FOTO: Rolling Stone

Desde o começo, o cantor, compositor e produtor, V era a arma secreta do BTS. Sua voz rica e grave faz um contraste agradável com os agudos cada vez mais altos de seus colegas cantores, e ele não tem medo de mergulhar por completo no R&B, assim como, na sua faixa neo-soul sensual, “Intro: Singularity”.

Com um amor por Jazz e música clássica, V começou sua carreira musical como um saxofonista, e ele tem a lista de influências mais eclética do que qualquer outro integrante do BTS, desde Sammy Davis Jr., até Sam Cooke e Coldplay – o cover mais recente do BTS, ‘Fix You’, foi ideia dele. No prédio da agência, em uma manhã de abril, usando um chapéu estilo jornaleiro, uma jaqueta estilo parka preta, e uma máscara branca, V bebeu um gole de seu suco de laranja e falou sobre sua futura mixtape, seus filmes favoritos, e mais.

V, Do Bts Fala Para A Rolling Stone, Sobre Sua Mixtape, Seu Amor Por 'O Poderoso Chefão' E O Início Da Carreira
Foto: rolling stone

Eu sei que ontem você participou de um programa de variedades pela primeira vez em muito tempo. Como foi?

Foi nossa primeira aparição em cinco anos. Então eu estava muito nervoso e eu estava tenso. Então eu não dormi muito. Mas, na verdade, quando fomos filmar ontem, o apresentador do programa foi muito gentil e amável. Então, tudo correu bem. Eu realmente me senti confortável. E então, por causa da nossa entrevista hoje cedo, eu também não dormi muito ontem a noite.

Eu sinto muito sobre isso!

[risos] Não, Não, Não, Não, Não.

Eu sei que tem trabalhado duro na sua mixtape, e eu sei que foi adiada, e eu sei que sente muita pressão para fazer isso direito. Como está agora?

Nós trabalhamos e fazemos música, como um grupo, e apenas como um grupo. Então trabalhar no meu próprio disco significa que eu tenho que fazer tudo relacionado a todas as músicas no álbum. Eu preciso estar envolvido na parte da escrita da letra e das melodias para todas as músicas e no processo de produção. Então, tem um pouco de pressão em suportar toda a carga que, geralmente, é distribuída entre os outros integrantes para um álbum em grupo. Então, é difícil. Mas o que tem de bom nisso, é que tenho a oportunidade de mostrar quem eu sou, e vou mostrar músicas que realmente tem a cor do Kim Taehyung, a cor do V, para o nosso ARMY. Então, é uma grande oportunidade, claro, e é isso que faz a criação dessa mixtape ser bem divertida e gratificante.

Então, qual é a previsão atual de lançamento?

Originalmente, eu pensei em lançar no ano passado. Mas se tornou algo mais difícil e complexo do que eu imaginava que seria. Então, eu pensei que lançaria no começo desse ano. Mas novamente, se tornou algo mais difícil do que eu achei que seria! Então, agora estou pretendendo lançar no fim deste ano.

V, Do Bts Fala Para A Rolling Stone, Sobre Sua Mixtape, Seu Amor Por 'O Poderoso Chefão' E O Início Da Carreira
Foto: rolling stone

Você já teve uma música solo ‘Sweet Night’, como trilha sonora de TV. O que você tirou da experiência?

Aquilo foi lançado como parte de uma trilha sonora para alguém que eu conhecia muito bem [ator e protagonista da série, Park Seo-Joon]. Mas, originalmente, foi feita como parte da minha mixtape. É uma das minhas músicas pessoais. Aquela música começou comigo sentindo que queria uma boa noite de sono.

“Blue and Gray” é uma bela música. Você disse que escreveu quando o trabalho era muito difícil para você e você não estava feliz. O que no trabalho era difícil?

Isso foi quando a pandemia do Covid estava realmente se expandindo e se tornando séria. Nós tínhamos nos preparado muito para mostrar a nossa performance de ‘On’ para o ARMY. E o que eu estava achando difícil naquela época era não poder mostrar o que havíamos preparado e praticado tanto. Eu estava dizendo a todos os ARMYs nas redes sociais, “Se preparem, nós estamos prestes a mostrar para vocês grandes apresentações!” Então, isso foi muito frustrante e difícil e me deixou triste. Acho que tinha uma mistura de estar cansado e estar um pouco esgotado do trabalho.

