O grupo feminino sul-coreano de hip-hop, BLACKPINK, disse que seu sucesso foi rápido, mas difícil. Aos olhos do público, o grupo de quatro integrantes tem estado no centro das atenções como “o primeiro grupo de meninas da YG Entertainment em sete anos“, um prestígio que os grupos novatos de tamanho modesto não podem ter.

Lançado em julho, o grupo começou já no alto, com seu EP de estreia “Square One” no topo dos programas de música de televisão, que é considerado um dos principais parâmetros para o sucesso dos ídolos do K-pop. “Playing with Fire“, a canção principal de seu segundo e último EP “Square Two“, liderou as principais paradas de música imediatamente após ser lançada na meia-noite de terça-feira passada.

Durante seus anos de trainee, entretanto, as quatro meninas somente tentaram manter suas cabeças acima da água. “Alguns estagiários foram expulsos, alguns caminharam por conta própria, mas eu fui ficando mais forte“, disse Jennie, integrante do BLACKPINK, em uma entrevista de grupo realizada no centro de Seul.

Todas nós viemos até aqui às custas de tudo o que tínhamos, e não poderíamos sair de mãos vazias dali. No final, eu estava mais desesperada em impedir que me fizessem ir embora, do que calcular minhas chances reais de estrear (no K-pop)“, lembrou. Ela e suas companheiras passaram entre quatro a seis anos como estagiárias, e passaram por testes mensais de desempenho para provar seu potencial.

Lisa, a integrante tailandesa de voz suave e de certa forma reservada, disse que passou por um tempo difícil devido à barreira do idioma, quando aterrissou em solo coreano em 2011 para perseguir seu sonho de se tornar um ídolo do K-pop. “A comunicação foi o desafio mais difícil no início, mas eu peguei rápido enquanto tinha minhas aulas de coreano“, disse ela.

Da esquerda para a direita: Rosé, Lisa, Jisoo e Jennie, do BLACKPINK, dando entrevista para falarem de seu segundo EP, “Square Two”, no centro de Seul, dia 02 de novembro de 2016. Foto: Yonhap.

Playing With Fire” tem um estilo tropical, acentuado com uma batida de bateria poderosa e enriquecido com uma melodia de piano rítmica e um sintetizador ao estilo funky. Mas a maior arma da canção é sua coreografia explosiva.

As “monster rookies“, o rótulo que o grupo recebeu com suas conquistas rápidas, deixa as integrantes do BLACKPINK orgulhosas, porque reconhecem sua “imagem impactante e carismática“, disse Jennie.

A vida cotidiana das integrantes do BLACKPINK não mudou muito desde antes de sua estreia, três meses atrás. Exceto que quando elas estão fora de um compromisso, elas continuam “presas”, quer no estúdio ou na casa do grupo. Antes de sua estreia, as integrantes passavam o dia inteiro no estúdio. Agora, elas ainda praticam no estúdio pelo menos três a quatro horas todos os dias, de acordo com Jennie.

Da esquerda para a direita: Lisa, Jennie, Jisso e Rosé, posam para foto em entrevista para a imprensa, sobre seu segundo EP, “Square Two”, no centro de Seul, dia 02 de novembro de 2016. Foto: Yonhap.

Todos as quatro integrantes do BLACKPINK falaram suavemente durante a entrevista, um contraste com a imagem ousada que retratam em “Playing With Fire“. A canção retrata o ardente esforço de uma menina que pretende “jogar com tudo o que tem” para ganhar o coração de um menino.

As integrantes negaram ter tido tais sentimentos em suas vidas pessoais, contudo admitiram que sentem sentimentos “ferozes“, similares com as cenas românticas de filmes coreanos e de séries de televisão que assistem juntas. O drama favorito do grupo atualmente é “Jealousy Incarnate” da SBS, de acordo com Jisoo.

As integrantes da banda de três meses de idade, não seguem outros grupos de garotas ou artistas, citando sua “pressão para revisar suas apresentações de palco a cada semana“. O grupo de garotas não sentiu muita pressão sobre a rivalidade emergente com outro grupo feminino, o I.O.I. Ambos grupos são os candidatos mais fortes para o prêmio de rookies feminino no próximo “Mnet Asia Music Awards 2016” (MAMA 2016). A grande premiação e evento de música asiática é organizado todos os anos pela rede sul-coreana de música e entretenimento, Mnet.

No ano passado, o prêmio do rookie feminino do MAMA foi para o grupo de garotas TWICE, da JYP Entertainment e o prêmio do rookie masculino para o grupo iKON da YG Entertainment.

Nessa foto liberada pela produtora YG Entertainment, mostra as meninas do grupo sul-coreano de K-pop, BLACKPINK, em seu comeback.

Quanto aos seus planos futuros, as integrantes do BLACKPINK cruzaram os dedos para as oportunidades de fazerem muitos shows e tours fora de seu país de origem.

O maior modelo de suas atividades globais é o 2NE1, o antecessor do grupo lançado em 2009. Desde sua estreia, o BLACKPINK e sua agência reconheceram que o conceito funky e arrogante da banda é sua herança musical do 2NE1. Mas essa herança não deve ser menosprezada como mera cópia, alegaram Jennie e Jisoo, já que 2NE1 é um grupo altamente merecedor de toda fama que construiu.

“Em vez de fazer um esforço extra para nos distinguirmos do 2NE1, gostaria de imitar suas conquistas globais, como uma turnê mundial“, disse Jisoo.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.