A cantora Lee Eun-Mee  é famosa pelo seu apelido, “Barefoot Diva” (diva dos pés descalços) desde que iniciou sua carreira 27 anos atrás.

Ela é conhecida por sempre fazer as apresentações descalça no palco, e sempre deixa uma impressão forte com seu talento vocal explosivo e sua voz rouca charmosa.

A artista de 50 anos de idade concluiu seu 900º concerto no ano passado e está a caminho do recorde de 1000 shows.

A cantora Eun-Mee Lee. Foto: Kwon Hyuk-Jae
A cantora Eun-Mee Lee. Foto: Kwon Hyuk-Jae

Ela começou o “Eun-Mee Lee Live Tour: The Live”, um tour nacional este mês. E o JoongAng Ilbo se encontrou com ela para um entrevista antes do tour.

Desde o início dos anos 2000, ela embarcou em uma chamada revolução cultural de shows, nos quais ela se apresenta em vários locais fora de Seul, pequenos ou grandes, para que possa se conectar com mais pessoas e faze-los felizes com sua música.

EUN MEE 1

Em seu último álbum, ela quase não utilizou instrumentos eletrônicos para que as pessoas possam ouvir sua voz pura o mais claro possível. “Eu espero que os jovens escutem minha música,” ela disse. “Espero que os mais jovens sejam menos expostos a conteúdos provocativos e aprendam mais sobre o básico de melodias e tons.

Os trechos a seguir fazem parte da sua entrevista.

JA: O remake do álbum que você lançou no mês passado é intitulado “Amor Fati”. O que esse nome significa para você?

Eun-Mee: Significa “ame o seu destino”. Eu pensei que se seguisse carreira musical, depois de 30 anos as coisas seriam mais fáceis. Mas na verdade está ficando cada vez mais difícil. Este ano, no caso, foi o pior. Me senti perdida quando estava preparando o álbum. Tive muitas dúvidas sobre a produção. Eu queria mostrar um novo lado de mim mesma, mas estava exausta. Estava determinada a amar meu destino e trabalhar duro.

JA: A capa do álbum apresenta uma boneca que parece você. É uma boneca de verdade?

Eun-Mee: Sim. É uma marionete feita por Su-Ho Moon, um artista coreano que mora na República Checa. Ele fez uma rachadura intencional no rosto porque eu pedi que a fizesse com um ar de velha. Quando penso no meu destino, penso em uma marionete. O “barefoot diva” é um apelido legal, mas também é algo que me define. Eu, na verdade, poderia ser uma pessoa muito diferente do que as pessoas pensam.

JA: Você parece mencionar muito o destino. Seria por causa da sua idade?

Eun-Mee: De certo modo, sim. Eu sinto o peso da minha idade. Sinto uma vergonha porque o cenário musical muda tão rápido. Música é rapidamente consumida e desaparece. Sempre quis produzir músicas que ficassem no coração das pessoas por muito tempo, mas no ambiente de hoje é difícil. Quando eu conseguir superar essa culpa, acho que poderei refletir de verdade e chegar a uma realização.

JA: Que tipo de conselho cantores jovens pedem de você?

Eun-Mee: Na era em que música são arquivos, produzir música, é apenas deixa os distribuidores felizes. Isso não ajuda músicos de verdade. Conforme o consumo de música fica mais frequente, o mercado tem que crescer. Mas o talento dos músicos é consumido rapidamente e é aniquilado no final. Precisamos trabalhar duro para encontrar uma solução.

EUN MEE 2


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.