Tem algum ponto positivo nesse ano fora da estrada?

Me permitiu focar nas coisas. Antes do Covid, eu era tão ocupado que não conseguia me concentrar em uma coisa ou realmente focar em algo novo. Se eu quisesse fazer algo novo, eu era forçado a ser realmente superficial. Eu não podia me aprofundar. Mas durante esse último ano, eu tive mais tempo. No meu trabalho, eu realmente tentei produzir mais e me aprofundar mais na minha música. Antes, eu pensava que minhas melodias não eram tão complexas, ou intrigantes. Mas eu pude colocar mais energia em ouvir mais músicas, e realmente pensar sobre outras coisas. E isso, eu acho que me ajudou a mergulhar no aspecto de produção da música. E eu tive muito tempo para criar boas melodias, e eu também tive muito tempo para sentar e vegetar. [risos] E isso também me ajudou.

V, Do Bts Fala Para A Rolling Stone, Sobre Sua Mixtape, Seu Amor Por 'O Poderoso Chefão' E O Início Da Carreira
Foto: rolling stone

Eu sei que você gosta de diferentes tipos de músicas. Me conte sobre seus heróis na música.

Meus heróis na música estão sempre mudando, quase que a cada hora. Então, ontem, era o Elvis Presley. E hoje pode ser outra pessoa. Essa é a minha escolha, mas eu acho que eu gosto do Elvis Presley, mais velho, do Elvis Presley em seus últimos anos. Tem tantas músicas famosas do Elvis, mas eu acho que gosto das músicas mais escondidas, e não das mais famosas na discografia. Então, o que estou tentando fazer, e quero fazer, é ouvir cada música, mesmo que seja apenas 1 minuto da música. Ambas as músicas famosas e até as mais escondidas entre as faixas.

Tem algumas dos anos 1950 que são boas também, mas você está certo, músicas mais recentes como ‘Kentucky Rain’ e ‘Suspicious Minds’ são algumas das melhores.

Se puder recomendar as músicas mais ouvidas de Elvis Presley, eu vou escutá-las.

Eu vou te mandar uma playlist. Então, como era ser o integrante secreto antes da estreia do BTS?

Para ser, verdadeiramente, honesto, quando me disseram que eu era um integrante  escondido, eu realmente achei que fosse ser cortado do grupo.

Então agora você consegue rir disso, ou ainda é meio traumático?

Eu consigo rir agora, com certeza. Contanto que eu possa brincar com o nosso CEO, o chefe da agência, e sacudi-lo um pouco pelas mangas da camisa, eu consigo rir disso.

V, Do Bts Fala Para A Rolling Stone, Sobre Sua Mixtape, Seu Amor Por 'O Poderoso Chefão' E O Início Da Carreira
Foto: rolling stone

Eu ouvi que você gosta de filmes antigos. Quais são os seus favoritos?

Eu gosto de filmes antigos, mas também filmes que são clássicos e não necessáriamente tão antigos. Como por exemplo, ‘O Poderoso Chefão” foi um filme que eu realmente gostei. ‘Cães de aluguel’ é um dos meus filmes favoritos de todos os tempos. ‘O poderoso chefão’,  eu assisti recentemente. Um amigo me disse. “É muito longo, eu dormi no meio do filme”. E eu pensei, “É tão chato assim?” E então eu assisti e eu fiquei bem comovido, principalmente, com o carisma do poderoso chefão [Marlon Brando], e todos os atores, a direção e a produção. E novamente, o carisma e a presença imponente dele durante o filme.

Você mesmo já atuou no drama de TV, Hwarang. Você quer fazer mais disso no futuro?

É algo que eu vou pensar depois de completar 30 anos.


Disclaimer: As opiniões expressas em matérias traduzidas ou em colunas específicas pertencem aos autores orignais e não refletem necessariamente a opinião do KOREAPOST.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.