Solid, o trio popular de R&B dos anos 90 volta com novo álbum e busca recuperar sua glória passada, após permanecer inativo por 21 anos.

O grupo realizou uma mostra para divulgar seu novo álbum auto-produzido, “Into the Light” no Understage (Seul central), com várias novas músicas e uma versão remixada do seu grande sucesso de 1996, “Soul Mates”. O álbum foi lançado online no mesmo dia da apresentação.

Após debutar em 1993, o Solid subiu para a fama instantaneamente, vendeu mais de 4 milhões de álbuns e produziu sucessos consecutivos, incluindo “Hold on to Tonight”, “My Friend” e “You’re My First and Last”, algumas das músicas mais populares do K-pop nos anos 90.

Composta por amigos de infância dos Estados Unidos, o Solid deixou os holofotes após o lançamento de seu quarto álbum em 1997. Os cantores, todos na faixa dos 40 anos agora, não esperavam que o hiato durasse tanto tempo.

“Naquela época, basicamente morávamos no estúdio de gravação. Era uma época em que os computadores não eram usados para fazer música. Queríamos nos recarregar depois de viver assim por quatro anos”, disse o vocalista Kim Jo-han.

(Imagem: Yonhap)
(Imagem: Yonhap)

O rapper Lee Joon retornou para os EUA, com o intuito de manter uma promessa aos pais. Eles aprovaram sua carreira com a condição de que ele terminasse a faculdade. Lee Joon iniciou um negócio imobiliário nos EUA durante sua pausa no Solid.

“Prometi aos meus pais antes de estrear que eu iria terminar a faculdade. Voltei para os EUA para manter essa promessa. O tempo voou rapidamente depois que comecei meu próprio negócio. Me casei e tive filhos”, disse Lee.

O novo álbum da banda contém 9 faixas, incluindo três remixes de sucessos anteriores. “Into the Light”, “1996” e “Daystar”, junto com outras três, são músicas novas, escritas e produzidas por Jae Chong, um dos integrantes.

“Na década de 1990, fomos muito elogiados por estar à frente do nosso tempo. Pensei que seria sem sentido fazer música do passado”, disse Chong. “Queríamos tentar algo novo e contribuir para o avanço da cena musical coreana”.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.