O K-pop “fala” coreano – em sua maior parte -, mas nem todos os seus fãs.

Além do apelo não verbal do K-pop, a barreira linguística está sendo derrubada por uma rede de fãs que traduzem o conteúdo coreano para outros idiomas em tempo real.

Jessica Cuadros Marquez, que gerencia a organização de fãs do BTS no Peru, afirma que os fãs de língua espanhola dependem de contas confiáveis ​​de fãs que têm um histórico de produzir versões espanholas de qualidade de conteúdos do BTS.

Trabalhando individualmente ou em equipes, esses voluntários traduzem todos os tipos de conteúdo do grupo – quase imediatamente após a sua divulgação. Alguns deles possuem um Twitter com um número de seguidores que varia de centenas de milhares a mais de um milhão.

“Há coisas que certamente podem ser comunicadas de forma não-verbal, por meio de performance e música, mas entender as letras e a mensagem de todo um álbum pode estimular admiração ainda maior pelo artista”, disse Marquez ao The Korea Herald.

A plataforma de compartilhamento de vídeos V Live do portal de internet coreano Naver tornou-se terreno familiar desses fãs tradutores, que legendam vídeos de K-pop em seus respectivos idiomas.

Vídeo V Live traduzido por fãs (Fonte: The Korea Herald)

A plataforma tem um elevado número – 80% – de seus usuários fora da Coreia, e seu conteúdo, em grande parte em coreano, é traduzido para 58 idiomas diferentes por fãs voluntários, de acordo com o funcionário de relações públicas da V Live, Yang Ha-na.

Embora o V Live ofereça legendas por tradutores internos, as legendas traduzidas pelos fãs muitas vezes atraem uma melhor resposta de outros fãs, possivelmente porque os fãs tendem a ser “seguidores mais dedicados” do assunto, afirmou. Nesse sentido, a tradução por inteligência artificial ainda não consegue superar a dos fãs.

O tradutor mais bem avaliado do V Live, que atende por Solnce_T, ressaltou a importância da tradução para os fãs de K-pop não-coreanos, dizendo: “Muito (do conteúdo de K-pop) não gozaria de muita popularidade sem a disponibilidade de legendas.”

“Se você não entende do que se trata, seja uma música, programa de TV ou transmissão ao vivo, seu interesse provavelmente diminuirá com o tempo”, disse. Sua reivindicação é respaldada pelo relatório de 2016 da Korea Consumption Culture Association, que mostrou que os fãs de K-pop que estudam coreano são mais propensos a manter o interesse do que aqueles que não o fazem.

Ainda que seja perfeitamente possível desfrutar do conteúdo de K-pop sem entender coreano, os fãs que não sabem coreano “não entendem o que está em jogo”, disse o tradutor do V Live. “Não há barreiras linguísticas na música, (mas) é crucial entender o significado de cada música, que geralmente contém temas e narrativas.”

E o interesse pelo K-pop muitas vezes gera motivação para aprender a língua coreana – como aconteceu com ela.

“Eu encontrei pessoas que se comprometeram seriamente em estudar coreano só porque gostam da música da BTS.”

Lee So-young, que leciona no instituto de ensino de idiomas da Universidade Nacional de Seul, também reconheceu o fator cultural por trás do recente boom no aprendizado do idioma, embora tenha alertado contra o uso da cultura popular como plataforma única de aprendizado.

“Dominar uma língua estrangeira é uma devoção de longo prazo que precisa ser alimentada pelo interesse e paixão pela cultura em que a língua está enraizada. Mas existe o perigo de ser exposto à cultura popular sem a compreensão de seu contexto ”, alertou.

“Um consumidor desconhecido da cultura popular pode desenvolver uma perspectiva tendenciosa, pois trata-se de um gênero de uma cultura muito mais ampla, impulsionado pelo consumo e altamente comercializado.”


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.