Cena do filme "O Mar da Tranquilidade", produzido por Jung Woo-sung Imagem: Netflix Coreia/Ásia

O feriado nacional de Seollal é normalmente um dos períodos mais movimentados do ano nos cinemas, com muitas obras novas a serem lançadas. É também o momento em que as emissoras locais apresentam filmes especiais para os espectadores que ficam em casa durante os feriados.

Apesar da abundância de opções ao alcance, há momentos em que parece não haver nada para ver. Para essas pessoas, pode ser uma boa ideia ver alguns dos filmes produzidos por estrelas conhecidas. Estes variam de séries em plataformas de streaming a curtas e longas metragens.

Continue a leitura e confira três de alguns dos filmes mais conhecidos produzidos por atores.

1. “O Mar da Tranquilidade”, por Jung Woo-sung

No vídeo de promoção de Netflix Coreia para “The Silent Sea” [título em ingês],  no YouTube, o ator Gong Yoo convida o produtor do filme para o palco, sem mencionar o seu nome. O homem, cujo rosto está coberto de imagens no vídeo, é posteriormente revelado aos espectadores como sendo Jung Woo-sung, uma grande estrela na indústria cinematográfica coreana.

A série é uma adaptação de uma curta-metragem com o mesmo título do realizador original, Choi Hang-yong. O filme de Choi foi exibido no Festival de Curtas-metragens Mise-en-scene em 2014, quando o projeto atraiu a atenção de Jung.

“Pensei que era uma história incrível na qual os humanos se dirigem para a Lua em busca de água enquanto enfrentam uma escassez de água na Terra. Por isso pensei que devia produzir o filme”, disse Jung durante uma entrevista.

O filme se passa em uma distópica 2075, quando a Terra é atingida por uma escassez de água devido à desertificação. Os oito episódios retratam principalmente astronautas que tentam completar uma missão para recuperar amostras especiais de uma instalação de investigação abandonada na Lua.

2. “Three Sisters”, por Moon So-ri

Moon So-ri, que interpreta a irmã no meio de um trio de irmãs no filme, é a co-produtora da longa-metragem “Três Irmãs” [em tradução livre].

Moon participou no projeto desde o início. “Tive muitas discussões com o realizador (como produtora). Não participei de todas as reuniões (com os investidores), mas houve uma altura em que escrevi uma carta para pedir fundos. Fiz tudo o que pude como co-produtora”, disse Moon.

O filme de 115 minutos gira em torno de três irmãs Mi-yeon (Moon), Hee-sook (Kim Sun-young) e Mi-ok (Jang Yoon-ju), cada uma com as suas próprias lutas. Mi-yeon, que parece viver uma vida invejável, descobre um dia que o seu marido tem um caso. A irmã mais velha, Hee-sook, luta para cuidar de sua filha rebelde e também se vê sobrecarregada com dívidas contraídas pelo seu marido. Já irmã mais nova, Mi-ok, é uma alcoólica que navega na relação conflituosa com o seu enteado, que a olha de cima.

As três irmãs regressam à sua cidade natal para o aniversário do seu pai e a viagem desencadeia memórias de infância desagradáveis, que pensavam ter sido esquecidas.

3. “Unframed”, por Lee Je-hoon

“Unframed” é um projeto de curta metragem coletivo, organizado conjuntamente por Watcha e Hardcut, uma nova empresa de produção co-fundada pelo actor Lee Je-hoon.

Lee realizou uma das quatro curtas-metragens. “Através da minha produtora Hardcut, eu quis fazer um projeto com atores dirigindo filmes. Assim, comecei a reunir aqueles que pudessem se interessar neste projeto”, disse Lee durante uma conferência de imprensa realizada antes do lançamento do projeto.

O projeto visa reunir curtas-metragens únicas e não convencionais de quatro atores: “Blue Happiness”, do próprio Lee, “Vote for ‘I Don′t Know'”, de de Park Jeong-min, “Rerun”, de Son Suk-ku e “Bandi” de Choi Hee-seo.

A curta-metragem de Lee (“Blue Happiness”) segue um jovem que se envolve no comércio de ações enquanto procura emprego. Já a produção de Park é uma história sobre estudantes do ensino básico que selecionam o presidente da sua turma; a de Son centra-se em torno de uma tia idosa e do seu sobrinho adulto durante uma viagem a uma cerimónia de casamento; enquanto que a de Choi conta a história de uma garota chamada Bandi, que vive com uma mãe solteira.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.