A diva sul coreana Ailee se auto nomeou como A primeira artista sul coreana de hip hop urbano na quinta feira, num evento de midia para seu quarto e ultimo EP “A New Empire”

No evento, a cantora de 27 anos apresentou 3 músicas, incluindo “Home”, “If you” e “Live or Die”

A canção principal “Home”, com participação da primeira rapper sul coreana Yoom Mi-Rae, é a primeira música de hip hop urbano da cantora a ser apresentado.

Após “Home”, ela declarou, “Este álbum é como a essência da minha música. Eles disseram (sul coreanos) que nunca viram uma mulher de rapper urbano. Pensei que eu poderia me tornar a primeira

A artista queria ter tentado este gênero antes, mas teve que esperar até este dia.

“Acho que estava com medo. Este gênero de música começou a chamar a atenção das pessoas muito tarde na Coreia.

Este EP também marca uma mudança dramática na sua música. Considerando que ela tinha uma imagem de vocalista explosiva com a maioria de “canções ball-buster” em seu currículo, seu novo EP com seis músicas é muito mais pacífico, e as canções, consoladoras.

“Home” descreve anseio por um ex-namorado. Da mesma forma, “I Need You” e “If You” detém a solidão como tema.

“Eu tenho muito orgulho das canções “men busters” em meus álbuns anteriores, mas o novo EP é principalmente mais calmo,  de uma forma emocional, com maior espaço para grooves e batidas elegantes”, disse Ailee.

A programação de colaboração do novo álbum também prendeu os olhos da multidão.

Além de Tasha Reid, o cantor K-pop Eric Nam foi destaque em “Feeling” e rapper sul-coreano Taktak36 em “Live or Die.”

Em sua lista de desejos para a próxima colaboração estão cantores de R & B Dean, Crush e rapper Zico do grupo Bloco B.

Quando perguntada sobre o objetivo do novo álbum, Ailee desejou que o novo EP fosse uma divisão crucial entre “artista” e a “apenas cantora”. Para esse objetivo, ela participou do processo de composição de letra e música para todas as faixas, e explorou gêneros mais amplos de música durante seu tempo livre.

A diva não vacilou sobre a tendência do mercado de artistas do sexo feminino. A tendência até o final do verão e início do outono entre os grupos femininos tem sido amplamente limitado a conceitos fofinhos e encantadores, refletindo a tolerância cada vez menor das pessoas para a diversidade.

Com uma rivalidade iminente com grupos novos, tais como A Pink e Dal Shabet em sua “estação de outono” no K-pop, Ailee disse que iria ficar com seu próprio estilo de música.

“Minha música e personalidade não se dão bem com imagens fofas – Eu acho que canções de gênero neutro me caem melhor do que canções bonitas”, disse ela, explicando que a competição não é seu objetivo.

“Eu finalmente consegui cantar o gênero que eu queria tanto. A simples ideia me deixa animada e agradecida”.

Sobre suas canções famosas entre os fãs internacionais, Ailee disse que ela teve “a sorte de participar da onda hallyu” e ser capaz de disseminar suas músicas para os ouvintes em todo o mundo através do crescimento rápido das mídias sociais e de música on-line. A palavra hallyu refere-se ao grande número de seguidores global da cultura K-pop.

Na maior competição de K-pop do mundo realizada em Changwon, 398 quilômetros ao sudeste de Seul, um concorrente dos EUA ganhou o prêmio principal com a canção de Ailee “U & I.”

“Estou surpresa ao saber que alguém pegou a minha música para a competição mundial e ganhou o primeiro lugar”, disse ela.

É incrível como os fãs internacionais de K-pop amam minhas músicas e cantam em coreano. Vou fazer o meu melhor para abraçar a minha posição como artista global.”


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.