Personagem de Kim Hye-soo em "Justiça Juvenil" Imagem: Screenshot Netflix

A atriz Kim Hye-soo disse em entrevista como se sentiu ao interpretar Shim Eun-seok, uma juíza do tribunal juvenil, em “Justiça Juvenil”, K-drama da Netflix, que foi ao ar dia 25 de janeiro deste ano.

“Senti muito mais responsabilidade com este trabalho do que alguma vez senti antes”, disse Kim ao The Korea Times, sexta-feira.

“Refleti muito sobro como poderia retratar a minha personagem para que pudesse entregar (ao público) as coisas que aprendi e senti enquanto me preparava para esta série, e também passar mensagens através do papel de Shim. Houve uma maior sensação de pressão na realização desta série do que nos meus trabalhos anteriores”, completou.

Kim Hye-soo sentiu grande responsabilidade pelo seu papel em "Justiça Juvenil"
Jovens são levados ao tribunal juvenil em “Justiça Juvenil”
Imagem: Screenshot/Trailer Netflix

A série do tribunal gira em torno de uma juíza severa e insensível, Shim, que tem uma forte antipatia com jovens delinquentes. Mantendo-se firme nas suas crenças e nos valores da justiça, ela aborda casos complexos cometidos por menores, incluindo aqueles cuja idade os exclui legalmente da responsabilidade por seus atos criminosos. A produção é dirigida por Hong Jong-chan, que dirigiu outras séries como “Dear My Friends” e “Her Private Life” (2016), e escrita pela recém-chegada Kim Min-suk.

Kim Hye-soo descreveu a sua personagem como uma juíza idealista que tem opiniões imparciais sobre os casos que pega. “Ela parece desprezar os jovens delinquentes no exterior, mas na realidade é uma juíza idealista que chega ao fundo dos casos numa perspectiva objetiva e leva em consideração as diferentes dimensões que eles têm”, disse ela.

Shim acredita que todos, mesmo os menores, devem ser responsabilizados pelos seus atos. Assim, ela persegue cada caso para revelar quem é realmente responsável pelos crimes e tenta trazer justiça para todos os envolvidos.

Kim Hye-soo sentiu grande responsabilidade pelo seu papel em "Justiça Juvenil"
A actriz Kim Hye-soo interpreta uma juíza do tribunal juvenil na nova série do mundo jurídico da Netflix, “Justiça Juvenil”.
Reprodução: The Korea Times/Cortesia da Netflix

A atriz partilhou que trabalhar nesta série a levou a ter uma mudança de posição sobre as questões da delinquência juvenil.

“Comecei a pensar realmente no quadro social e estrutural que trata dos crimes juvenis”, disse ela. “Eu realmente queria que a série se saísse bem e que fizesse um bom trabalho ao retratar a questão que devíamos estar discutindo na vida real. Queria que tivesse ressoado junto do público e oferecesse uma oportunidade para as pessoas mudarem a sua perspectiva”.

Ela acrescentou que a série traz um direcionamento sobre a forma como devemos encarar tais crimes. “Pensei que a nossa sociedade tinha interesse em jovens delinquentes e nos seus crimes, e que precisávamos de algo para orientar esse interesse”, disse ela.

“Os crimes juvenis não são apenas o que interessa aos que estão no sistema judicial ou aos que se dedicam à proteção e correção desses jovens delinquentes, mas são algo em que todos nós devemos pensar. Deveríamos tomar algumas medidas práticas antes que seja tarde demais”.

Kim Hye-soo sentiu grande responsabilidade pelo seu papel em "Justiça Juvenil"

Personagem de Kim Hye-soo em “Justiça Juvenil”
Imagem: Screenshot/Trailer NetflixA série traz casos inspirados em crimes juvenis da vida real, tais como o rapto e assassinato de uma criança da escola primária e de estudantes do ensino médio que causaram um acidente de automóvel fatal com um carro alugado que haviam roubado.

Kim consultou juízes reais que tratam desses casos e observou ela própria as audiências do tribunal para se preparar para o seu papel.

“Houve casos que chamaram a atenção do público, mas as decisões não foram pesadas o suficiente para corresponder à raiva do público. E muitos culpariam o juiz, dizendo: ‘É por isso que a nossa sociedade é assim'”, disse ela. “Mas ao participar nesta série e ao falar com tais juízes, aprendi sobre a enorme responsabilidade e o sério sentido do dever que têm neste trabalho”.

Disclaimer

As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.