar nossa música diante de uma platéia“, disse Kim Woo-jin, um dos clarinetistas do Dream With Ensemble, que se apresentou no concerto.

O conjunto de músicos com deficiências de desenvolvimento vem praticando regularmente nos últimos sete anos. E ficou demonstrado com a facilidade com que eles puderam mudar o clima do local.

Tocando a animada “Tritsch-Tratsch Polka, Op. 214” de Johann Strauss II, ou “Tico Tico no Fuba” do artista brasileiro Zequinha de Abreu, o conjunto transportou o público da floresta no sul de Seul para vários lugares do mundo.

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
Dream With Ensemble se apresenta no “Great Melody in the Forest” no Monte Indeung na sexta-feira. [PARk SANG-MOON]
O Vivace Ensemble, duo violino-viola que ganhou o grande prêmio no Great Music Festival ano passado, juntou-se também ao concerto organizado pela SK Innovation e pelo Korea JoongAng Daily, com o apoio da Heart to Heart Foundation e membros do corpo diplomático.

A pandemia não foi um momento fácil“, disse Ryu Jong-won, que toca viola no grupo. “Mas é ótimo agora que podemos ter mais oportunidades de nos apresentar presencialmente. Espero poder me apresentar em algum lugar no exterior em breve. Vou praticar muito para isso.”

O Great Music Festival é uma competição anual de músicos com deficiências de desenvolvimento. É organizado pela SK Innovation e pela Heart to Heart Foundation e apoiado pelo Ministério da Cultura, Esportes e Turismo e a SM Entertainment.

Cerca de 1.500 músicos com deficiências de desenvolvimento participaram do festival desde 2017, segundo os organizadores.

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
Vivace Ensemble toca no ″Great Melody in the Forest″ em Mount Indeung, Chungju, na sexta-feira. [PARK SANG-MOON]
Membros do corpo diplomático na plateia concordaram que não há fronteiras quando se trata de valores como humanidade, compaixão ou igualdade.

Estima-se que cerca de 1 bilhão de pessoas, ou 15% da população mundial, vivam com deficiência, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.

Como alguém com um membro da minha própria família extensa que vive com deficiências de desenvolvimento, vi em primeira mão as lutas que esse grupo especial de pessoas teve que enfrentar e como eles continuam a enfrentar bravamente os desafios diários com o apoio de comunidades deste tipo” disse Maria Theresa Dizon-De Vega, embaixadora das Filipinas na Coreia, ao dirigir-se ao corpo diplomático no local, no início do dia.

O mundo está cada vez mais conectado, e gostaria de enfatizar que não há fronteira nacional quando se trata de cooperação internacional“, disse Xing Haiming, embaixador chinês na Coreia, falando por mensagem de vídeo no evento. “Vou dar o meu melhor para trabalhar em conjunto com membros das comunidades diplomáticas para superar os desafios comuns que enfrentamos. Tal cooperação só faz sentido para um futuro melhor juntos.

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
Os participantes ouvem uma apresentação do pianista Eun Sung-ho do Dream With Ensemble. [PARK SANG-MOON]
Antes do show, a SK Forest, uma subsidiária da SK Inc. que cultivou cerca de 4.500 hectares de florestas em todo o país, incluindo a floresta na qual o show foi realizado, apresentou aos convidados suas visões de redução de carbono.

Temos como objetivo reunir cerca de 200.000 toneladas de créditos de carbono feitos pelas florestas“, disse Chung In-bo, CEO da SK Forest. “E neste trabalho, estamos cooperando com outros países, como Vietnã, Filipinas e Indonésia.”

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
Embaixadores e diplomatas experimentam uma sessão de meditação e alongamento na floresta do SK no Monte Indeung. [PARK SANG-MOON]
A história da SK Forest remonta a 1972, quando o falecido presidente do Grupo SK, Chey Jong-hyon, estabeleceu a empresa. Se chamava Seohae Development na época. Ele comprou um total de 4.000 hectares de terreno baldio em Chungju, Cheonan, South Chungcheong e Yeongdong, North Chungcheong, na década de 1970 e reflorestaram as áreas.

A exposição que a SK Forest apresentou no Congresso Florestal Mundial no início deste mês, o Green Forest Pavilion, uma exposição digitalizada que permite que as pessoas sintam que estão andando em uma floresta, foi aberta aos visitantes do concerto na sexta-feira.

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
Membros do corpo diplomático observam o Green Forest Pavilion da SK Forest. [PARK SANG-MOON]
Estar aqui hoje no Monte Indeung me traz as boas lembranças que tenho das florestas da Finlândia, pois ambos os nossos países estão cobertos de florestas“, disse Pekka Metso, embaixador da Finlândia na Coreia, ao dirigir-se ao corpo diplomático no início da o concerto. “Os dois países também compartilham a paixão pela inovação e têm trabalhado de perto nessa frente.”

As Filipinas, um lugar onde mais de um quarto do país é coberto por florestas e onde os programas de integração para pessoas com deficiência continuam sendo realizados, junta-se ao resto da comunidade internacional para elogiar todos esses esforços”, disse Dizon-De Vega.

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
O embaixador finlandês Pekka Metso faz um brinde no início do jantar antes do show. [PARK SANG-MOON]
Ao concluir o evento, o presidente e CEO da Fundação Heart to Heart, Oh Jee-chul, lembrou aos convidados que qualquer pessoa pode fazer uma mudança positiva no mundo.

O CEO do Korea JoongAng Daily, Cheong Chul-gun, que apresentou o show pela segunda vez desde o evento inaugural com a SK Innovation e a fundação em dezembro passado, disse que há algo nos shows que muda a perspectiva.

Sabíamos que era justo continuar esses shows, e estou feliz por me juntar a colegas e amigos de todo o mundo que se preocupam com as mesmas coisas: humanidade, bondade e responsabilidade para fazer uma mudança positiva“, disse ele, dirigindo-se ao público no Monte Indeung. “Não tenho dúvidas de que as conversas que temos hoje uns com os outros, com a natureza e com a música… … como ouvimos de alguns dos músicos mais incríveis da Coreia, trará uma mudança positiva, mesmo que isso signifique a menor mudança de pensamento ou perspectiva.”

O evento 'Great Melody in the Forest' inspira e transporta o público
A partir da esquerda, o presidente e CEO da Heart to Heart Foundation, Oh Jee-chul, o embaixador colombiano Juan Carlos Caiza, o CEO do Korea JoongAng Daily, Cheong Chul-gun, e o chefe do Centro de Criação de Valor da SK Innovation, Lim Su-kil, conversam após o show. [PARK SANG-MOON]
O evento contou também com a ilustre presença do “nosso” Carlos Gorito, brasileiro de destaque na Coreia do Sul e que trabalha na Embaixada do Brasil em Seul.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.