O conselheiro de planejamento de eventos presidenciais coreano, Tak Hyun Min, recentemente deu uma entrevista onde revelou uma história especial sobre o desempenho do BTS no “Concerto de Amizade Coreia-França” que foi realizado na França no ano passado.

“O BTS teria um raro dia de folga, mas eles decidiram usar aquele dia para vir e se apresentar no evento. Nós nos oferecemos para pelo menos pagar as taxas de viagem deles, mas a equipe da Big Hit sorriu. Eles perguntaram se estaria tudo bem, já que o BTS estaria voando em um jato particular. Analisamos e isso nos custaria 100 milhões de won (US$ 86.000). Mas, eles vieram, por conta própria, mesmo assim”.

“Eles resolveram apenas receber os relógios da edição especial do Presidente Moon e se recusaram a receber pagamento.”

Foto: Amino, BTS e o Presidente Moon

“As celebridades geralmente recebem reações adversas quando são vistas perto do governo ou de qualquer influência política, por isso não temos nada a dizer a não ser obrigado ao BTS.”

Confira abaixo os integrante recebendo seu relógios especiais do presidente:


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.