A atuação do ator Kim Dong-hee como destaque em “SKY Castle” em 2019, abriu portas para que ele atuasse em dramas como “Itaewon Class” da JTBC e “Extracurricular“, um drama original da Netflix .

Kim Dong-hee. Foto: Korea Herald

Para Kim, interpretar Oh Ji-soo no drama criminal adolescente “Extracurricular” não era o tipo de papel que ele estava acostumado a interpretar.

O personagem do ator de 21 anos, Ji-soo, é um inteligente estudante do ensino médio que nunca causou problemas na escola. No entanto, há um segredo que ele esconde de todos os outros.

Sua atividade “extracurricular” é coordenar alguns jovens profissionais do sexo, comunicando-se por meio de textos e um aplicativo de telefone para disfarçar sua voz. Abandonado pelos pais, essa é a única maneira que Ji-soo  encontrou para ganhar a vida. Seu objetivo simples é ganhar dinheiro suficiente para ir para a faculdade.

Inicialmente, é fácil para Ji-soo esconder seu crime depois do horário escolar, porque ele é jovem bastante solitário. No entanto, seu anonimato se depedaça quando sua colega de classe Bae Gyu-ri (Park Joo-hyun) descobre seus empreendimentos criminais. Ela insiste em aderir ao esquema ilegal e os dois se tornam parceiros do crime.

Posters do drama “Extracurricular” da Netflix. Fonte: Suco de Mangá

Se a história parece um pouco pertubadora? Kim concorda.

Durante entrevista ao The Korea Times, ele disse “O crime e a prostituição entre adolescentes são tratados na série, mas a trama segue por um caminho diferente“. E acrescentou, “Isso não apenas esclarece o lado sombrio da juventude, mas levanta questões sobre a responsabilidade e mostra como as consequências são terríveis para os adolescentes criminosos“.

O ator de 21 anos de idade revelou simpatizar com seu personagem Ji-soo e esperava ser mais difícil interpretá-lo. Ao mesmo tempo que Ji-soo está envolvido em um crime grave, ele pode ser visto como uma vítima, tentando sobreviver ao violar a lei.

Kim comentou que “Seria uma mentira dizer que eu o entendi perfeitamente. Senti que havia uma grande parede entre mim e Ji-soo que não seria capaz de romper“.

No final da série, Ji-soo está envolvido em um turbilhão de emoções – medo, culpa e ansiedade. Ele está à beira do suicídio. Ele quer escapar, mas não há para onde ir e ninguém em quem ele possa confiar.”

Kim lembrou que a cena mais difícil foi pedir desculpas a Min-hee, uma garota popular que leva uma vida dupla ao se prostituir.

Chorei algumas dezenas de vezes, tentando evitar a sensação de estar na beira de um penhasco. Foi muito triste“, disse ele.

Ao saber do Caso Nth Room ou simplesmente Nth Room, que é um caso de crimes de cunho sexual digital da Coreia do Sul, ocorrido em grupos do serviço de mensagens criptografadas Telegram, entre 2018 a 2020, Kim disse que ficou chocado ao se deparar com um caso semelhante ao drama na vida real. “Fiquei profundamente chocado e chateado que tal história acontecesse na vida real. Acho que aqueles que cometeram esses crimes deveriam receber punições severas“, relatou ele.

Quando perguntado se ele está preocupado em ser considerado de aparência muito jovem (Kim apareceu como estudante na web drama “A-Teen“, na série de sucesso “SKY Castle“, “Itaewon Class” e “Extracurricular“), Kim disse que pensa nisso como um privilégio, porque não poderá usá-lo daqui a dez anos.

Meu objetivo é continuar atuando com firmeza. Não tenho pressa, por isso não me importo de desempenhar papéis de estudante“, disse ele. “No futuro, quero me tornar um ator que possa se encaixar em qualquer papel e ter uma influência positiva no público“.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.