Depois que os titãs do K-pop, BTS, declararam sua solidariedade ao #BlackLivesMatter esta semana, declarando “estamos juntos” contra a discriminação racial, o grupo e sua gravadora coreana estão se comprometendo: BTS e Big Hit Entertainment doaram U$1 milhão para o movimento Black Lives Matter (Vidas Negras Importam), um representante da Big Hit confirmou à Revista Variety.

A doação foi transferida no início desta semana, com o Black Lives Matter confirmando o recebimento da Big Hit na sexta-feira. BTS e Big Hit não comentaram sobre a doação; contatada pela Variety, Kailee Scales, diretora administrativa da Black Lives Matter, disse:

Pessoas negras de todo o mundo estão sofrendo neste momento pelo trauma de séculos de opressão. Estamos emocionados com a generosidade do BTS e dos  apoiadores em todo o mundo que se solidarizam na luta pelas vidas negras.

A promessa vem no final de uma semana em que muitos músicos e outros convocam a indústria da música a demonstrar apoio à comunidade negra, que adotou a “Blackout Tuesday” — que ocorreu no dia 2 de junho, um dia em que muitas empresas pausaram a jornada de trabalho para discutir e criar estratégias — e doações. A Warner Music e seu principal proprietário, Len Blavatnik, assim como a Sony Music, prometeram U$100 milhões cada para causas de justiça social.

Na segunda-feira, 1º de junho, The Weeknd pediu a outros que se posicionassem após detalhar sua doação de U$500 mil para iniciativas de justiça racial. “Incentivando todos com bolsos grandes a doar e doar muito“, ele compartilhou no Instagram. Ele seguiu com uma solicitação específica à indústria em um post que apresentava os logotipos do Universal Music Group, da Sony Music, da Warner Music, do Spotify e da Apple Music.

Para meus colegas, respeitados parceiros e executivos da indústria — ninguém se beneficia mais da música negra do que as gravadoras e os serviços de streaming“, escreveu ele. “Peço que você se vá grande [com as doações] e publicamente esta semana. Significaria o mundo para mim e para a comunidade, se você puder se juntar a nós“.

Na cena do K-pop, vários artistas apoiaram o movimento, tanto individualmente quanto em grupo. Algumas estrelas compartilharam suas doações pessoais, como Mark Tuan, natural de Los Angeles, da boyband GOT7, comprometendo U$7 mil ao fundo George Floyd Memorial, o rapper coreano-americano pH-1 doando U$3 mil para o Black Lives Matter e uma doação de U$1 mil para o Fundo de Liberdade de Minnesota de Jae do grupo de K-pop/rock DAY6. O BTS e o Big Hit são os primeiros na indústria pop coreana a fazer uma doação em grupo e pública após a morte de George Floyd, em 25 de maio, que provocou protestos contra a violência policial em todo o país.

Em outros contextos da indústria artística coreana, Jay Park e sua gravadora de hip-hop de Seul, H1GHR Music, compartilharam que seus artistas doaram coletivamente U$21 mil para o Black Lives Matter. Park, que assinou com a Roc Nation, doou U$10 mil três dias após a morte de George Floyd, comentando que “inúmeras pessoas desarmadas inocentes perdem suas vidas e ninguém assume a responsabilidade ou são responsabilizadas“.

No domingo, o BTS apareceu como parte do evento no YouTube “Dear Class of 2020“, ao lado de Beyoncé, o Presidente Barack Obama e Michelle Obama. Abaixo, a mensagem do BTS para os formandos de 2020. E aqui neste link, você pode conferir a performance especial do BTS, gravada no Museu Nacional da Coreia, para este grande evento.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.