Foto: The Korea Bizwire. Esta imagem da RM com uma pintura de Kim Whan-ki no Ho-am Art Museum foi capturada de uma conta oficial do BTS SNS.

Quando a maior feira anual de arte da Coreia do Sul, a Feira Internacional de Arte da Coreia (KIAF), estava em andamento no centro de convenções COEX, no sul de Seul, em 26 de setembro, um jovem alto chegou ao local, com o rosto sombreado sob um boné.

Ele se virou para o estande da exposição, atribuído à Galeria Johyun, e ficou plantado por um longo tempo em frente às pinturas de flores e pássaros do mestre-pintor coreano Kim Chong-hak.

Um funcionário da galeria o acompanhou pela coleção, mas foi só depois que o homem deixou a exposição que o funcionário descobriu que o visitante era RM, Kim Nam Joon,  o líder da sensação global do K-pop – BTS.

RM apareceu novamente sem aviso prévio para uma exposição de arte coreana no Centro de Arte Jeongdong 1928, no centro de Seul, em 5 de outubro, onde ficou duas horas para saborear um trabalho de caligrafia do lendário pintor coreano Kim Whan-ki e cerca de 70 outras pinturas coreanas.

Compromissos globais proibitivos e agitados, incluindo um concerto para o qual RM e os outros seis integrantes do BTS voaram para a capital da Arábia Saudita, Riyadh, na semana seguinte, não conseguiram parar a busca de grandes eventos artísticos da estrela do K-pop que ama arte.

Seu amor pela arte não é segredo para seus fãs depois que RM frequentemente tuitou fotos de suas visitas a museus e galerias de arte em todo o mundo.

Seu apego às pinturas e pintores coreanos é, no entanto, algo fora do comum.

Nam Joon quase não perdeu grandes exposições de arte em seu país de origem, e suas pegadas atraíram muitas vezes outros tantos amantes da arte para os locais de arte que ele visitou.

Ele tirou um tempo de sua agenda lotada durante os últimos shows do BTS em Busan em junho para fazer uma breve visita ao Museu de Arte de Busan para saborear uma exposição especial com o mestre pintor coreano Lee Ufan.

Sua mensagem foi deixada no livro de visitantes da exposição – “Eu estava aqui para curtir (a exposição). Mestre, eu gosto do seu ‘vento’ (série)”.

Foto: The Korea Bizwire. A mensagem manuscrita de RM deixada no livro de visitantes do Museu de Arte de Busan.

O falecido pintor Kim Whan-ki parece ser um dos artistas favoritos de RM.

Ele já visitou exposições de arte coreanas modernas pelo Museu de Arte Buk-Seul e Museu de Arte Ho-am, ao sul de Seul, ambas com trabalhos de pintura do artista mestre.

RM twittou fotos de sua visita a Ho-am no início deste mês com a mensagem “Moon is up”. Durante as recentes férias de verão de cinco semanas do BTS, RM percorreu todo o caminho e se entregou ao seu amor pela arte coreana.

Ele viajou para Veneza, Itália, para assistir a uma exposição retrospectiva especial do pintor coreano Yun Hyong-keun, realizada no Museu Portuny da cidade antiga.

Os círculos de arte na Coreia do Sul estão entusiasmados com o interesse sério de Nam Joon pela arte coreana.

“Ao ver um cantor de ídolos seguindo incansavelmente a arte coreana, perecebe-se que o mundo da arte coreano não está despojado de seu futuro”, disse Lee Seung-hyun, diretor artístico do Centro de Arte Jeongdong 1928, à Agência de Notícias Yonhap.

Tendo conhecido pessoalmente a RM, Jeong Jong-hyo, um acadêmico do Museu de Arte de Busan, postou uma mensagem do SNS sobre o conhecimento lúcido da estrela do K-pop sobre artistas modernos e contemporâneos coreanos e história da arte.

“Não é coincidência que as letras e músicas do BTS (tenham essa profundidade)”, disse ele.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.