Ator Jung Hae In Imagem: Revista GQ

Em recente entrevista para a revista GQ, Jung Jae-in falou sobre seu próximo trabalho, o curta chamado “Blue Happiness”, produção que faz parte do projeto “Unframed” [sem moldura, em tradução livre], uma série de curta metragens dirigidos por atores. “Blue Happiness será dirigido por Lee Je-hoon, e contará a história de pessoas em seus 20 e 30 anos dirigindo comércio de ações.

O entrevistador mencionou que o começo do filme foi sobre o que as pessoas naquela época eram mais apaixonadas, no que Jung Hae-in acrescentou, “Quer que sejam imóveis, ações ou criptomoedas. Acredito que fui escolhido porque nenhum deles se aplicava a mim”.

Ele continuou, “Penso que foi por isso que Je-hoon pensou em mim. Nós estávamos conversando casualmente sobre esse tipo de assunto quando eu disse, ‘Eu não sei nada sobre ações’. E eu me pergunto se ele ficou mais atento em mim por eu ter dito isso”.

Jung Hae-in fala sobre carreira, novos projetos e mais
Ator Jung Hae In
Imagem: Revista GQ

Como nunca trabalharam juntos, Jung Hae-in foi perguntado sobre como ele se tornou amigo de Je-hoon. Ele respondeu, “Alguns anos atrás, eu fui a um jogo de futebol nacional em Sangam-dong onde eu coincidentemente o conheci e cumprimentei. Depois disso, nós naturalmente ficamos próximos”.

Jung Hae-in também comentou sobre a pessoa apaixonada que é o colega, compartilhando, “Estou um pouco curioso sobre o que Je-hoon é no trabalha [como ator]. Gostaria de conhecê-lo de ator para ator. Você sabe como há pessoas que são diferentes quando as conhece na vida e quando as conhece no trabalho? Sinto que ele é definitivamente diferente entre amizade e negócio. Ele é uma pessoa meticulosa”.

Ainda acrescentou, “[Lee Je-hoon] presta mais atenção aos detalhes do que eu. Agora experienciei esse cenário em que ele conduziu como diretor e ele abordou todos os atores, não apenas eu, em um jeito extremamente minucioso. Como ele é originalmente um ator, ele se aproximou de nós com com uma melhor perspectiva do ponto de vista de um ator. Como posso dizer? Foi mais fácil de entender [o que ele estava dizendo] pelo fato dele falar pela mesma perspectiva que a nossa”.

Jung Hae-in fala sobre carreira, novos projetos e mais
Ator Jung Hae In
Imagem: Revista GQ

Em relação a uma semelhança entre o seu personagem Chan Young, em “Blue Happiness”, e a sua personalidade da vida real, Jung Hae In explicou: “Ao invés de falar enquanto está com a cabeça nas nuvens ou de ter discussões abstratas, gosto de discussões realistas, falar sobre como resolver situações realistas e sobre coisas que estão acontecendo hoje ou que acontecerão amanhã. Discussões construtivas. Discussões orientadas para o futuro”.

Jung Hae In também partilhou que ele e seu personagem têm a mesma visão sobre a vida. Elaborou sobre essa visão, dizendo: “Viver diligentemente. Se você se esforçar todos os dias e viver com diligência, haverá bons resultados. Mesmo que alguém não reconheça isso, não há problema. Além disso, não corra riscos e trabalhe arduamente”.

O entrevistador acrescentou que a frase que seu personagem Chan Young mais ouve no filme é: “Ugh, que garoto inocente. Como é que não mudou em nada?” Jung Hae In respondeu com uma risada e comentou: “Vou ter de perguntar [Lee Je Hoon] mais tarde. Se isso foi dirigido a mim”.

Jung Hae-in fala sobre carreira, novos projetos e mais
Ator Jung Hae In
Imagem: Revista GQ

Os dois falaram também de elogios que os anteriores diretores deram a Jung Hae In, principalmente sobre ser muito direto e honesto. O entrevistador perguntou se não gostava de ouvir estes comentários, e o ator respondeu: “Não me incomoda. São comentários muito bons, e também são verdadeiros. Quero expressar isso como o meu compromisso com o trabalho. A forma como me aproximo do trabalho”.

Ele continuou: “Desde a minha estreia, tenho-me perguntado constantemente: ‘Porque é que Jung Hae In atua? Porque está fazendo este tipo de trabalho? Porque é que continua a fazê-lo? Continuo a me perguntar isto. Ultimamente, é porque é divertido, é agradável, e me faz feliz. No entanto, quanto mais o faço, descubro que não quero ser feliz só por mim, mas também quero que as pessoas que me assistem e as pessoas com quem trabalho se sintam felizes comigo. No fim de contas, não é algo que faço por conta própria”.

Observou então que, para alcançar essa felicidade, o mais importante é a autoestima. Numa escala de 1 a 100, Jung Hae In revelou que a sua autoestima é de cerca de 40 ou 50 quando está no meio das filmagens. Explicando a baixa pontuação, comentou: “É porque estou sempre esbarrando em obstáculos e passando um mau bocado. Não é que eu seja assim tão bom atuando. Se há algo em que sou bom e algo em que sou mau, tenho tendência a confiar [nos outros] para aquilo em que sou mau. Peço ajuda, pergunto: ‘O que seria melhor?’, e digo aos meus parceiros de atuação e colegas que é difícil e que preciso da sua ajuda. A pessoa que eu mais foco é o diretor. Estou sempre enviando um ‘SOS’ ao meu diretor. Porque se o fizer e o resultado for bom, isso é uma coisa positiva. É uma coisa boa, se o que fizermos juntos resultar bem”. Depois acrescentou: “Neste momento, [a minha pontuação é] 100 porque não estou atualmente no meio das filmagens”.

Jung Hae-in fala sobre carreira, novos projetos e mais
Ator Jung Hae In
Imagem: Revista GQ

Finalmente, para as suas palavras-chave de 2021, Jung Hae In escolheu “trabalhar arduamente” e “tentar novos desafios”. Ele explicou o que vale como um novo desafio, dizendo: “Tudo. Cada dia é sempre um novo desafio. Cada projeto, cada momento”.

“Unframed” está programado para ser lançado em Dezembro de 2021 através da plataforma OTT Watcha, enquanto o drama “Snowdrop” de Jung Hae In estreará no dia 18 de Dezembro às 22:30 p.m. KST.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.