A partir da esquerda: os atores Ko Chang-seok, Chun Woo-hee e Sol Kyung-gu posam antes de uma coletiva de imprensa online para “I Want to See Your Parent’s Face” na quinta-feira. (Mindmark)

O novo filme do diretor Kim Ji-hoon, “I Want to See Your Parent’s Face”, conta uma história profundamente desconfortável sobre o bullying escolar.

Perturbador, mas importante. Filme 'Quero ver o rosto dos seus pais' aborda o bullying escolar
Foto: Asian Wiki

O elenco, que percebeu o peso do assunto, pediu aos espectadores que viessem ao cinema para assistir ao filme durante uma entrevista coletiva online realizada na quinta-feira.

Como o filme é sobre bullying escolar, o público pode se sentir desconfortável assistindo. Mesmo que possa ser desconfortável, acho que é um assunto sobre o qual devemos falar. Espero que muitas pessoas possam assistir ao nosso filme”, disse Chun Woo-hee.

Conta histórias de crianças e pais que não devem ser ignoradas. Por favor, não fechem os olhos”, acrescentou Ko Chang-seok.

O filme de Kim é baseado na peça teatral japonesa “Oya no Kao ga Mitai”, escrita por Seigo Hatasawa. No filme, um menino da oitava série se mata e deixa um bilhete com os nomes dos quatro alunos que o intimidaram. Os pais dos quatro alunos são chamados à escola. No processo de descobrir o que aconteceu com o menino que morreu, os pais dos supostos infratores tentam impedir que a verdade seja revelada.

Perturbador, mas importante. Filme 'Quero ver o rosto dos seus pais' aborda o bullying escolar
Equipe do filme ‘I Want to See Your Parent’s Face’ – mydramalist

Embora algumas pessoas tenham recomendado que o título fosse alterado, o diretor Kim disse que queria mantê-lo, pois representa o tópico que ele está tentando contar.

O título ‘Eu quero ver o rosto dos seus pais’ fala por si. Mostra a raiva (que as famílias das vítimas sentem). O título resume a história que eu queria contar neste filme”, disse Kim. “Em vez de apresentar a história da vítima, meu filme mostra a história por trás dos agressores.”

O ator veterano Sol Kyung-gu, que interpretou o pai de um dos quatro alunos, também concordou que o título é poderoso.

Eu também fui atraído pelo título forte”, disse Sol. “Fiquei com muita raiva lendo o roteiro. Espero que essa raiva e o arrependimento que senti possa chegar até o público”.

Ko, que interpretou um professor de matemática e também pai de um dos valentões, também disse que ficou indignado ao ler o roteiro.

Eu sou ator, mas também sou pai de uma criança. Eu pensei sobre que escolha eu teria feito se estivesse no lugar do meu personagem. Eu não tinha certeza da resposta”, disse Ko. “Eu fiquei me perguntando se seria capaz de fazer uma escolha justa. Foi um processo confuso, mas significativo.”

Ko também acrescentou que, estranhamente, ele se sentiu extremamente culpado interpretando o personagem.

Eu nunca me senti culpado ao interpretar um vilão, mas este foi um filme estranho que me fez sentir culpado”, disse ele.

As filmagens também foram extraordinariamente difíceis, disse o diretor.

Eu passei por dificuldades filmando este filme. Eu costumo dirigir os atores do meu jeito, mas para este filme, eu não disse a eles o que fazer. Tentei ouvir o que os atores tinham a dizer”, disse o diretor. “Foi um projeto difícil porque eu tinha que encontrar constantemente respostas para as perguntas à medida que avançava.”

Perturbador, mas importante. Filme 'Quero ver o rosto dos seus pais' aborda o bullying escolar
Foto: AsianMoviePulse

Durante a coletiva de imprensa, os atores também falaram sobre o processo especial de seleção de elenco pelo qual Chun conseguiu seu papel. Chun interpretou a jovem professora de meio período Song Jung-wook, que tenta lutar pela vítima, mas luta porque é nova no trabalho.

Sol Kyung-gu me ligou”, disse Chun. “Ele disse que era Sol Kyung-gu e me convenceu (a assumir o papel). E eu fiquei muito agradecida por sua oferta.”

Song Jung-wook é um papel tão importante. Todos nós pensamos que tinha que ser Chun Woo-hee a desempenhar esse papel”, disse Sol, explicando por que ele a chamou, mesmo que eles não se conhecessem pessoalmente.

Acho que não fui muito lógico ao tentar convencê-la. Eu meio que implorei a ela”, brincou Sol.

Enquanto isso, o ator Oh Dal-su, que se afastou temporariamente da atuação em 2018 após acusações de agressão sexual, não compareceu à coletiva de imprensa. O filme foi filmado em 2017, antes que a alegação de agressão sexual de Oh surgisse no final do ano.

I Want to See Your Parent’s Face [Quero ver o rosto dos seus pais]” chegará aos cinemas locais em 27 de abril.

Assista ao trailler:

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.