O K-pop permaneceu um tópico dominante no Twitter em 2019, pois os dados internos da plataforma mostram 6,1 bilhões de tweets sobre a indústria da música coreana.

O número aumentou quase 15% em relação ao ano anterior, uma indicação de que o K-pop é mais popular do que nunca na plataforma.

E, de acordo com Kim Yeonjeong, chefe de parcerias globais de K-pop do Twitter, o serviço de tweets planeja manter a tendência ascendente.

“Para tornar a comunidade K-pop mais animada no Twitter, planejamos fornecer conteúdo de qualidade em parceria com grandes eventos de K-pop, como Soompi Awards, KCON e MAMA, além de vários artistas para ajudar a expandir sua influência global” Kim disse em um comunicado.

No ano passado, os esforços do Twitter para interagir com os fãs estabeleceram um recorde mundial depois que a hashtag #TwitterBestFandom, usada como ferramenta para votar no 14º Prêmio Anual Soompi, gerou mais de 60 milhões de usos em 24 horas.

O BTS foi a conta de K-pop mais discutida pelo terceiro ano consecutivo em 2019, seguido por EXO e Got7.

O Twitter também revelou as 10 contas de K-pop que mais cresceram no mundo, entre as quais o Blackpink ficou no topo. O grupo feminino de quatro integrantes fez história no ano passado depois de se tornar o primeiro grupo de K-pop a se apresentar no Coachella.

Logo atrás estava o SuperM, um super grupo composto por sete integrantes de vários outros grupos populares da SM Entertainment – SHINee, EXO, NCT127 e WayV.

A aparição do grupo no #TwitterBlueroom Live em Los Angeles em outubro atraiu mais de 2 milhões de visualizações, marcando o número mais alto até o momento.

Mais um sinal da popularidade do grupo; mais de 30 milhões de tweets usando a hashtag #SuperM foram gerados em torno de sua estreia. 

Outros artistas que chegaram ao top 10 incluem TXT, Stray Kids, WayV, Ateez, X1, Itzy, AB6IX e (G) I-dle.

Quando se trata de países que mais twittaram sobre o K-pop, a Tailândia ficou em primeiro lugar, enquanto a própria Coreia do Sul ficou em segundo. Indonésia, EUA e Filipinas aparecem logo atrás. E o Brasil também está ali, em 6º lugar.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.