N do VIXX raspando o cabelo antes de se alistar no serviço militar. YouTube via @achahakyeon

No dia 4 de março, três das maiores estrelas do K-pop se despediram temporariamente dos fãs quando se alistaram nas forças armadas sul-coreanas. Key do SHINee, N do Vixx e Jinwoon do 2AM anunciaram que servirão na força militar do país por quase dois anos, colocando suas carreiras em hiatus para completar seu serviço militar obrigatório.

O alistamento obrigatório, coordenado pela Administração de Recursos Humanos Militares do país, é um assunto delicado na Coreia do Sul. O Artigo 39 da Constituição da República da Coreia afirma que todos os cidadãos têm “o dever de defesa nacional”. Enquanto as mulheres podem se juntar voluntariamente aos militares, os homens são obrigados a servir e se tornam elegíveis a partir dos 18 anos, os que estão no serviço ativo servirão por volta de dois anos, dependendo de seu ramo militar designado. Atualmente, isenções de serviço são concedidas a atletas premiados, músicos e dançarinos clássicos e artistas, mas não a atores ou ídolos do K-pop.

Se você é fã do Key, N ou Jinwoon, ou apenas está curioso sobre o processo de quando seu artista favorito se inscreve, dividimos todas as informações que você precisa saber abaixo.

 

  • Por que os artistas precisam se alistar?

Atualmente, os ídolos do K-pop não estão entre os isentos do recrutamento. Enquanto os ídolos podem adiar seu serviço por um período de tempo, frequentando cursos de graduação e pós-graduação, a nova regulamentação exige que todos os homens se inscrevam para o serviço militar aos 28 anos, como escreve a Agência de Notícias Yonhap. Isso significa que os ídolos nascidos em 1990 devem se alistar este ano – além dos artistas mencionados, Xiumin do EXO, Seungri do Big Bang, Yongguk do B.A.P, Taeil do Block B entre outros também estão entre os destaques do ano. Antes do alistamento, os artistas tentam maximizar o tempo gasto com seus fãs lançando novas músicas, realizando shows ou até mesmo promovendo eventos de despedidas com os fãs, como o evento do Kyuhyun, The Day We Meet Again.

O acesso a telefones e à Internet é limitado durante o tempo que passam nos campos, por isso, ouvir o seu “bias” (o seu integrante favorito de um grupo) é raro, mas não impossível. Durante seu período de treinamento de cinco semanas, por exemplo, Onew do SHINee, que se alistou em dezembro, escreveu cartas de duas linhas atualizando os fãs que estavam compartilhadas on-line no The Camp, um aplicativo que reúne informações sobre unidades militares para seus entes queridos. Outros artistas ocasionalmente compartilham fotos, escrevem cartas e se apresentam em musicais como a próxima produção da Academia Militar Shinheung, que conta com Jo Kwon, do 2AM, Sunggyu do INFINITE e Onew do SHINee. Depois de dispensados, os artistas podem promover um evento secundário para se reunir com o público, como o Ryeowook do Super Junior fez apenas dois dias depois de terminar o serviço.

  • Quais os impactos que o alistamento tem em um grupo de K-pop?

O impacto que o serviço militar exerce sobre um grupo é realmente dependente de quantos integrantes estão se alistando simultaneamente. A maioria dos grupos vai escalonar seus alistamentos para que eles possam continuar a promover novos materiais sem perder o interesse público, o BTOB fez isso em novembro passado, lançando um álbum especial enquanto Eunkwang servia ao exército. A maior dificuldade decorre de quando um grupo inteiro se inscreve simultaneamente, porque os coloca em hiato por cerca de dois anos, geralmente em um ponto crucial de sua carreira. Para contornar esse problema, grupos como o Big Bang e o SHINee têm um membro que continua a lançar música, estrelar programas de televisão e fazer turnê enquanto outros integrantes servem ao país.

Para membros que ainda não estão prontos para se inscrever, esse momento é perfeito para estrear como artista solo, explorando outros interesses como atuar, realizar seus próprios programas de rádio ou lançar músicas com outros membros como uma subunidade.

Carta feita pelo Key do SHINee sobre o seu alistamento.

  • Quais ídolos já se alistaram?

Ídolos de K-pop que são dispensados do serviço após dois anos, retornaram para fazer música com seu grupo ou como artistas solo. Em 2017, Changmin e Yunho, do TVXQ, foram dispensados e saíram em turnê antes de lançar seu oitavo álbum no ano seguinte. O Shinhwa lançou seu décimo álbum apenas três semanas depois que o membro Minwoo foi dispensado em 2012, e desde então realizou turnês, lançou vários álbuns e até celebrou seu 20º aniversário juntos no ano passado. Os membros do JYJ se envolveram em atividades solo desde que todos retornaram: Jaejoong fez sua estréia solo japonesa, Junsu realizou seus shows de 2018 Way Back XIA, e Yoochun tem planos de lançar um álbum solo este ano. Todos os membros atuais do Super Junior completaram o seu alistamento e continuam a lançar sucessos enquanto esperam que Kyuhyun retorne em maio deste ano.
Alguns ídolos estão atualmente sendo veiculados, mas terão alta este ano, incluindo Siwan do ZE:A, Yonghwa do CNBLUE, Kyuhyun, Seungho do MBLAQ, Insoo do MYNAME e Daesung, Taeyang, G-Dragon e T.O.P. do Big Bang.

  • O recrutamento militar dos ídolos mudará no futuro?

Provavelmente. Em julho passado, Ha Tae Kyung do Partido Bareunmirae comparou o prestígio do BTS no topo das paradas da Billboard dos EUA com premiações em competições de música clássica e sugeriu uma revisão da lei de isenção militar para refletir o ponto de vista da geração mais jovem do país, discutindo isenções para os ídolos de K-pop, atores e jogadores profissionais de jogos virtuais, de acordo com Soompi. Do Jong Hwan, chefe do Ministério da Cultura, Esportes e Turismo, confirmou mais tarde que o BTS servirá, e que “o Ministério da Defesa trabalhará com o chefe do departamento de cultura e artes para encontrar uma solução alternativa razoável para os artistas”, relatou o Korea Herald.

Em setembro, o diretor de Assuntos Militares, Ki Chan Soo, disse à Yonhap que eles “planejam conduzir uma revisão geral do sistema para atletas e artistas”. Em outubro, a administração militar da Manpower anunciou que estava trabalhando ao lado do Ministério da Cultura, Esportes e Turismo para garantir que o programa de isenção fosse “implementado de forma justa” e buscasse “contratar uma agência externa para realizar pesquisas e realizar uma audiência pública para solicitar opiniões da população”. Não é certo que essas audiências levem a novas isenções para os ídolos ou que restrinjam os atuais regulamentos de isenção para atletas e artistas.

No entanto, algumas regulamentações de serviço militar já estão mudando. De acordo com a Korea Joongang Daily, há planos para encurtar gradualmente os períodos de alistamento para entre 18 e 20 meses até 2021. Isso não significa apenas que os ídolos voltarão a trabalhar muito mais rápido do que nunca, mas também se reunirão mais cedo com todos os seus dedicados. fãs que aguardam ansiosamente seu retorno.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.