Jeon Sung-won cantando a música "Beatiful Goodbye" do CHEN (integrante do EXO)

Para o aspirante a cantor de K-pop, Jeon Sung-won, 19 anos, o tempo voa como uma flecha. Durante a semana, ele passa cinco horas depois da escola fazendo aulas de canto e piano. Nos finais de semana e feriados, seus ensaios começa às 10h e continua até a meia-noite. Jeon tem repetido essa rotina há mais de um ano.

É fisicamente e mentalmente exaustivo. Mas Jeon não pode relaxar, sabendo o quão competitivo é alcançar seu sonho – o número de aspirantes a cantores na Coreia é estimado em mais de um milhão, de acordo com várias fontes do setor.

A VIDA DE UM ASPIRANTE A CANTOR DE KPOP

“Como um aspirante a cantor de K-pop , eu sei que nada é garantido no meu futuro”, disse Jeon em uma recente entrevista ao jornal The Korea Times. “Então estou sempre inquieto. Praticar a todo momento é a única maneira de me livrar da ansiedade.”

Mesmo no dia da entrevista, Jeon dançou o último lançamento da boyband EXO,”Love Shot”, até pingar de suor, e cantou a canção solo de Chen, “Beautiful Goodbye”, até que sua voz falhou. Sem uma longa pausa, ele entrou na sala do piano.

Jeon Sung-won, à direita, fazendo ensaio vocal

Jeon disse que não foi o único a passar por momentos difíceis. “Mesmo aspirantes talentosos lutam para sempre melhorarem”, diz ele.

“No entanto, eles dificilmente passam nas audições realizadas pelas gravadoras”, disse. Muitos deles desistem do seu sonho no caminho, depois de várias tentativas.”

De fato, para sobreviver à audição, um candidato tem que se destacar entre milhares. A atriz Go A-ra, que passou na audição da SM Entertainment – uma das 3 grandes potências musicais da Coreia do Sul, juntamente com a YG e a JYP – revelou que teve de superar cerca de 8.000 concorrentes.

Jeon Sung-won ensaiando coreografias com outros jovens aspirantes

De acordo com Jeon, os aspirantes a cantores são adolescentes e também se preparam para o vestibular, apenas por precaução.

“Queremos perseguir nosso sonho, mas não queremos morrer de fome, disse Jeon. “Um diploma universitário pode nos ajudar a conseguir outros empregos se não pudermos nos tornar cantores.”

É por isso que a maioria dos pais reluta em apoiar os sonhos de seus filhos.

Meus pais queriam me convencer a desistir do sonho a princípio, sugerindo que eu conseguisse um emprego estável primeiro”, disse Jeon.Mas eu os persuadi, dizendo a eles o quanto eu estava desesperado pela música. No final, eles mudaram de ideia e começaram a me apoiar.”

Jeon eventualmente quer recompensar a fé de seus pais. Ele revelou que eles também estão pagando por sua academia. De acordo com um porta-voz de uma academia de música, se um aluno faz aulas de canto, coreografia e composição, o custo mensal é de cerca de um milhão de won (846 dólares).

Jeon Sung-won – “Depois do fim das aulas às 18h da tarde, eu pratico até às 22h – 23h da noite”

“Tudo isso é muito trabalhoso, mas me leva a trabalhar ainda mais. No futuro, quero ser um cantor de sucesso e pagar meus pais de volta.”

Embora parecesse exausto depois do treino, ele não perdeu o sorriso.

“A música é o que eu realmente amo, então acho que tenho sorte de fazer o que eu gosto, disse ele. “Mais tarde, quero me tornar um cantor que possa consolar as pessoas com música.”

PROFESSOR DE ASPIRANTES A CANTORES

Então, o que um professor desses aspirantes diria?

Um caminho rochoso paira sobre esses aspirantes, porque eles têm que resistir ao teste do tempo, apesar da baixa probabilidade de estreia, disse Noh Young-joo, presidente e CEO da academia de música Power Vocal, ao jornal The Korea Times. “Eu não posso dar o número exato, mas a probabilidade é extremamente baixa. Os aspirantes devem ostentar seu próprio estilo de música e ser diligentes para aumentar suas chances.”

Noh é o professor de uma legião de estrelas do K-pop, incluindo o ex-membro do Wanna One, Park Ji-hoon, e Choi Ye-na, do grupo feminino IZ*ONE. Noh abriu a academia em 2009 na região central de Seul e é hoje uma das instituições musicais mais preferidas na Coreia.

Noh Young-joo – “As agências preferem os adolescentes, quando fazem seletiva de idols para grupos de K-pop”

“No entanto, espero que meus alunos não abandonem seus sonhos. Eles ainda podem conseguir trabalhos relacionados à música graças à criatividade que aprenderam. Essa criatividade pode ser aplicada a vários setores”, disse ele.

“Os estudantes escolheram o que queriam fazer e estão felizes em fazer o que amam. Estou mais orgulhoso do que preocupado em vê-los vivendo uma vida movimentada, mas direcionada aos sonhos.”

Ele também aconselhou os aspirantes a serem mais confiantes.

“Os estudantes que crescem apenas na Coreia geralmente não têm confiança e são excessivamente humildes”, disse ele. Espero que eles se tornem mais ousados ​​porque a confiança é uma qualidade crucial. Mas é melhor suportar os tempos difíceis com perseverança e sempre praticar para ser perfeito.”

Jeon Sung-won – “Eu quero cantar músicas pelas quais as pessoas também possam se identificar”

Mais estrelas estrangeiras do K-pop estão chegando à academia, acrescentou Noh.

“A maioria deles vem da China, Japão e Tailândia”, disse ele.Muitas agências têm procurado talentos estrangeiros para atingir os mercados internacionais. Por exemplo, se um grupo tem um membro chinês, será mais fácil mirar no mercado chinês em termos de linguagem e sentimento. As agências atualmente divulgam conteúdo para pessoas em todo o mundo e então não evitem descobrir novos talentos estrangeiros.”

Noh encerrou a entrevista expressando seus pensamentos sobre as críticas de que os ídolos do K-pop estão se tornando “produtos de fábrica”

“Algumas agências querem que suas estrelas sigam suas estratégias e conceitos, enquanto outras preferem ter artistas mais auto-orientados”, disse ele. “Assim, os aspirantes a cantores têm que se analisar primeiro e decidir qual estilo preferem. Não acho que isso seja uma discussão do que é bom ou ruim.”

Jeon Sung-won / Fala do CEO Noh: “E para aqueles que sonham, digo para não se preocuparem e tentarem o seu melhor”

Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.